Inglaterra 2008/09: Hull City

Hull City
Hull City

HULL CITY: 17º CLASSIFICADO

A

pontado como grande candidato à descida de divisão, o Hull City preparou cuidadosamente a sua época de estreia na Premier League, ao garantir a continuidade de quase toda a estrutura titular que afiançou a histórica promoção, após bater Watford e Bristol City no «Playoff» de subida, a que juntou mais de uma dezena de reforços, grande parte dos quais com experiência no escalão principal. Um arranque de Liga impressionante, com 6 vitórias e 2 empates nas primeiras 9 jornadas, colocou os «Tigers» em zona de apuramento para a Liga dos Campeões, e nem a expectável quebra da dinâmica vencedora impediu que o Hull City terminasse a primeira volta num magnífico 7º lugar, a apenas 2 pontos dos lugares europeus, o que lhe valeu o estatuto de equipa revelação. Uma abordagem agressiva ao «Mercado de Inverno», onde assegurou as aquisições dos médios criativos Bullard e Kilbane e dos avançados Cousin e Manucho, mostrava que o técnico Phil Brown pretendia continuar a intrometer-se na luta pelos lugares cimeiros da classificação. Só que o desempenho dos «Tigers» na segunda volta revelar-se-ia paupérrimo, o que fica bem atestado nos 7 pontos conquistados entre as jornadas 18 e 36, que motivaram a queda em zona de descida a duas jornadas do fim da prova. Um empate na deslocação ao terreno do Bolton Wanderers (1-1), aliado aos maus resultados dos seus mais directos rivais na fuga à despromoção, valeria uma sofrida manutenção na Premier League, festejada após uma derrota caseira diante do já campeão Manchester United (0-1).

 
Estatísticas

Hull City: estatísticas

 
Treinador

Hull City: treinador

 
Equipa Tipo

Hull City: táctica

 
A Figura

Michael Turner
foto © Getty Images

Michael Turner

 
foto de abertura © Reuters


Rui Malheiro

 
analista de futebol, scout e autor. freelancer. escreveu Anuário do Futebol 2008/09 e Anuário do Futebol 2009/10.