França 2008/09: Marselha

Olympique Marselha
Olympique Marselha

OLYMPIQUE MARSEILLE (MARSELHA): 2º CLASSIFICADO

P

rotagonista, em 2007/08, de uma sensacional recuperação sob a batuta de Éric Gerets, que conduziu o clube da zona de despromoção à 14ª jornada ao 3º lugar no final da temporada, o Marselha arrancava cheio de confiança para o novo exercício, ao ser apontado, juntamente com o Bordéus, como principal candidato a travar a hegemonia do Lyon. A grande euforia em torno do trabalho de Gerets, aliada à estabilidade na estrutura em seu redor, situação muito pouco comum no passado recente do clube, permitiu ao técnico belga assumir a construção do novo plantel, onde se notou a sua preocupação em torná-lo mais curto e equilibrado, o que motivou inúmeras dispensas e aquisições criteriosas, entre as quais se destacavam o central brasileiro Hilton, o explosivo Bakari Koné e, sobretudo, o criativo Ben Arfa, contratado, por 12 milhões de euros, ao Lyon para assumir a difícil sucessão da «estrela» Samir Nasri, transferido, por 16 milhões de euros, para o Arsenal. Na corrida pelo título até à última jornada, o Marselha destacou-se pela grande solidez táctica sem nunca perder a sua matriz marcadamente ofensiva – melhor ataque da Ligue 1 com 67 golos marcados -, mas os 22 pontos perdidos no Vélodrome impediram a conquista do primeiro título francês desde a «era Tapie». Brilhante fora de casa, onde afiançou 12 triunfos e apenas sofreu uma derrota, o Marselha foi (quase) demolidor na segunda volta do campeonato, aproveitando o impacto positivo proporcionado pela aquisição do avançado brasileiro Brandão, que marcaria a passagem de um 4x4x2 losango para um 4x2x3x1, onde Ben Arfa, protagonista de uma temporada muito aquém do esperado e marcada por alguns incidentes de ordem disciplinar, perdeu espaço. A derrota, em casa, diante do Lyon (1-3), à 36ª jornada, numa altura em que o Marselha liderava a Liga, entregou o título ao Bordéus, mas se é certo que o OM saiu da temporada sem qualquer troféu conquistado – precocemente eliminado da Liga dos Campeões, Taça de França e Taça da Liga, ainda chegaria aos quartos de final da Taça UEFA, onde sucumbiu perante o Shakhtar Donetsk, futuro vencedor da prova -, o seu futebol empolgou os adeptos como muito raramente se vira ao longo da última década e meia.

 
Estatísticas

Nac. Pos. Nome J G A V Min.
FRA MA Hatem BEN ARFA 33 6 4 0 1.837
FRA D Laurent BONNART 31 1 1 0 2.790
BRA A BRANDÃO 16 7 3 0 1.369
ALB MD Lorik CANA 27 1 7 1 2.237
FRA M Benoît CHEYROU 34 3 10 0 2.955
FRA A Djibril CISSÉ 2 0 0 0 103
ARG D Renato CIVELLI 14 2 3 0 1.141
FRA M Mohamed Amine DENNOUN 1 0 0 0 22
MAR D Amin ERBATE 4 0 2 0 257
FRA A Guy Kassa GNABOUYOU 1 0 0 0 4
FRA A Elliot GRANDIN 8 2 0 0 210
BRA D Vitorino HILTON da Silva 36 1 3 0 3.240
BFA MD Charles KABORÉ 23 1 1 0 942
CIV AM Bakary KONÉ 28 9 3 0 1.970
CMR M Modeste M’BAMI 23 0 1 0 1.635
FRA G Steve MANDANDA 38 0 0 0 3.375
JAM D Tyrone MEARS 4 0 0 0 315
SEN AM Mamadou NIANG 27 14 1 0 2.082
FRA G Rudy RIOU 1 0 0 0 45
FRA D Julien RODRIGUEZ 5 0 1 0 389
MLI A Mamadou SAMASSA 19 2 0 0 509
NGA D Taye TAIWO 35 3 1 0 3.105
FRA MA Mathieu VALBUENA 31 3 4 0 1.939
FRA AM Sylvain WILTORD 13 1 0 0 473
NED MAD Boudewijn ZENDEN 27 4 4 0 1.192
ALG M Karim ZIANI 28 2 7 1 1.976
FRA D Ronald ZUBAR 17 1 6 1 1.485

 
Treinador

Treinador Sistema Táctico Outras Opções Período
Éric Gerets 4x2x3x1 4x1x2x1x2, 4x3x3, 4x4x2, 4x1x4x1 toda a época.
Treinador J V E D Med.
Éric Gerets 38 22 11 5 2.026

 
Equipa Tipo

Olympique Marselha: táctica

 
As Figuras

Benoît Cheyrou
foto © Getty Images

Benoît Cheyrou

Mamadou Niang
foto © Reuters

Mamadou Niang

Hilton
foto © EQ

Hilton

Steve Mandanda
foto © Reuters

Steve Mandanda

 
foto de abertura © MAXPPP


Rui Malheiro

 
analista de futebol, scout e autor. freelancer. escreveu Anuário do Futebol 2008/09 e Anuário do Futebol 2009/10.