Posted 06/08/2009 by Rui Malheiro in Playmaker
 
 

Ligue 1 2009/10: Três galos para um poleiro

Bordéus: vencedor da Ligue 1 em 2008/09
Bordéus: vencedor da Ligue 1 em 2008/09

Publicado no jornal «O Jogo» – especial «Novas Ligas»

 

Antevisão

T

rês galos para um poleiro. Bordéus, Marselha e Lyon iniciam o novo exercício com ambições legítimas em conquistar o título francês em 2009/10, o que deixa antever, à semelhança do que aconteceu na época passada, um campeonato de emoções fortes com uma luta hercúlea pelo posto cimeiro da classificação. O Bordéus, depois de ter quebrado a ditadura vitoriosa do Lyon, defende o título e Laurent Blanc, o popular «Presidente», permanece no comando técnico do clube, que entrou a ganhar na nova temporada, ao derrotar o Guingamp na final da Supertaça. Para alcançar o bicampeonato a aposta passa pela continuidade da estrutura base que garantiu o histórico triunfo, o que levou à compra do passe de Yoann Gourcuff, a grande estrela da companhia e figura maior da Ligue 1 em 2008/09. As aquisições cirúrgicas de Carrasso, Ciani e Plasil podem não ser exuberantes, mas dotam o plantel de mais opções de primeira linha, restando saber se o avançado franco-marroquino Chamakh, desejado pelo Arsenal, permanecerá ao serviço dos Girondinos. Caso saia, apesar do plantel estar bem dotado no sector ofensivo, terá um substituto: o internacional sérvio Jovanovic, que tem vindo a destacar-se no Standard de Liège, perfila-se como principal candidato à possível vaga. Bem mais vigoroso no ataque ao mercado esteve o Marselha, que não olhou a meios para dotar o seu plantel de mais e melhores recursos de forma a conquistar o título nacional após dois vice-campeonatos nos três últimos exercícios. A euforia reina entre os fervorosos adeptos do clube do sul de França, estimulados pela chegada do técnico Didier Deschamps, referência do clube enquanto jogador, e de um batalhão de reforços, onde sobressaem os nomes de Lucho González, Heinze e Morientes, mas em que também constam Diawara, M’Bia e Abriel, jogadores com experiência no campeonato francês e que se destacaram nos seus anteriores clubes. Quem comprou menos, mas gastou muito mais foi o Lyon, que se distinguiu como campeão do mercado de transferências em França. Depois de falhar a conquista do octacampeonato, Claude Puel permanece no comando técnico do OL, mas a sua margem de manobra parece ser cada vez mais reduzida, algo que se agravou com uma pré-época muito aquém das expectativas, que exacerbou as feridas da temporada de insucessos. As perdas de Juninho e Benzema poderiam constituir um duro óbice aos planos de reconquista, mas existem muitas soluções de qualidade no plantel, ainda por cima reforçado por Lisandro López, Michel Bastos – tremendo especialista na execução de lances de bola parada -, Gomis e Cissokho. Uma luta bem diferente viverá o Le Mans, de Paulo Duarte, técnico português que irá realizar a sua estreia na Ligue 1. Apresentado como o «Mourinho de África», fruto do seu excelente trabalho na Selecção do Burkina Faso, que promoveu do 111º ao 57º lugar do ranking FIFA, o antigo treinador da União de Leiria apontará baterias para a manutenção, ainda que o seu discurso se mostre carregado de ambição. No entanto, o 16º lugar em 2008/09, aliado à perda de duas das suas principais unidades – Pelé e Gervinho, aos quais se poderá juntar a promessa Coutadeur – deixa antever grandes dificuldades para os «Sang et Or», que contarão igualmente com o contributo do versátil João Paulo, antigo jogador de FC Porto, União de Leiria e Sporting.

 

[accordion title=”MAIORES TRANSFERÊNCIAS”]

Karim Benzema (avançado) valor: € 35.000.000
de: Lyon para: Real Madrid

Lisandro López (avançado) valor: € 24.000.000
de: FC Porto para: Lyon

Lucho González (médio) valor: € 18.000.000
de: FC Porto para: Marselha

Michel Bastos (médio) valor: € 18.000.000
de: Lille para: Lyon

Yoann Gourcouff (médio) valor: € 15.000.000
de: AC Milan para: Bordéus (compra definitiva do passe)

Aly Cissokho (defesa) valor: € 15.000.000
de: FC Porto para: Lyon

Bafetimbi Gomis (avançado) valor: € 13.000.000
de: Saint-Étienne para: Lyon

Stéphane M’Bia (médio) valor: € 12.000.000
de: Rennes para: Marselha

Ismaël Bangoura (avançado) valor: € 11.000.000
de: Dinamo Kiev para: Rennes

[/accordion]

[accordion title=”OS PORTUGUESES”]

JOGADOR CLUBE
João Paulo Andrade LE MANS
Marco Ramos LENS
Paulo Machado TOULOUSE

[/accordion]

 

BORDÉUS: A força do colectivo

Menos exuberante do que Lyon e Marselha no ataque ao Mercado, o Bordéus mostrou inteligência na abordagem ao novo exercício, em que defende o título conquistado em 2008/09. A aposta de Laurent Blanc passou pela continuidade – só perdeu o central Diawara entre os titulares, ao qual se poderá juntar o avançado Chamakh, desejado pelo Arsenal – daí que não tenha surpreendido que o maior investimento tenha passado pela compra definitiva do passe de Gourcuff, principal figura do último campeonato, ao AC Milan. Depois, três aquisições bem reflectidas, que acrescentam qualidade à equipa: o guardião Carrasso, ex-Toulouse, que se deverá impor como titular; o central Ciani, ex-Lorient, que assumirá a sucessão de Diawara; e o checo Plasil, ex-Osasuna, que acrescenta qualidade ao sector intermediário. O 4x4x2 em losango deverá continuar a ser o sistema preferencial, mas o 4x4x2 clássico surgirá como principal alternativa.

TREINADOR
Laurent Blanc

ESTRELA
Yoann Gourcuff (médio ofensivo)

ESTÁDIO
Jacques Chaban-Delmas (34.694 espectadores)

EQUIPA-TIPO (4x1x2x1x2)

Bordéus 2009/10

OUTRAS OPÇÕES
Henrique (defesa central), Fernando (médio centro/interior), Jussiê (médio interior/ofensivo), Gouffran (avançado/extremo), Bellion (avançado).

 

OLYMPIQUE LYON: O rei do «Mercado»

Heptacampeão francês entre 2001 e 2008, o Lyon parte para o novo exercício com o objectivo de recuperar o título perdido para o Bordéus na última época, isto apesar de ter visto partir Juninho e Benzema, as duas unidades de maior peso no plantel. No entanto, o investimento de mais de 70 milhões de euros em aquisições – que permitiu assegurar os préstimos de Lisandro, Michel Bastos, Gomis e Cissokho – obriga Claude Puel vencer. A pré-época, com apenas uma vitória em seis jogos, aumentou a pressão sobre o técnico, fragilizado por uma época de insucesso. O 4x4x2 clássico e o 4x2x3x1, com Ederson a assumir o papel de criativo, deverão ser os esquemas tácticos preferenciais.

TREINADOR
Claude Puel

ESTRELA
Lisandro López (avançado)

ESTÁDIO
Gerland (41.842 espectadores)

EQUIPA-TIPO (4x4x2)

Olympique Lyon 2009/10

OUTRAS OPÇÕES
Réveillère (lateral direito), Boumsong (defesa central), Makoun (médio centro/defensivo), Pjanic (médio ofensivo/interior), Ederson (médio ofensivo/interior/ala), César Delgado (médio ala/extremo).

 

OLYMPIQUE MARSELHA: Os «galácticos» de Didi

Vice-campeão francês em 2008/09, o Marselha inicia a nova temporada com grande fulgor, o que já lhe valeu a alcunha de «Galáctico», apostando tudo na conquista da Liga. Didier Deschamps, referência da «era de ouro» do OM, sucede a Gerets no comando técnico de uma equipa extremamente renovada, fruto da enorme astúcia com que se movimentou no Mercado. Os quase 30 milhões de euros garantidos com a venda de passes de jogadores que não pareciam prioritários para «Didi» Deschamps, permitiram um investimento em aquisições superior a 40 milhões de euros. «El Comandante» Lucho comanda o batalhão de reforços, onde constam os nomes de Heinze, Morientes, Diawara, M’Bia, Edouard Cissé e Abriel. O 4x3x3 parece ser o modelo preferencial de Deschamps, mas o 4x4x2 será, igualmente, uma opção táctica a ter em conta.

TREINADOR
Didier Deschamps

ESTRELA
Lucho González (médio interior, médio centro)

ESTÁDIO
Vélodrome (60.031 espectadores)

EQUIPA-TIPO (4x3x3)

Marselha 2009/10

OUTRAS OPÇÕES
Bocaly (lateral direito), Hilton (defesa central), Edouard Cissé (médio defensivo), Abriel (médio centro/interior), Valbuena (médio ala/ofensivo), Koné (extremo/avançado), Brandão (avançado).

 

PARIS SAINT-GERMAIN: Esperanças renovadas

Protagonista de um final de época decepcionante em 2008/09, o Paris Saint-Germain, que chegou a mostrar capacidade para intrometer-se na luta pelo título, terminou a temporada fora dos lugares de acesso às competições europeias. Ao contrário do que tem sido hábito, a aposta no novo exercício passa pela continuidade, ainda que Le Guen tenha cedido o seu lugar a Antoine Kombouaré, também ele um antigo jogador do clube e que se destacou pelos bons trabalhos realizados como técnico no Valenciennes. O guardião Coupet, heptacampeão francês pelo Lyon, e o avançado internacional turco Mevlut Erding, protagonista de excelentes temporadas no Sochaux, surgem como principais reforços de uma equipa que ainda sonha com a possibilidade de juntar Patrick Vieira a Claude Makelele. O 4x4x2 clássico será o modelo táctico preferencial.

TREINADOR
Antoine Kombouaré

ESTRELA
Mevlut Erding (avançado)

ESTÁDIO
Parque dos Príncipes (48.527 espectadores)

EQUIPA-TIPO (4x4x2)

Paris Saint-Germain 2009/10

OUTRAS OPÇÕES
Jallet (lateral/médio ala direito), Traoré (defesa central), Bourillon (defesa central), Chantôme (médio centro/ala direito), Rothen (médio ala esquerdo), Luyindula (avançado/extremo), Kezman (avançado).

 

[accordion title=”AJ AUXERRE”]

TREINADOR
Jean Fernandez
ESTRELA
Alexandre Licata (avançado)
ESTÁDIO
Abbé-Deschamps (23.467 espectadores)[/accordion]

[accordion title=”US BOULOGNE”]

TREINADOR
Laurent Guyot
ESTRELA
Grégory Thil (avançado)
ESTÁDIO
Libération (8.700 espectadores)[/accordion]

[accordion title=”GRENOBLE FOOT”]

TREINADOR
Mehmed Bazdarevic (bósnio)
ESTRELA
Sofiane Feghouli (médio ofensivo, médio ala)
ESTÁDIO
Alpes (20.068 espectadores)[/accordion]

[accordion title=”LE MANS UC”]

TREINADOR
Paulo Duarte (português)
ESTRELA
Mathieu Coutadeur (médio centro)
ESTÁDIO
Léon-Bollée (17.641 espectadores)[/accordion]

[accordion title=”RC LENS”]

TREINADOR
Jean-Guy Wallemme
ESTRELA
Kevin Monnet-Paquet (médio ala/extremo)
ESTÁDIO
Félix-Bollaert (41.229 espectadores)[/accordion]

[accordion title=”LILLE OSC”]

TREINADOR
Rudi Garcia
ESTRELA
Yohan Cabaye (médio centro, médio interior)
ESTÁDIO
Nord Lille Métropole (18.189 espectadores)[/accordion]

[accordion title=”FC LORIENT”]

TREINADOR
Christian Gourcuff
ESTRELA
Marama Vahirua (avançado, extremo)
ESTÁDIO
Moustoir (16.910 espectadores)[/accordion]

[accordion title=”AS MONACO”]

TREINADOR
Guy Lacombe
ESTRELA
Nénê (médio ala esquerdo)
ESTÁDIO
Louis II (18.524 espectadores)[/accordion]

[accordion title=”MONTPELLIER HSC”]

TREINADOR
René Girard
ESTRELA
Victor Hugo Montaño (avançado)
ESTÁDIO
Mosson (32.939 espectadores)[/accordion]

[accordion title=”AS NANCY”]

TREINADOR
Pablo Correa (uruguaio)
ESTRELA
Youssouf Hadji (médio ofensivo, extremo, avançado)
ESTÁDIO
Marcel Picot (20.087 espectadores)[/accordion]

[accordion title=”OGC NICE”]

TREINADOR
Didier Ollé-Nicolle
ESTRELA
Loïc Rémy (avançado)
ESTÁDIO
Ray (18.696 espectadores)[/accordion]

[accordion title=”STADE RENNES”]

TREINADOR
Frédéric Antonetti
ESTRELA
Ismaël Bangoura (avançado)
ESTÁDIO
Route de Lorient (29.778 espectadores)[/accordion]

[accordion title=”AS SAINT-ÉTIENNE”]

TREINADOR
Alain Perrin
ESTRELA
Blaise Matuidi (médio defensivo, médio centro)
ESTÁDIO
Geoffroy Guichard (35.616 espectadores)[/accordion]

[accordion title=”FC SOCHAUX”]

TREINADOR
Francis Gillot
ESTRELA
Teddy Richert (guarda-redes)
ESTÁDIO
Auguste-Bonal (20.005 espectadores)[/accordion]

[accordion title=”TOULOUSE FC”]

TREINADOR
Alain Casanova
ESTRELA
André-Pierre Gignac (avançado)
ESTÁDIO
Stadium (35.472 espectadores)[/accordion]

[accordion title=”VALENCIENNES FC”]

TREINADOR
Philippe Montanier
ESTRELA
Gaël Danic (médio ala esquerdo)
ESTÁDIO
Nungesser (16.547 espectadores)[/accordion]

 

foto de abertura © AFP


Rui Malheiro

 
analista de futebol, scout e autor. freelancer. escreveu Anuário do Futebol 2008/09 e Anuário do Futebol 2009/10.