Inglaterra 2008/09: Os promovidos

Wolverhampton Wanderers (Wolves)
Wolverhampton Wanderers (Wolves)

OS CLUBES PROMOVIDOS À PREMIER LEAGUE

 

WOLVERHAMPTON WANDERERS (WOLVES)

 
Equipa Tipo

Wolverhampton Wanderers: táctica

 
Treinador

Mick McCarthy
foto © wolves.co.uk

MICK MCCARTHY

Antigo internacional irlandês, que, como técnico, já conduzira o Sunderland, em 2004/05, ao título do Championship, partiu para o novo exercício bastante pressionado, depois de uma decepcionante campanha em 2007/08, onde nem sequer conseguiu garantir o acesso dos «Wolves» ao Playoff de subida. Posicionado, desde o início de época, no topo da classificação, o Wolverhampton caminhava, com grande serenidade, para a subida à Premier League, mas uma terrível quebra de produção da equipa, que apenas somou uma vitória entre as jornadas 25 e 35, colocou tudo em causa. Contudo, os triunfos tangenciais nas deslocações aos terrenos de Crystal Palace e Sheffield Wednesday, que se anteviam de enorme dificuldade, reconduziriam os «Wolves» ao caminho do êxito. Fiel a um 4x4x2 clássico de perfil marcadamente ofensivo, McCarthy não só afiançou a promoção, definitivamente confirmada a duas jornadas do fim, como também assegurou o seu segundo título de Championship como treinador.

 
As Figuras

Sylvan Ebanks-Blake
foto © Dave Pinegar

Sylvan Ebanks-Blake

Michael Kightly
foto © mirror.co.uk

Michael Kightly

 
Birmingham City
foto © epltalk.com

BIRMINGHAM CITY

 
Equipa Tipo

Birmingham City: táctica

 
Treinador

Alex McLeish
foto © Tom Jenkins/Guardian

ALEX MCLEISH

Bicampeão escocês pelo Glasgow Rangers, Alex McLeish, de 50 anos, não conseguiu salvar o Birmingham City da descida ao escalão secundário em 2007/08. Contudo, a Direcção do clube acreditou na sua capacidade para guindar os «Blues» à Premier League em 2008/09, o que acabou por se concretizar na última jornada, após uma difícil vitória na deslocação ao terreno do Reading (2-1), um concorrente directo na luta pela promoção directa ao escalão principal. Posicionado, toda a época, em zona de subida, o Birmingham evidenciou uma enorme consistência a nível defensivo – melhor defesa do Championship com 37 golos sofridos e equipa com menor número de derrotas (9) –, tirando o máximo partido de um plantel repleto de jogadores com grande experiência competitiva. Pouco espectaculares do ponto de vista ofensivo, o que fica bem expresso no 12º melhor ataque da competição, os «Blues» alternaram a utilização de um 4x4x2 clássico com um 4x5x1 ou 4x2x3x1, nas partidas de maior grau de dificuldade.

 
As Figuras

Kevin Phillips
foto © Getty Images

Kevin Phillips

Lee Carsley
foto © Getty Images

Lee Carsley

 
Burnley
foto © Getty Images

BURNLEY

 
Equipa Tipo

Burnley: táctica

 
Treinador

Owen Coyle
foto © Reuters

OWEN COYLE

Técnico irlandês, de origem escocesa, conduziu o Burnley, após 33 anos de ausência, à Premier League, algo que era pouco previsível no arranque da temporada. Uma boa ponta final de Championship, com 7 vitórias e 3 empates nas últimas 11 jornadas, permitiu que os «Clarets» assegurassem, na última jornada da competição, o acesso ao Playoff de subida, onde realizaram um trajecto imaculado: 3 jogos, 3 vitórias, 4 golos marcados e 0 golos sofridos. Muito versátil do ponto de vista táctico, Owen Coyle, que já guiara o St. Johnstone à Premier League escocesa, adaptou a sua equipa às incidências de cada jogo e às características de cada adversário, alternando o 4x5x1, o seu esquema de eleição, com o 4x4x1x1, o 4x3x3 e o 4x4x2. Forte na exploração de ataques rápidos e contra-ataques, ao tirar partido da velocidade e mobilidade dos seus avançados e médios mais ofensivos, o Burnley apresentou, no Playoff, uma grande consistência a nível defensivo, aspecto em que revelara carências durante a fase regular do Championship.

 
As Figuras

Robbie Blake
foto © Press Association

Robbie Blake

Graham Alexander
foto © AP

Graham Alexander

 
foto de abertura © Getty Images


Rui Malheiro

 
analista de futebol, scout e autor. freelancer. escreveu Anuário do Futebol 2008/09 e Anuário do Futebol 2009/10.