Posted 12/01/2013 by Rui Malheiro in Playmaker
 
 

Mercado: o clássico que se joga o ano inteiro.

Mercado: o clássico que se joga o inteiro
Mercado: o clássico que se joga o inteiro

Publicado no jornal «O Jogo», na edição de 12 de janeiro de 2013 – especial «Mercado: o clássico que se joga o inteiro».

 

E

m Abril de 1912, o Benfica deslocou-se à cidade Invicta para efectuar um duplo particular com o FC Porto: de manhã, defrontaram-se as segundas categorias; à tarde, um jogo entre as primeiras categorias. Foram os dois primeiros clássicos com dupla vitória do «team» lisboeta. 28 anos depois, o FC Porto alcançou o seu primeiro triunfo para a Liga em casa do Benfica. Era a última jornada do campeonato 1939/40: os dragões sagravam-se campeões nacionais em Lisboa e os adeptos encarnados tributaram, no final do prélio, fortes aplausos aos comandados de Mihaly Siska. Em setembro de 1985, o Benfica convidou o FC Porto para a festa de inauguração do terceiro anel, em que se defrontaram as reservas (0-0). Foi, muito provavelmente, um dos últimos sinais de paz entre os dois colossos.

A rivalidade cresceu exponencialmente, nas últimas três décadas, dentro e fora dos relvados. O «mercado» não foi excepção. Se, nas primeiras duas décadas, o ataque visou mais jogadores em fim de contrato ou em litígio com o adversário, de que são exemplo Dito, Rui Águas, Paulo Pereira, Yuran, Kulkov, Pedro Henriques, João Manuel Pinto, Panduru, Peixe, Drulovic, Maniche, Jankauskas, Miki Fehér e Sokota, os últimos anos ficam marcados pelo desvio de alvos internacionais, como Lisandro López, Álvaro Pereira, Radamel Falcao, James Rodríguez, Mangala, Danilo, Alex Sandro e Diego Reyes, que acabam por encontrar o seu porto no rival.

Este trabalho não pretende antecipar cenários de novas guerras, mas procura dar a conhecer potenciais alvos de Benfica e FC Porto naqueles que têm sido os «mercados» preferenciais dos seus prospectores. Jogadores com grande potencial, que já se afirmaram ou estão a consolidar-se nos seus campeonatos. Alguns nomes, já foram colocados, nos últimos tempos, na rota de encarnados e azuis e brancos. Outros, (ainda) não.

Esta lista exclui, à partida, jogadores cujo valor de mercado é dificilmente atingível por ambos os clubes ou cujo passe já pertence a grandes emblemas europeus, como também nomes apontados às 5 principais Ligas do futebol europeu e os jovens maravilha, de que são exemplo Neymar, Taison, Andriy Yarmolenko, Yevhen Konoplyanka, Zhano Ananidze, Victor Wanyama, Adam Maher, Christian Eriksen, Filip Djuricic, Kevin Strootman, Viktor Fischer, Tonny Trindade de Vilhena, Paulinho, Wellington, Fernando, Casemiro, Bernard, Felipe Anderson, Wellington Nem, Bruno Mendes, Leandro Paredes, Arkadiusz Milik, Dennis Praet ou Alen Halilovic.

 

Os jogadores

 

Sime Vrsaljko (Dinamo Zagreb)

 

Sime Vrsaljko

Sime Vrsaljko

21 anos – 4.000.000 € (avaliação transfermarkt)

Elogiado por Vítor Pereira após o FC Porto – Dinamo Zagreb, já estará, há algum tempo, no radar dos dragões. Lateral direito muito ofensivo, também capaz de actuar à esquerda, conjuga disponibilidade física, para fazer o vaivém defesa-ataque, com velocidade e argumentos para criar desequilíbrios no 1×1. Precisará de dar o salto para um campeonato mais competitivo para desenvolver algumas carências: a tomada de decisão no passe e no cruzamento, como também a sua capacidade defensiva.

Stefan de Vrij (Feyenoord)

 

Stefan de Vrij

Stefan de Vrij

20 anos – 5.000.000 € (avaliação transfermarkt)

Capitão, aos 19 anos, do Feyenoord, «Stef» fixou-se como central, a sua posição de origem, depois de ter iniciado o percurso como sénior a lateral direito. Rápido, ágil e disponível fisicamente, é muito forte em acções de antecipação e eficaz no desarme, apesar de não ser muito agressivo, pelo chão ou pelo ar. Capaz de assumir as saídas para ataque, ainda que com algum gosto pelo risco, combina saídas curtas e médias em segurança com algumas aberturas longas.

Aleksandar Dragovic (Basileia)

 

Aleksandar Dragovic

Aleksandar Dragovic

21 anos – 5.000.000 € (avaliação transfermarkt)

Contratado, em janeiro de 2011, por 1 milhão de euros, ao Austria Viena, impôs-se como titular indiscutível do «Bebbi» e da Selecção AA austríaca. Central destro, gosta de actuar pelo centro-esquerda e é mais forte em acções de antecipação do que no desarme (algo faltoso), mostrando eficácia, em momento defensivo, no jogo aéreo. Gosta de sair a jogar e, mesmo assumindo acções de risco excessivo, revela muito bons predicados no passe: não só curto e médio, mas também longo.

Dória (Botafogo)

 

Dória

Dória

18 anos – 1.000.000 € (avaliação transfermarkt)

Revelação do Brasileirão 2012, afirmou-se, com 17 anos, como titular do «Fogão», o que lhe abriu as portas da Selecção Sub-20. Com uma maturidade acima do normal para a sua idade, o central canhoto destaca-se pela agressividade, força e disponibilidade física, como também pela capacidade para se impor, pelo chão ou pelo ar, em acções de desarme e de antecipação. Jogador de processos simples, sabe sair a jogar, mas poderá melhorar a eficácia no passe.

Bruno Martins Indi (Feyenoord)

 

Bruno Martins Indi

Bruno Martins Indi

20 anos – 4.500.000 € (avaliação transfermarkt)

Natural do Barreiro, o jovem de origem cabo-verdiana tem vindo a ganhar espaço na Selecção AA holandesa. Central canhoto convertido, com sucesso, em lateral esquerdo, é competente do ponto de vista defensivo, ao conjugar força e disponibilidade física com argumentos no desarme e na antecipação. As rotinas do lugar têm-lhe dado mais apetência ofensiva, até porque sabe desmarcar-se, mas é a dar sequência a lances de bola parada, de cabeça ou com o pé esquerdo, que mais se destaca.

Jorge Enríquez (Chivas Guadalajara)

 

Jorge Enríquez

Jorge Enríquez

22 anos – 1.500.000 € (avaliação transfermarkt)

Apontado como alvo do Benfica, «El Chatón» é um dos rostos da geração de ouro do futebol mexicano, tendo já vencido 5 torneios internacionais. Bola de bronze do Mundial Sub-20 de 2011, é um médio centro, «6» ou «8», muito intenso, forte e extremamente disponível fisicamente, o que o torna num bom recuperador. Gosta de se envolver no jogo ofensivo, assumindo as saídas – pode ser mais consistente no passe – ou a dar sequência aérea a lances de bola parada.

Jordy Clasie (Feyenoord)

 

Jordy Clasie

Jordy Clasie

21 anos – 5.000.000 € (avaliação transfermarkt)

Médio centro versátil, pode ser enquadrado, como «8» ou «6», em 4x3x3, 4x2x3x1 ou 4x1x3x2. A estampa física (1.69/69) esconde um pitbull, agressivo, muito intenso e forte, o que lhe permite recuperar muitas bolas. Perspicaz a ler o jogo e eficaz no passe, assume um papel crucial no lançamento de acções ofensivas. Móvel e muito disponível fisicamente, aparece em posições de finalização: é destro, mas não hesita em utilizar o pé esquerdo.

Leroy Fer (FC Twente)

 

Leroy Fer

Leroy Fer

23 anos – 5.500.000 € (avaliação transfermarkt)

Apontado, no último Verão, como alvo do Benfica, é unidade nuclear do meio-campo do Twente. Médio centro versátil, assume, por norma, o papel de «8», mas pode actuar a «6» ou «10». Forte e muito disponível do ponto de vista físico, é muito importante do ponto de vista defensivo, mas a sua velocidade, capacidade de condução, qualidade de passe e astúcia a aparecer em zonas de finalização – bom remate com ambos os pés e forte no jogo aéreo – tornam-no precioso no capítulo ofensivo.

Marco van Ginkel (Vitesse)

 

Marco van Ginkel

Marco van Ginkel

20 anos – 3.000.000 € (avaliação transfermarkt)

Os seus 4 golos e 8 assistências em 18 jogos já lhe valeram a estreia pela Selecção AA holandesa. Unidade nuclear do Vitesse e dos Sub-21, que estarão no Euro 2013, foi colocado no radar do Benfica. Médio centro de características ofensivas, assume o jogo e patenteia bons argumentos no passe e no capítulo técnico. A sua mobilidade permite-lhe aparecer, dentro ou fora da área, em zonas de finalização: define, por norma, com o pé direito, mas também sabe utilizar o esquerdo e o jogo aéreo.

Mateo Kovacic (Dinamo Zagreb)

 

Mateo Kovacic

Mateo Kovacic

18 anos – 3.000.000 € (avaliação transfermarkt)

Lançado, com apenas 16 anos, na equipa principal do Dinamo Zagreb, este internacional Sub-21 croata, de origem austríaca, já é uma das estrelas da Liga. Médio ofensivo destro, pode jogar como «10», «8» ou a partir de um dos flancos. Tecnicamente muito evoluído e capaz de promover desequilíbrios no 1×1, até porque é ágil e rápido, revela qualidade no passe e na leitura de jogo, como também argumentos como finalizador: em lances de bola corrida ou parada.

Alan Ruiz (San Lorenzo)

 

Alan Ruiz

Alan Ruiz

19 anos – 250.000 € (avaliação transfermarkt)

Contratado, no último Verão, pelo «Ciclón» ao Gimnasia y Esgrima La Plata, deu nas vistas no Apertura 2012, conquistando espaço na Selecção Sub-20. Médio ofensivo canhoto, talhado para jogar como «enganche», mas também capaz de actuar como falso avançado, trata-se de um jogador móvel, tecnicamente muito evoluído e desequilibrador. Com bons argumentos nas assistências, através de passes ou cruzamentos (em bola corrida ou parada), surpreende em finalizações de fora da área.

Lucas Mugni (Colón)

 

Lucas Mugni

Lucas Mugni

20 anos – 2.500.000 € (avaliação transfermarkt)

Médio ofensivo canhoto, com características de «enganche», pode também actuar como segundo avançado ou ala esquerdo. Comparado a Riquelme, «El Diez» assume o jogo e progride com bola, conjugando bons argumentos de ordem técnica, o que lhe permite criar desequilíbrios em espaços curtos, a qualidade de passe e inteligência na leitura de jogo. Móvel e perspicaz a aparecer em zona de finalização, dentro ou fora da área, possui um remate forte, ainda que nem sempre enquadrado.

Fred (Internacional de Porto Alegre)

 

Fred

Fred

19 anos – 1.000.000 € (avaliação transfermarkt)

Revelação do último Brasileirão, ao somar 6 golos e 5 assistências em 28 jogos, conquistou o seu espaço na Selecção Sub-20. Muito versátil e móvel, este canhoto parece mais talhado para jogar a partir de um dos flancos, mas pode também actuar como «10», «8» ou falso avançado. Explosivo e desequilibrador, ao conjugar velocidade, agilidade e poder de aceleração com qualidade no drible, deverá individualizar menos as acções. Contudo, mostra qualidade no passe e em finalizações com o pé esquerdo.

Marco Fabián (Chivas Guadalajara)

 

Marco Fabián

Marco Fabián

23 anos – 7.000.000 € (avaliação transfermarkt)

Grande talento do futebol mexicano, «Marquito» é capaz de realizar exibições extraordinárias, como também de passar ao lado de um jogo com iniciativas individuais inconsequentes. Pode actuar a partir das alas, como médio ofensivo ou falso avançado. Veloz, ágil e tecnicamente evoluído, é explosivo e desequilibra no um para um. Com um remate fácil de pé direito, mostra sentido de baliza em finalizações de fora ou dentro da área, onde também utiliza o pé esquerdo e o jogo aéreo.

Adrián Ricardo Centurión (Racing Club)

 

Adrián Ricardo Centurión

Adrián Ricardo Centurión

19 anos – 5.000.000 € (avaliação transfermarkt)

Alegado alvo de Benfica e FC Porto, Ricky Centurión, «La Joyita» de Villa Luján, é um médio ala que actua, preferencialmente, a partir do flanco esquerdo. Destaca-se pela velocidade vertiginosa, grande agilidade e talento no drible, o que o torna num desequilibrador no um para um. Apesar de se exceder em iniciativas individuais, tem registado progressos no capítulo das assistências, através de passes ou cruzamentos, e em finalizações com o pé direito.

Lazar Markovic (Partizan Belgrado)

 

Lazar Markovic

Lazar Markovic

18 anos – 6.000.000 € (avaliação transfermarkt)

Com apenas 18 anos, é a maior estrela da Liga sérvia e começa a ganhar espaço na Selecção. Talhado para actuar a partir de um dos flancos, de forma a explorar os seus movimentos em diagonal, este destro sabe tirar partido da sua velocidade, agilidade e capacidade de aceleração para se desmarcar, conciliando-as com bons argumentos no drible e no último passe, para além de revelar muito bom sentido de oportunidade e capacidade de antecipação em zona de finalização.

Luciano Vietto (Racing)

 

Luciano Vietto

Luciano Vietto

19 anos – 5.000.000 € (avaliação transfermarkt)

Grande revelação do Apertura 2012, «Lucky», também conhecido por «Saviolita», é um dos «pibes» do momento do futebol argentino. Extremamente móvel, ágil e veloz, gosta de jogar a toda a largura do ataque, mas pode também ser referência ofensiva. Evoluído tecnicamente, o que lhe permite criar desequilíbrios, revela bons predicados no passe e grande facilidade no remate, de dentro ou de fora da área, principalmente com o pé direito.

Imoh Ezekiel (Standard Liège)

 

Imoh Ezekiel

Imoh Ezekiel

19 anos – 1.000.000 € (avaliação transfermarkt)

Avançado nigeriano, descoberto pelos «Rouches» no 36 Lion FC, tem sido a maior revelação da Liga belga. Com uma relação fácil com a baliza adversária, Imoh, capaz de actuar como «9» ou unidade móvel de ataque, surpreende pela facilidade com que se desmarca, explorando a sua velocidade e poder de aceleração. Muito ágil e astuto em zona de finalização, sabe antecipar-se e definir com o pé direito ou através do jogo aéreo (óptimo poder de impulsão).

Nicolás Castillo (Universidad Católica)

 

Nicolás Castillo

Nicolás Castillo

19 anos – 150.000 € (avaliação transfermarkt)

«Nico», já conhecido por «Zlatan chileno», somou 10 golos pela Universidad Católica em 2012 e o Sul-Americano Sub-20 servirá como montra para o seu talento ainda pouco conhecido na Europa. Avançado móvel, pressionante e bastante agressivo, tanto do ponto de vista ofensivo como defensivo, revela-se oportuno e muito perspicaz a desmarcar-se, demonstrando uma relação fácil com o golo em finalizações com o pé direito ou através do jogo aéreo.

Wilfried Bony (Vitesse)

 

Wilfried Bony

Wilfried Bony

24 anos – 8.000.000 € (avaliação transfermarkt)

Melhor marcador da Eredivisie, com 16 golos em 18 jogos, o internacional costa-marfinense foi contratado, em julho de 2010, ao Sparta Praga, clube que lhe abriu as portas do futebol europeu, depois de ter sido rejeitado pelo Liverpool. Apesar de actuar como referência ofensiva, é um avançado extremamente potente, móvel e rápido. Bom finalizador, principalmente através do pé direito e do jogo aéreo, mostra sentido de baliza, oportunismo e poder de antecipação.

Facundo Ferreyra (Vélez Sarsfield)

 

Facundo Ferreyra

Facundo Ferreyra

21 anos – 5.000.000 € (avaliação transfermarkt)

Revelado pelo Banfield e com um bom percurso nas Selecções inferiores argentinas, «Chucky» rumou, no Verão de 2012, ao Vélez, onde se sagrou campeão de Apertura e melhor marcador da competição. Apesar de móvel e rápido, destaca-se pela sua capacidade de definição, a um-dois toques, dentro da área. Oportuno, forte na antecipação e com bons argumentos no remate, finaliza, preferencialmente, com o pé direito, mas também com o esquerdo e através do jogo aéreo.

Duván Zapata (Estudiantes La Plata)

 

Duván Zapata

Duván Zapata

21 anos – 2.000.000 € (avaliação transfermarkt)

Contratado, em julho de 2011, ao América Cali, o internacional Sub-20 colombiano soma 11 golos em 23 jogos na Liga argentina. Extremamente poderoso fisicamente (1.89/88), sem perder velocidade e mobilidade, está longe de deslumbrar do ponto de vista técnico, mas é um finalizador muito astuto. Agressivo a atacar a bola e a ganhar posição, como também oportuno e ardiloso a desmarcar-se, define, preferencialmente, através do pé direito e do jogo aéreo.

 

Jornal «O Jogo» – 12-01-2013

O Jogo | «Mercado: o clássico que se joga o inteiro» (I)

O Jogo | «Mercado: o clássico que se joga o inteiro» (I)

O Jogo | «Mercado: o clássico que se joga o inteiro» (II)

O Jogo | «Mercado: o clássico que se joga o inteiro» (II)

 
foto de abertura © europarl.europa.eu

fotografias © gnkdinamo.hr; Getty; uefa.com; Bruno de Lima; sport1.nl; Julian Finney/Getty Images Europe; voetbalprimeur.nl; goal.com; goal.com; uefa.com; Fotobaires; goolfm.net; foxsports.com.br; Matthew Lewis/Getty Images Europe; eldia.com.ar; www.novosti.rs; informeurbano.com.ar; 7sur7.be; www.lanacion.cl; ftbpro.com; diariouno.com.ar; infoplatense.com.ar.


Rui Malheiro

 
analista de futebol, scout e autor. freelancer. escreveu Anuário do Futebol 2008/09 e Anuário do Futebol 2009/10.