Posted 01/09/2009 by Rui Malheiro in Observatório
 
 

Danny

Danny
Danny

Danny (Dinamo Moscovo / Zenit São Petersburgo)

 

Perfil

2008

Grande figura da temporada, ao protagonizar a maior transferência de sempre do futebol russo, quando, em Agosto de 2009, aceitou trocar o Dinamo Moscovo, onde se vinha a assumir como principal figura, pelo Zenit, clube que investiu 30 milhões de euros na sua aquisição, terminou o exercício com 10 golos e 12 assistências para finalizações vitoriosas, o que lhe garantiu o prémio de melhor médio ofensivo da Liga, superando Alan Dzagoev, a grande revelação da prova. Autor de um dos golos que valeu a vitória do Zenit na Supertaça europeia, no seu jogo de estreia pelos «Sine-belo-golubyye», a UEFA considerá-lo-ia como o melhor em campo, finalizando um mês de Agosto de sonho, já que dias antes se estreara pela Selecção AA portuguesa, depois de um bom trajecto nas Selecções inferiores. Filho de emigrantes portugueses na Venezuela, Danny rumou bastante jovem à Madeira, iniciando o seu trajecto futebolístico no Marítimo, clube que representou em todos os escalões até chegar à equipa sénior, onde rapidamente deu nas vistas, o que levou o Sporting, em Julho de 2002, a investir 2 milhões de euros na sua aquisição. Contudo, o seu trajecto nos «leões» ficou marcado pela falta de oportunidades para se impor, o que o levou a regressar, por empréstimo, ao Marítimo, antes de nova breve passagem pelo clube de Alvalade, que antecedeu a sua transferência, em Janeiro de 2005, para o Dinamo Moscovo, clube que assegurou os seus préstimos por 3 milhões de euros. Ao contrário de grande parte dos seus compatriotas que rumaram aos «Polícias» de Moscovo, como Maniche, Costinha, Luís Loureiro, Almani Moreira, Frechaut, Jorge Ribeiro ou Nuno Espírito Santo, o seu trajecto de três temporadas e meio no clube foi muito bem sucedido, o que o tornou numa das principais «estrelas» da Liga russa. Jogador de grande versatilidade, o que lhe permite desempenhar todas as funções entre o meio-campo ofensivo e o ataque, tem atingido maior rendimento como médio ofensivo, em funções próximas às de um «10», mas pode também actuar como médio ala/extremo ou avançado. Extremamente móvel e ágil, como também muito veloz e capaz de promover grandes acelerações no seu jogo, trata-se de um jogador capaz de assumir acções de condução e organização, ao aliar essas características a uma boa capacidade de drible, o que lhe permite criar inúmeros desequilíbrios no um para um, até porque não revela qualquer receio a partir para cima dos adversários, isto apesar de ser algo frágil do ponto de vista físico. Muito forte a ler as movimentações e desmarcações dos seus colegas de equipa, o que lhe garante um papel de relevo no capítulo das assistências para situações de finalização, sabe tirar partido da sua muito boa capacidade de passe, principalmente curto e médio, como também da sua competência nos cruzamentos, em bola corrida e em bola parada, já que bate bem cantos e livres laterais. Inteligente a jogar de costas para a baliza, o que lhe permite jogar como unidade mais avançada, é capaz de protagonizar bons movimentos de rotação e de proporcionar boas assistências, para além de evidenciar uma muito boa capacidade de desmarcação, o que lhe permite aparecer, com grande facilidade, em zona de finalização, mostrando um remate fácil com ambos os pés – o direito é o que melhor define – e astúcia a ganhar posição aos defesas adversários.

 

Danny Miguel Alves Gomes

Data de Nascimento: 07 – 08 – 1983
Nacionalidade: Portugal (nasceu na Venezuela)
Altura: 1.78
Peso: 71
Posição: Médio Ofensivo; Médio Ala/Extremo; Avançado
Internacional AA por Portugal

ÉPOCA CLUBE JOGOS GOLOS
2000/01 Marítimo B 6 1
2001/02 Marítimo B 9 0
2001/02 Marítimo 15 (5) 5
2002/03 Sporting 0 (1) 0
2002/03 Sporting B 7 0
2002/03 Marítimo 15 (0) 0
2003/04 Marítimo 29 (0) 1
2004/05 Sporting 1 (8) 0
2005 Dinamo Moscovo 27 (0) 4
2006 Dinamo Moscovo 23 (1) 2
2007 Dinamo Moscovo 28 (0) 5
2008 Dinamo Moscovo 18 (0) 5
2008 Zenit 10 (0) 5
2009 Zenit 8 (0) 0
2010 Zenit 27 (0) 10
2011 Zenit

 

Multimédia

 

 

foto © Reuters


Rui Malheiro

 
analista de futebol, scout e autor. freelancer. escreveu Anuário do Futebol 2008/09 e Anuário do Futebol 2009/10.