Inglaterra 2008/09: Arsenal

Arsenal
Arsenal

ARSENAL: 4º CLASSIFICADO

O

s três exercícios consecutivos sem conquistar qualquer troféu poderiam indiciar uma mudança na politica de aquisições do Arsenal, mas a abordagem de Arsène Wenger ao «Mercado» depressa esbateu essa ideia, já que o técnico francês permaneceu fiel à sua política de contratar jovens promissores e nem mesmo a perda de duas unidades indiscutíveis, como Flamini e Hleb, o levou a mudar de ideias. Se o Arsenal, à partida para o novo exercício, parecia ser o menos candidato dos «big four», apesar de algum entusiasmo em redor da aquisição do francês Nasri, rotulado de «novo Zidane», o primeiro terço de campeonato confirmaria tal ideia, já que no final de Novembro, com 19 pontos perdidos em 14 jornadas, o título não era mais do que uma miragem para os «Gunners». Na base do arranque desastroso esteve uma série de factores que complicaram tremendamente o trabalho de Arsène Wenger: as lesões de longa duração de Cesc Fàbregas e Rosický, ao debilitarem ainda mais o sector intermediário, que já não contava com Flamini e Hleb; a instabilidade e fragilidade do sector defensivo, algo com que se já debatera nas épocas anteriores e que o técnico francês teimou em não resolver; problemas disciplinares, bem vincados nas criticas produzidas pelo «capitão» Gallas aos seus colegas de equipa, o que fez com que perdesse a braçadeira; e o apagamento do goleador togolês Adebayor, insatisfeito com o facto do clube ter impedido a sua saída para o AC Milan. Contudo, uma série de 21 jogos consecutivos sem conhecer a derrota desanuviou o panorama negro e garantiu aos «Gunners», impulsionados pela aquisição do russo Arshavin no «Mercado de Janeiro», a realização de uma boa segunda metade de Premier League, o que lhes permitiu assegurar o 4º lugar final, ainda que a longínquos 18 pontos do campeão Manchester United. Só que, mais uma vez, o Arsenal saiu do exercício sem títulos e as boas campanhas na Liga dos Campeões e na Taça de Inglaterra, competições em que centrou as atenções face ao prematuro fracasso na Liga, terminariam nas meias-finais, ao não resistir ao maior poderio de Manchester United e Chelsea.

 
Estatísticas

Arsenal: estatísticas

 
Treinador

Arsenal: treinador

 
Equipa Tipo

Arsenal: táctica

 
As Figuras

Robin van Persie
foto © Reuters

Robin van Persie

Alexandre Song
foto © Getty Images

Alexandre Song

Samir Nasri
foto © Reuters

Samir Nasri

Andrei Arshavin
foto © Reuters

Andrei Arshavin

 
foto de abertura © AP


Rui Malheiro

 
analista de futebol, scout e autor. freelancer. escreveu Anuário do Futebol 2008/09 e Anuário do Futebol 2009/10.