Posted 01/07/2011 by Rui Malheiro in Playmaker
 
 

Áustria 2010/11: o «onze» do ano

sturm_graz_201011
sturm_graz_201011

D

epois de uma Liga pautada por um enorme equilíbrio, o que adiou a decisão sobre o título até à derradeira jornada da competição, o Sturm Graz, ao somar 17 dos últimos 21 pontos em disputa, superiorizou-se ao ex-campeão Red Bull Salzburgo e ao Austria Viena, os seus dois principais rivais na luta pelo lugar cimeiro da classificação. Foi o 3º campeonato austríaco da história dos «Alvinegros», orientados tecnicamente pelo antigo internacional alemão Franco Foda, depois de 11 anos de jejum e de uma gravíssima crise financeira que chegou a colocar, em 2006, o futuro do clube em causa.

A nível individual, o austríaco, de origem sérvia, Zlatko Junuzovic, médio ofensivo do Austria Viena, autor de 9 golos e 10 assistências, foi eleito o jogador do ano, enquanto que o seu colega de equipa Roland Linz, antigo avançado do Boavista e Sporting de Braga, terminou a temporada como principal goleador da competição. Elogiados pelo bom futebol praticado e pela ideia de jogo ofensiva, os «Violetas» viram também destacar-se Florian Klein, um lateral de forte vocação ofensiva, e Julian Baumgartlinger, um versátil médio centro talhado para voos mais altos.

No campeão Sturm Graz, melhor ataque e segunda defesa menos batida da Liga, sobressaíram-se o guardião Christian Gratzei, eleito o melhor da Liga na sua posição, o croata Gordon Schindenfeld, melhor defesa-central da competição, e o austríaco Roman Kienast, avançado que, depois de anos de grande intermitência, disputou com Linz o título de melhor marcador da competição. Nota, por fim, para a boa temporada do experiente central espanhol Iñaki Bea, como também para as revelações Alexander Grünwald, do Wiener Neustadt, Thomas Schrammel e Daniel Royer, uma dupla que formou a acutilante asa esquerda do surpreendente SV Ried, 4º classificado da Liga e vencedor da Taça.

 

Onze do Ano

Áustria 2010/11: onze do ano

 

Christian Gratzei (SK Sturm Graz)

 
Christian Gratzei29 anos – 26 jogos / 0 golos

1.500.000 € (avaliação transfermarkt)

Eleito o melhor guarda-redes do ano da Liga austríaca, Gratzei garantiu 13 balizas-virgens em 26 jogos pelo campeão Sturm Graz. Muito instintivo e capaz de protagonizar defesas espectaculares, sabe tirar partido dos seus bons reflexos e grande agilidade entre postes. Fora de postes, sente-se mais confortável nas saídas pelo chão – boas defesas com os pés no 1×1 com os avançados adversários – do que nas aéreas, a sua principal fragilidade. Sabe funcionar, quando necessário, como libero, e revela argumentos a lançar ataques rápidos através de lançamentos manuais longos.

Florian Klein (FK Austria Viena)

 
Florian Klein24 anos – 36 jogos / 2 golos / 4 assistências

1.000.000 € (avaliação transfermarkt)

Lateral direito de forte vocação ofensiva, aproveitou a temporada para conquistar espaço na Selecção AA, depois de um bom trajecto nas Selecções inferiores. Muito disponível do ponto de vista físico, o que lhe permite realizar o vaivém defesa-ataque, a sua velocidade, poder de aceleração e capacidade de desmarcação permitem-lhe criar desequilíbrios do ponto de vista ofensivo, mas deverá tornar-se mais constante a nível do passe e dos cruzamentos, aspectos em que evoluiu ao longo do exercício. É um especialista na transformação de grandes penalidades, explorando o seu remate forte com o pé direito – também o utiliza para concluir lances de bola corrida. Do ponto de vista defensivo, comete alguns deslizes, mas é notório que se sente mais confortável na defesa de posições exteriores do que interiores.

Iñaki Bea (FC Wacker Innsbruck)

 
Iñaki Bea32 anos – 35 jogos / 1 golo / 1 assistência

600.000 € (avaliação transfermarkt)

Experiente central espanhol, iniciou, no Verão de 2010, a sua primeira aventura fora de portas, depois de passagens pelo Valladolid e Murcia, impondo-se como líder do sector defensivo do Wacker Innsbruck, revelação do primeiro quarto de temporada. Forte e muito disponível do ponto de vista físico, trata-se de um central destro de processos simples e práticos, o que faz com que raramente assuma acções de risco, compensando lacunas a nível da velocidade com um bom sentido posicional, muita agressividade e uma entrega inexcedível ao jogo. Eficaz no desarme pelo chão, sente-se confortável nas intervenções aéreas, tanto a nível defensivo como ofensivo.

Gordon Schildenfeld (SK Sturm Graz)

 
Gordon Schildenfeld26 anos – 36 jogos / 2 golos / 2 assistências

2.000.000 € (avaliação transfermarkt)

Patrão do sector defensivo do campeão Sturm Graz, o internacional AA croata relançou a sua carreira na Áustria, depois de passagens pelo Besiktas e pelo Duisburgo, onde não foi feliz. Central destro, destaca-se por ser extremamente forte do ponto de vista físico, o que lhe permite impor-se nos lances corpo a corpo, e por revelar muito bons argumentos no jogo aéreo, tanto em momento defensivo como ofensivo, já que é muito perigoso a dar sequência a lances de bola parada. Apesar de não se destacar pela velocidade e agilidade, compensa essa limitação com um bom poder desarme pelo chão, um óptimo sentido posicional e pela sua entrega total ao jogo, não revelando qualquer receio em oferecer o corpo à bola. Jogador de processos simples e práticos, opta, na maior parte das situações, por saídas em segurança.

Thomas Schrammel (SV Ried)

 
Thomas Schrammel23 anos – 34 jogos / 2 golos / 6 assistências

800.000 € (avaliação transfermarkt)

Lateral esquerdo, também capaz de actuar como volante ou ala, revelado pelo Rapid Viena, a falta de espaço conduziu-o ao SV Ried, onde se afirmou ao longo das duas últimas épocas, o que lhe permitiu chegar à Selecção AA austríaca. Jogador de forte vocação ofensiva, sabe tirar partido da sua disponibilidade física, velocidade, poder de aceleração e de desmarcação para criar desequilíbrios pelo flanco, mostrando argumentos interessantes nos cruzamentos e no passe, para além de não hesitar em procurar a baliza adversária através de remates com o pé esquerdo. Do ponto de vista defensivo, patenteia algumas deficiências, mas mostra-se mais confortável na defesa de posições exteriores do que interiores.

Julian Baumgartlinger (FK Austria Viena)

 
Julian Baumgartlinger23 anos – 31 jogos / 1 golo / 6 assistências

2.250.000 € (avaliação transfermarkt)

Médio austríaco formado nas escolas dos alemães do TSV Munique 1860, as poucas oportunidades na equipa principal conduziram-no, no Verão de 2009, ao Austria Viena, onde se afirmou como um dos melhores médios austríacos da actualidade, o que lhe permitiu fixar-se na Selecção principal, depois de um bom trajecto nos Sub-21. Médio centro de origem, também capaz de actuar como unidade mais recuada do meio-campo, consegue aliar competência do ponto de vista defensivo, ao tirar partido da sua agressividade e disponibilidade física, com qualidade nas saídas para ataque. Capaz de romper pelo meio-campo defensivo adversário, em acções com e sem bola, consegue criar desequilíbrios – até porque é capaz de utilizar os dois pés (o direito é o mais forte) – e mostra argumentos muito interessantes no passe, principalmente curto e médio. Poderá ganhar uma maior acutilância como finalizador.

Alexander Grünwald (SC Wiener Neustadt)

 
Alexander Grünwald22 anos – 33 jogos / 6 golos / 2 assistências

900.000 € (avaliação transfermarkt)

Médio canhoto formado nas escolas do Austria Viena, a falta de espaço na equipa principal conduziu-o ao Wiener Neustadt, clube que representou nas últimas três épocas com rendimento em crescendo. Médio versátil de características ofensivas, mostra-se capaz de desempenhar vários postos entre o centro e a esquerda: no último exercício, foi mais utilizado como médio centro ofensivo. Bem constituído do ponto de vista físico e capaz de assumir acções de condução e distribuição, sabe tirar partido dos seus argumentos interessantes a nível do passe, mas destaca-se, principalmente, pela forma inteligente como se movimenta e aparece em posições de finalização, de forma a tirar partido do seu remate forte de pé esquerdo. É, igualmente, um bom marcador de lances de bola parada: directos ou indirectos.

Zlatko Junuzovic (FK Austria Viena)

 
Zlatko Junuzovic23 anos – 33 jogos / 9 golos / 10 assistências

2.500.000 € (avaliação transfermarkt)

Grande talento do futebol austríaco, de origem sérvia, rumou, há duas temporadas, ao Austria Viena, onde se assumiu como unidade nuclear na ligação entre o meio-campo e o ataque, depois de se destacar no Austria Kärnten e no Grazer. Eleito jogador do ano da Liga austríaca em 2010/11, conseguiu fixar-se, ao longo da última temporada, como titular da Selecção AA. Médio ofensivo versátil e de enorme mobilidade, pode assumir o papel de «10», como também actuar a partir das alas, a médio centro ofensivo ou a segundo avançado. Rápido, ágil e com um poder de drible interessante, procura o um para um e consegue criar desequilíbrios, apresentando também perspicácia a desmarcar-se. Dotado de uma boa capacidade no passe e nos cruzamentos, o que lhe permite proporcionar várias assistências para situações de finalização, mostra também argumentos no remate, principalmente através do pé direito. Apesar das suas características marcadamente ofensivas, mostra sentido colectivo e colabora em acções de pressão e recuperação.

Daniel Royer (SV Ried)

 
Daniel Royer21 anos – 35 jogos / 4 golos / 6 assistências

800.000 € (avaliação transfermarkt)

Descoberto pelo SV Ried, no Verão de 2010, no FC Pasching, clube do terceiro escalão do futebol austríaco e para onde rumou depois de ter sido dispensado da equipa secundária do Sturm Graz, assumiu-se como uma das grandes revelações da temporada, já que as suas excelentes prestações abriram-lhe as portas da Selecção Sub-21 e da Selecção AA. Médio ala, habitualmente pela esquerda, isto apesar de ser destro, trata-se de um jogador forte a explorar movimentos em diagonal, tirando partido da sua velocidade, agilidade e poder de desmarcação para criar desequilíbrios. Com argumentos a nível do passe e dos cruzamentos, o que lhe permite realizar boas aberturas e algumas assistências para situações de finalização, possui também um remate forte de pé direito, que utiliza tanto de fora como de dentro da área, espaço onde também explora o seu jogo aéreo. Apesar das suas características ofensivas, não se nega a trabalho defensivo e procura fechar as subidas do lateral adversário.

Roland Linz (FK Austria Viena)

 
Roland Linz29 anos – 36 jogos / 21 golos / 6 assistências

1.900.000 € (avaliação transfermarkt)

De regresso, em Janeiro de 2010, ao Austria Viena, depois de passagens pelo futebol português, suíço e turco, Roland Linz concretizou o objectivo de relançar a sua carreira, concluindo o exercício como melhor marcador da Liga austríaca 2010/11: somou 21 golos, o melhor registo da sua carreira no escalão principal. Avançado de área, extremamente oportuno e inteligente a conquistar posição aos defesas adversários, ao tirar partido da sua agilidade, capacidade de desmarcação e perspicácia a jogar nos limites do fora-de-jogo, mostra facilidade a finalizar, a um-dois toques, com os dois pés – o direito é o que melhor define –, como também através do jogo aéreo. Em algumas ocasiões, falta-lhe uma maior envolvência no jogo colectivo, mas trata-se, acima de tudo, de um finalizador.

Roman Kienast (SK Sturm Graz)

 
Roman Kienast27 anos – 31 jogos / 19 golos / 6 assistências

1.500.000 € (avaliação transfermarkt)

Avançado austríaco com um trajecto pautado pela irregularidade, o que já o levou a passar, depois de ter sido dispensado pelo Rapid Viena, pelo futebol norueguês e sueco, realizou, em 2010/11, a melhor temporada da sua carreira, assumindo um papel decisivo no título do Sturm Graz. Muito poderoso do ponto de vista físico e extremamente agressivo, o que lhe permite impor-se nos lances corpo a corpo, está longe de limitar a sua acção à área e procura, diversas vezes, partir de espaços exteriores, surpreendendo pela mobilidade e acelerações que consegue imprimir às suas acções plenas de força e potência. Perspicaz a desmarcar-se e com grande sentido de baliza, não hesita em fazer uso do seu forte remate com ambos os pés – o direito é o que melhor define – de fora ou de dentro da área. Apesar da sua elevada estatura, falta-lhe uma melhor capacidade de definição através do futebol aéreo.

 

foto de abertura © derstandard.at


Rui Malheiro

 
analista de futebol, scout e autor. freelancer. escreveu Anuário do Futebol 2008/09 e Anuário do Futebol 2009/10.