Bélgica 2008/09

Standard Liège
Standard Liège

Balanço

A

pós ter quebrado em 2007/08 um jejum de vinte e cinco anos de títulos nacionais, o Standard procurava no novo exercício chegar ao terceiro bicampeonato do seu historial, superando as perdas do treinador Michel Preud’homme, que de forma surpreendente rumou ao Gent, e da jovem estrela Marouane Fellaini, contratado pelo Everton a troco de 18,5 milhões de euros. Lázló Bölöni, campeão português pelo Sporting em 2001/02, foi o escolhido para assumir a sucessão do antigo guardião do Benfica, uma aposta inteligente sabendo-se da paixão do técnico romeno por aproveitar e desenvolver as capacidades de jovens oriundos da formação, a maior das bandeiras dos «Vermelhos» de Liège. Contudo, a empreitada de Bölöni revelar-se-ia bem mais complexa do que seria inicialmente expectável, não só pela melhoria qualitativa do Anderlecht, o principal rival, que investiu forte no «Mercado», mas também pelo clima de elevada tensão que marcou a temporada do Standard, com várias polémicas entre jogadores a acusarem algumas cisões dentro do balneário. Os 4 pontos de atraso para o Anderlecht na mudança de volta, agravados pela pesada derrota na deslocação ao terreno do rival (2-4) numa das primeiras rondas da segunda metade da prova, chegaram a parecer lançar definitivamente os «Mauvres» para o título, mas a equipa de Bölöni conseguiu reentrar na corrida e disputar taco-a-taco a conquista da Liga, a mais emocionante dos últimos anos. Empatados no número de pontos (77) e de vitórias (24) no final da temporada, Anderlecht e Standard acabaram por ser obrigados a disputar uma finalíssima, onde os «Vermelhos» se impuseram: ao empate na deslocação ao terreno dos «Mauvres» (1-1), num jogo em que se revelaram superiores ao adversário, seguiu-se a consagração no flamante «caldeirão de Sclessin», onde um golo de Axel Witsel, na sequência da marcação de uma grande penalidade polémica, fez a diferença e valeu o 10º título belga do palmarés do emblema de Liège.

 

Classificação:

 1.RSC Anderlecht              34 24  5  5  75-30  77  Playoff Título
   Standard de Liège           34 24  5  5  66-26  77  Playoff Título
 3.Club Brugge KV              34 18  5 11  59-50  59  Liga Europa – 3ª pré
 4.KAA Gent                    34 17  8  9  67-42  59  Liga Europa – 2ª pré
 5.SV Zulte-Waregem            34 16  7 11  55-36  55
 6.KVC Westerlo                34 15  7 12  42-38  52
 7.KSC Lokeren OV              34 13 12  9  40-32  51
 8.KRC Genk                    34 15  5 14  48-51  50  Liga Europa – elimin. acesso
 9.Cercle Brugge KSV           34 14  5 15  48-53  47
10.KV Mechelen                 34 12 10 12  46-52  46
11.Excelsior Mouscron          34 12  8 14  42-49  44
12.Charleroi SC                34 12  7 15  43-48  43
13.KFC Germinal Beerschot      34 11  9 14  44-42  42
14.KV Kortrijk                 34  9 11 14  37-55  38
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 
15.FC Verbroedering Dender EH  34  9  8 17  44-58  35  Playoff Subida/Descida
16.KSV Roeselare               34  8  6 20  33-59  30  Playoff Subida/Descida
-----------------------------------------------------
17.AFC Tubize                  34  7  6 21  35-77  27  Despromovido
18.RAEC Mons                   34  3 10 21  31-57  19  Despromovido

Notas:
– A Liga belga será reduzida de 18 para 16 clubes em 2009/10.
– Como Anderlecht e Standard Liège terminaram o campeonato com o mesmo número de pontos e vitórias, os regulamentos obrigaram a uma disputa de uma final a duas mãos para decidir o campeão belga 2008/09.
– Devido à redução de número de clubes da divisão maior do futebol belga em 2009/10, o Playoff de Subida/Descida foi disputado em duas fases para apurar um vencedor. Na primeira fase, a eliminar, entraram em competição o 2º, 3º, 4º e 5º classificados da 2ªDivisão para apurar os dois clubes que disputaram a 2ª fase, em forma de grupo e a duas voltas, com o 15º e 16º classificados da 1ªDivisão.

 

Final da Liga

21-5-2009
Anderlecht, 1 (Jonathan Legear, 52.)
Standard Liège, 1 (Dieumerci Mbokani Bezua, 60.)

24-5-2009
Standard Liège, 1 (Axel Witsel, 40., de grande penalidade)
Anderlecht, 0

– O Standard Liège sagrou-se campeão belga em 2008/09, garantindo entrada directa na fase de grupos da Liga dos Campeões.

– O Anderlecht, finalista vencido, teve que contentar-se com o apuramento para a 3ª pré-eliminatória da Liga dos Campeões.

 

Playoff Subida/Descida

Clubes participantes: Verbroedering Dender EH (15º classificado da 1ªDivisão), KV Roeselare (16º classificado da 1ªDivisão), Lierse SK (2º classificado da 2ªDivisão), Antuérpia FC (3º classificado da 2ªDivisão), KV Red Star Waasland (4º classificado da 2ªDivisão) e RFC Tournai (5º classificado da 2ªDivisão).

 
1ªFase:

1ªMão
Antuérpia FC – RFC Tournai, 0-0
KV Red Star Waasland – Lierse SK, 1-1

2ªMão
RFC Tournai – Antuérpia FC, 0-2
Lierse SK – KV Red Star Waasland, 3-2

– Antuérpia FC e Lierse SK apuraram-se para a 2ªfase.

 
2ªFase:

 1.KSV Roeselare                  6  4  1  1  13- 7  13
-------------------------------------------------------
 2.FC Verbroedering Dender EH     6  2  2  2   8- 7   8 
 3.Lierse SK                      6  1  3  2   5- 7   6
 4.Antuérpia FC                   6  1  2  3   6-11   5

– O KSV Roeselare venceu o Playoff e garantiu a manutenção na 1ªDivisão.
– O FC Verbroedering Dender EH desceu à 2ªDivisão.

 

Quem Subiu:

Sint-Truiden VV (campeão da 2ªDivisão belga).

 

Melhores Marcadores

JAIME Alfonso RUÍZ (Westerlo), 18
TOM DE SUTTER (Anderlecht), 16
Dieumerci MBOKANI Bezua (Standard Liège), 16
Joseph AKPALA (Club Brugge), 15
Adnan CUSTOVIC (AA Gent), 14
Ouwo MOUSSA MAAZOU (Lokeren), 14
Wesley SONCK (Club Brugge), 14
MBAYE LEYE (AA Gent), 13
Jérémy PERBET (Tubize), 13
Björn VLEMINCKX (KV Mechelen), 13
Oleg IACHTCHOUK (Cercle Brugge), 12
Milan JOVANOVIC (Standard Liège), 12
BRYAN RUIZ (AA Gent), 12
Mbark BOUSSOUFA (Anderlecht), 11
Elimane COULIBALY (KV Kortrijk), 11
David DESTORME (Dender EH), 11
Giuseppe ROSSINI (KV Mechelen), 10
Mohamed DAHMANE (Club Brugge), 9
Mahamadou HABIBOU (Charleroi), 9
Adekamni OLUFADÉ (AA Gent), 9
Kevin ROELANDTS (Zulte-Waregem), 9

 

Dados Relevantes

O Campeão

10º título belga do Standard de Liège, clube que garantiu o seu segundo campeonato consecutivo, repetindo o feito que alcançara em 1981/82 e 1982/83.

Clubes com mais títulos

Anderlecht (29), Club Brugge (13), Union Saint-Gilloise (11), Standard de Liège (10), Germinal Beerschot (7), Racing Bruxelas (6), Daring CB e FC Liège (5).

Mais vitórias

Standard de Liège e Anderlecht (24).

Menos derrotas

Standard de Liège e Anderlecht (5).

Melhor ataque

Anderlecht (75).

Melhor defesa

Standard de Liège (26).

Menos empates

Standard de Liège, Anderlecht, Club Brugge, KRC Genk e Cercle Brugge (5).

Mais empates

Lokeren (12).

Menos vitórias

Mons (3).

Mais derrotas

Tubize e Mons (21).

Pior ataque

Mons (31).

Pior defesa

Tubize (77).

Melhor equipa nos jogos em casa

Standard de Liège (45). 15 vitórias, 0 empates e 2 derrotas.

Melhor equipa nos jogos fora de casa

Anderlecht (34). 10 vitórias, 4 empates e 3 derrotas.

Melhor série de vitórias consecutivas

Standard de Liège (7). Entre a jornada 16 e a jornada 22.

Melhor série de jogos consecutivos sem perder

KAA Gent, Germinal Beerschot e Lokeren (10).

Pior série de derrotas consecutivas

Tubize (10).

Pior série de jogos consecutivos sem vencer

Mons (19). Entre a jornada 16 e a jornada 34, período em que somou 5 empates e 14 derrotas.

Média de golos

2,8 golos por jogo. Representou um acréscimo de 0,2 em relação ao exercício anterior, em que a média de golos por jogo foi de 2,6.

Jogo com mais golos

Anderlecht – Mechelen (7-1).

Maior goleada

Anderlecht – Mechelen (7-1).

Resultados mais comuns

2-1 (54), 1-0 (47), 2-0 (41), 1-1 (30) e 3-1 (28).

Percentagem de jogadores belgas utilizados na Liga

45,5%. Representou uma queda de 3,1% em relação à época anterior (48,6%).

Equipa mais nacional

KV Mechelen – 72,2% de utilização de jogadores belgas.

Equipa menos nacional

Lokeren – 20,7% de utilização de jogadores belgas.
10 das 18 equipas participantes na Liga ficaram abaixo dos 50% de utilização de jogadores belgas.

Países mais representados (utilização em jogos da Liga)

Bélgica (45,5%), França (11,8%), Brasil (3,0%), Marrocos (2,8%), Croácia (2,5%) e Nigéria (2,3%).

Jogadores mais utilizados

– Sammy Bossut, Zulte-Waregem, 34 jogos, 3060 minutos (totalista)
– Bertrand Laquait, Charleroi, 34 jogos, 3000 minutos.

Jogadores com melhor média pontual

(entre os jogadores que completaram mais de metade da época: 18 jogos)

– Tomislav Mikulic, Standard de Liège, 2,526 (19 jogos)
– Roland Juhász, Anderlecht, 2,452 (31 jogos)
– Wilfried Dalmat, Standard de Liège, 2,433 (30 jogos)
– Davy Schollen, Anderlecht, 2,429 (21 jogos).

O melhor marcador

Jaime Alfonso Ruíz (Westerlo)
18 golos em 29 jogos
9 golos apontados em casa e 9 em jogos extramuros
5 golos obtidos na primeira parte e 13 na segunda parte
Marcou golos em 13 partidas: 8 golos foram «solitários», aos quais juntou 5 «duplas», 3 delas obtidas em jogos como visitante.

Jogador com a melhor série de jogos consecutivos a marcar golos

Jaime Alfonso Ruíz (Westerlo) e Mbaye Leye (Zulte-Waregem e AA Gent), 5.

Jogador mais eficaz

(entre os jogadores que completaram mais de metade da época: 18 jogos)

Giuseppe Rossini (KV Mechelen), 1 golo a cada 113 minutos de utilização.

Melhor «joker» – jogador com mais golos como suplente utilizado

Chris Makiese (Charleroi e Zulte-Waregem), 6 golos em 13 partidas como suplente utilizado.
5 dos seus 6 golos como suplente utilizado foram obtidos ao serviço do Zulte-Waregem, clube que representou na segunda metade da temporada.

Guarda-redes menos batido

(entre os jogadores que completaram mais de metade da época: 18 jogos)

Davy Schollen (Anderlecht), 0,70 golos sofridos por jogo.

Guarda-redes com mais «balizas-virgens»

Rorys Aragón Espinoza (Standard de Liège), 12 em 27 jogos

Guarda-redes com melhor percentagem de «balizas-virgens»

(entre os jogadores que completaram mais de metade da época: 18 jogos)

Davy Schollen (Anderlecht), 45,5% (10 em 23 jogos)

Guarda-redes que mais minutos esteve sem sofrer golos

Davy Schollen (Anderlecht), 533 minutos, numa série iniciada na 26ª jornada e que se prolongou até à 32ª jornada.

 

Taça

23-5-2009
KV Mechelen, 0
KRC Genk, 2 (Marvin Ogunjimi, 42. e 62.)

 

Supertaça

9-8-2008
Standard Liège, 3 (Oguchi Onyewu, 12. e 18., Benjamin Nicaise, 87.)
Anderlecht, 1 (Matías Suárez, 73., de grande penalidade)

 

STANDARD DE LIÈGE: O CAMPEÃO

 
Estatísticas

Nac. Pos. Nome J G A V Min.
BEL D ALEX Jansen DA SILVA 1 0 0 0 90
ECU G Rorys ARAGÓN ESPINOZA 27 0 0 0 2.430
CRO AM Leon BENKO 14 1 0 0 235
COD A Christian BENTEKE 9 3 0 0 473
TUR G Sinan BOLAT 7 0 0 0 630
BEL M Mehdi CARCELA GONZÁLEZ 12 0 0 0 546
CIV A Gohi Bi CYRIAC 1 0 0 0 5
FRA M Wilfried DALMAT 30 4 5 0 2.339
BRA D DANTE Bonfim 15 1 5 1 1.283
BEL M Steven DEFOUR 31 4 7 0 2.531
BRA D DIGÃO 1 0 0 0 3
BEL M Marouane FELLAINI 3 0 1 0 270
BEL MD Reginal GOREUX 22 1 4 0 860
BEL AM IGOR DE CAMARGO 27 8 3 0 1.725
BEL MD Marco INGRAO 3 0 0 1 41
SRB AM Milan JOVANOVIC 30 12 7 0 2.588
FRA DM Eliaquim MANGALA 11 0 3 0 645
BRA D MARCOS CAMOZZATO 30 0 6 0 2.639
COD A Dieumerci MBOKANI Bezua 29 16 7 0 2.481
CRO D Tomislav MIKULIC 19 0 2 0 1.586
BEL D Landry MULEMO 20 0 7 0 1.399
FRA M Benjamin NICAISE 25 1 5 0 1.028
USA D Oguchi ONYEWU 32 3 3 0 2.769
SEN D Adama SARR 19 1 3 1 1.710
ISR M Salim TUAAMA 9 3 1 0 502
BEL M Axel WITSEL 33 7 3 0 2.767
ARM M Hiraç YAGAN 2 1 1 0 26

 
A Táctica

Standard Liège: táctica

 

Treinador Campeão

László Bölöni
foto © REUTERS

LÁSZLÓ BÖLÖNI

A atravessar uma fase menos luminosa na sua carreira, depois do insucesso no Mónaco e de uma travessia até ao Golfo Pérsico, o técnico romeno que conquistou o último título nacional do Sporting teve a oportunidade que desejava para se reencontrar com o sucesso, ainda por cima num clube que aposta convictamente nos jovens oriundos da formação, uma das suas imagens de marca. Se o desafio de suceder a Preud’homme, que quebrara um jejum de títulos de duas décadas e meia, não se antevia fácil, mais difícil se tornou com algumas altercações no balneário. No entanto, Bölöni soube superar as adversidades e conduzir o Standard ao bicampeonato, alternando o 4x2x3x1, o esquema táctico a que mais recorreu, com o 4x4x2, em que juntou Jovanovic ou Igor de Camargo a Mbokani.

 

Equipas-Tipo

[accordion title=”RSC ANDERLECHT“]

RSC Anderlecht[/accordion]

[accordion title=”CLUB BRUGGE KV“]

Club Brugge KV[/accordion]

[accordion title=”KAA GENT“]

KAA Gent[/accordion]

[accordion title=”SV ZULTE-WAREGEM“]

SV Zulte-Waregem[/accordion]

[accordion title=”KVC WESTERLO“]

KVC Westerlo[/accordion]

[accordion title=”KSC LOKEREN OV“]

KSC Lokeren OV[/accordion]

[accordion title=”KRC GENK“]

KRC Genk[/accordion]

[accordion title=”CERCLE BRUGGE KSV“]

Cercle Brugge KSV[/accordion]

[accordion title=”KV MECHELEN“]

KV Mechelen[/accordion]

[accordion title=”EXCELSIOR MOUSCRON“]

Excelsior Mouscron[/accordion]

[accordion title=”CHARLEROI SC“]

Charleroi SC[/accordion]

[accordion title=”KFC GERMINAL BEERSCHOT“]

KFC Germinal Beerschot[/accordion]

[accordion title=”KV KORTRIJK“]

KV Kortrijk[/accordion]

[accordion title=”FC VERBROEDERING DENDER EH“]

FC Verbroedering Dender EH[/accordion]

[accordion title=”KSV ROESELARE“]

KSV Roeselare[/accordion]

[accordion title=”AFC TUBIZE“]

AFC Tubize[/accordion]

[accordion title=”RAEC MONS“]

RAEC Mons[/accordion]

 

O «ONZE» DO ANO

Bélgica 2008/09: onze do ano

 

Figuras da Época

Boubacar Barry «Copa»
foto © Getty Images

Boubacar Barry «COPA» (Lokeren)

Marcin Wasilewski
foto © AFP

Marcin WASILEWSKI (ANDERLECHT)

Oguchi Onyewu
foto © stephenk92.blogspot.com

«Oguchi» ONYEWU (STANDARD DE LIÈGE)

Roland Juhász
foto © REUTERS

Roland JUHÁSZ (ANDERLECHT)

Nana Akwasi Asare
foto © vandaag.be

Nana Akwasi ASARE (KV MECHELEN)

Steven Defour
foto © GETTY IMAGES

Steven DEFOUR (STANDARD DE LIÈGE)

Guillaume Gillet
foto © footulien.blogspot.com

Guillaume GILLET (ANDERLECHT)

Axel Witsel
foto © REUTERS

Axel WITSEL (STANDARD DE LIÈGE)

Bryan Ruiz
foto © uncaf.net

BRYAN RUIZ (AA GENT)

Mbark Boussoufa
foto © goal.com

«Mbark» BOUSSOUFA (ANDERLECHT)

Tom De Sutter
foto © gva.be

TOM DE SUTTER (ANDERLECHT / CERCLE BRUGGE)

 
foto de abertura © REUTERS


Rui Malheiro

 
analista de futebol, scout e autor. freelancer. escreveu Anuário do Futebol 2008/09 e Anuário do Futebol 2009/10.