Portugal 2008/09: 2ªDivisão

Desportivo Fátima
Desportivo Fátima

Fórmula da Competição:

 
A – PRIMEIRA FASE

Quarenta e oito (48) clubes divididos em quatro (4) séries (A, B, C e D) de doze (12) clubes cada, a duas voltas, para apurar os seis (6) primeiros (1º ao 6º lugar), e os seis (6) seguintes (7º ao 12ª lugar) de cada série.
Da 1ª para a 2ª fase (subidas – manutenção / descidas), os clubes passaram com 50% dos pontos obtidos arredondados por excesso.

 
B – SEGUNDA FASE

Fase de subida
Os seis (6) clubes classificados, do 1º ao 6º lugar, de cada série, da primeira fase, jogaram entre si a duas voltas para apurar o primeiro classificado de cada série para uma terceira fase.
Composta por quatro (4) séries, agrupando os seis (6) clubes melhores classificados (1º ao 6º lugar) das séries da primeira fase, para apuramento do 1º classificado da respectiva série.

Fase de manutenção
Os seis (6) clubes classificados do 7º ao 12º lugar, de cada série – A, B, C e D – da primeira fase, jogaram entre si a duas voltas.
Desceram, à 3ª Divisão Nacional, 13 Clubes: os três últimos classificados de cada série; e o clube pior pontuado entre os quatro terceiros melhores classificados.

 
C – TERCEIRA FASE

– 1º da Série A X 1º da Série B ; 1º da Série C X 1º da Série D. Os dois vencedores asseguraram a promoção à Liga de Honra.
– Os clubes vencedores realizaram um jogo final, em campo neutro, para apurar o Campeão Nacional da 2ª Divisão.

 

2ª DIVISÃO – SÉRIE A 2008/09

 

PRIMEIRA FASE

Classificação:

 1.Desp. Chaves		22	13	5	4	40-18	44
 2.Tirsense		22	10	8	4	31-23	38
 3.Moreirense		22	11	4	7	30-19	37
 4.Marítimo B		22	9	7	6	30-22	34
 5.Pontassolense	22	8	9	5	33-29	33
 6.Atlético Valdevez	22	8	9	5	20-17	33
-------------------------------------------------------------------
 7.Ribeira Brava	22	8	7	7	23-21	31
 8.Ribeirão		22	8	5	9	25-26	29
 9.Vianense		22	4	9	9	21-34	21
10.Caniçal		22	5	5	12	19-35	20
11.Maria da Fonte	22	3	9	10	19-34	18
12.Mirandela		22	3	7	12	16-29	16

 

SEGUNDA FASE

 
SUBIDA

1.Desp. Chaves		10	6	3	1	13-4	43
2.Moreirense		10	7	0	3	16-13	40
3.Tirsense		10	4	4	2	15-12	35
4.Marítimo B		10	2	4	4	11-15	27
5.Pontassolense		10	1	5	4	14-17	25
6.Atlético Valdevez	10	1	2	7	10-18	22

 
DESCIDA

1.Ribeirão		10	4	5	1	14-9	32
2.Vianense		10	4	4	2	 9-6	27
3.Ribeira Brava		10	2	4	4	10-12	26
4.Caniçal		10	3	3	4	15-14	22
5.Maria da Fonte	10	3	4	3	13-17	22
6.Mirandela		10	1	6	3	 8-11	17

 
– Desportivo de Chaves, vencedor da Série A da 2ª Divisão, apurou-se para a fase final.
– Ribeira Brava – o clube pior pontuado entre os terceiros classificados das quatro séries -, Caniçal, Maria da Fonte e Mirandela desceram à 3ªDivisão.

 

2ª DIVISÃO – SÉRIE B 2008/09

 

PRIMEIRA FASE

Classificação:

 1.Penafiel		22	15	5	2	31-13	50
 2.União Madeira	22	14	5	3	38-15	47
 3.Sp. Espinho		22	11	5	6	36-24	38
 4.Lourosa		22	9	6	7	25-23	33
 5.Aliados Lordelo	22	8	8	6	26-21	32
 6.Esmoriz		22	9	4	9	28-22	31
-------------------------------------------------------------------
 7.Arouca		22	9	2	11	26-23	29
 8.Lousada		22	5	10	7	23-29	25
 9.Amarante		22	6	5	11	24-41	23
10.Santana		22	4	10	8	25-36	22
11.Sanjoanense		22	2	9	11	14-33	15
12.Infesta		22	4	3	15	16-32	15

 

SEGUNDA FASE

 
SUBIDA

1.Penafiel		10	5	5	0	11-4	45
2.União Madeira		10	5	5	0	20-9	44
3.Sp. Espinho		10	3	5	2	10-8	33
4.Lourosa		10	3	1	6	12-20	27
5.Esmoriz		10	1	5	4	 5-9	24
6.Aliados Lordelo	10	0	5	5	 4-12	21

 
DESCIDA

1.Arouca		10	5	1	4	12-13	31
2.Santana		10	5	3	2	19-11	29
3.Lousada		10	4	1	5	11-10	26
4.Infesta		10	4	4	2	12-11	24
5.Amarante		10	3	3	4	14-18	24
6.Sanjoanense		10	2	2	6	 9-14	16

 
– Penafiel, vencedor da Série B da 2ª Divisão, apurou-se para a fase final.
– Infesta, Amarante e Sanjoanense desceram à 3ªDivisão.

 

2ª DIVISÃO – SÉRIE C 2008/09

 

PRIMEIRA FASE

Classificação:

 1.Desp. Fátima		20	12	6	2	33-18	42
 2.UD Serra		20	11	6	3	36-17	39
 3.Pampilhosa		20	11	4	5	28-21	37
 4.Tourizense		20	10	5	5	31-19	35
 5.Operário		20	8	6	6	28-23	30
 6.Monsanto		20	6	11	3	25-21	29
-------------------------------------------------------------------
 7.Oliveira do Bairro	20	8	5	7	24-26	29
 8.Eléctrico		20	5	6	9	21-35	21
 9.Penalva do Castelo	20	3	6	11	19-29	15
10.Nelas		20	1	7	12	13-27	10
11.Praiense		20	2	4	14	20-42	10
12.Abrantes		0	0	0	0	 0-0	0

 

SEGUNDA FASE

 
SUBIDA

1.Desp. Fátima		10	8	2	0	26-9	47
2.Tourizense		10	4	3	3	13-11	33
3.UD Serra		10	3	2	5	 7-14	31
4.Pampilhosa		10	2	4	4	10-15	29
5.Operário		10	4	1	5	15-15	28
6.Monsanto		10	2	2	6	11-18	23

 
DESCIDA

1.Eléctrico		8	3	4	1	 5-3	24
2.Oliveira do Bairro	8	2	3	3	 8-9	24
3.Praiense		8	4	2	2	11-9	19
4.Penalva do Castelo	8	3	2	3	 7-5	19
5.Nelas			8	0	5	3	 3-8	10
6.Abrantes		0	0	0	0	 0-0	0

 
– O Abrantes foi desclassificado e excluído de todas as provas nacionais de seniores organizadas pela Federação Portuguesa de Futebol, na sequência de duas faltas de comparência.
– Desportivo de Fátima, vencedor da Série C da 2ª Divisão, apurou-se para a fase final.
– Penalva do Castelo e Nelas desceram à 3ªDivisão.

 

2ª DIVISÃO – SÉRIE D 2008/09

 

PRIMEIRA FASE

Classificação:

 1.Carregado			22	11	5	6	31-18	38
 2.Lagoa			22	10	6	6	27-20	36
 3.Pinhalnovense		22	9	6	7	23-20	33
 4.Real Massamá			22	9	4	9	28-27	31
 5.Odivelas			22	8	7	7	29-27	31
 6.Atlético			22	9	4	9	31-33	31
---------------------------------------------------------------------------
 7.Mafra			22	8	6	8	20-20	30
 8.Oriental			22	9	3	10	27-35	30
 9.Aljustrelense		22	6	8	8	22-25	26
10.Olivais Moscavide		22	6	8	8	15-20	26
11.Torreense			22	6	7	9	24-27	25
12.Beira-Mar Monte Gordo 	22	6	6	10	20-25	24

 
Nota: A Federação Portuguesa de Futebol, pelo seu Conselho de Disciplina, castigou, a 27 de Março, o Olivais e Moscavide, com derrota por 0-3 e multa de 1500 euros por ter defrontado o Beira-Mar de Monte Gordo durante o período de impedimento. A punição refere-se a impedimento imposto pelo referido Conselho, a 16 de Janeiro, em que o Olivais e Moscavide ficou impedido de participar em provas federativas por falta de pagamento de custos de um processo interposto pelo jogador André Marques. Em causa estavam 8,63 euros mas o clube sempre disse ter pago, apesar da Federação terem dito que nenhum comprovativo de pagamento fora recebido. O Olivais e Moscavide tinha vencido a partida por 3-0.

 

SEGUNDA FASE

 
SUBIDA

1.Carregado		10	6	2	2	11-6	39
2.Lagoa			10	6	1	3	14-8	37
3.Atlético		10	5	2	3	11-7	33
4.Real Massamá		10	4	4	2	 9-5	32
5.Odivelas		10	1	3	6	 7-16	22
6.Pinhalnovense		10	1	2	7	 6-16	22

 
DESCIDA

1.Oriental		10	7	0	3	19-13	36
2.Mafra			10	5	2	3	16-12	32
3.Aljustrelense		10	5	3	2	23-16	31
4.Olivais Moscavide	10	5	1	4	13-14	29
5.Beira-Mar Monte Gordo	10	3	1	6	 9-15	22
6.Torreense		10	1	1	8	 9-19	17

 
– Carregado, vencedor da Série D da 2ª Divisão, apurou-se para a fase final.
– Olivais e Moscavide, Beira-Mar Monte Gordo e Torreense desceram à 3ªDivisão.

 

FASE FINAL

 

PLAYOFF DE ACESSO À FINAL

1ª MÃO

Penafiel – Desp. Chaves, 0-0
Carregado – Desp. Fátima, 1-1
 [Tiago Rente, 12.; Bruno Matias, 31.]

2ª MÃO

Desp. Chaves - Penafiel, 1-0
 [Danilo, 49.]
Desp. Fátima – Carregado, 4-1
 [Héldon Ramos «Nhuck», 32., Ismael Gaúcho, 48., Vasco Varão, 57. gp, Luis Páez, 71, gp; Pedro Dionísio, 72.]

 
Nota:
– Desp. Chaves e Desp. Fátima garantiram a subida à Liga de Honra.
– Penafiel e Carregado permaneceriam na 2ªDivisão. Contudo, a descida administrativa de Estrela Amadora e Vizela à 2ªDivisão, como também a falta de capacidade do Boavista para preencher uma das vagas deixada em aberto, levou a Liga Portuguesa de Futebol Profissional a convidar Penafiel e Carregado a preencher as duas vagas em aberto na Liga de Honra.

 

FINAL

30 Maio 2009
Estádio Municipal de Águeda
Árbitro: Jorge Tavares (Aveiro)

 
Desp. Chaves – Desp. Fátima, 1-2

 
DESP. CHAVES: Rui Rêgo – Danilo, Tero, Ricardo Rocha, Vítor Alves – Bruno Magalhães, Siaka Bamba (Élio Martins, 45.) – Carlos Pinto – Capuco (Romário, 83.), Carlitos (Wang Gang, 45.) – Clemente.

Treinador: Leonardo Jardim

 
DESP. FÁTIMA: Nené – César Índio, Samuel, Veríssimo, Duarte Machado – João Fonseca, Jorge Neves – Vasco Varão – Héldon Ramos «Nhuck» (Miguel Xavier, 88.), Bruno Matias (Ismael Gaúcho, 80.) – Luis Páez (Miguel Neves, 70.).

Treinador: Rui Vitória

 
Golos: Carlos Pinto, 56.; Héldon Ramos «Nhuck», 42., Luis Páez, 44.

Cartões Amarelos: Tero, Capuco, Wang Gang; Héldon Ramos «Nhuck», Miguel Xavier.

 
– O Desportivo de Fátima sagrou-se Campeão Nacional da 2ªDivisão. 1º título na competição.

 

Melhores Marcadores

ANDERSON José Jesus COSTA (Santana), 16
GLAUCO André Ferreira (Sp. Espinho), 16
RODRIGO Ribeiro DUTRA (Arouca), 15
ÉDER MACHADO Carvalho (União Madeira), 14
GABRIEL Neves Marcelino (Praiense/Eléctrico), 14
António Manuel Ferreira «TÓMANÉ» (Tourizense), 13
Paulo CLEMENTE Raimundo (Desp. Chaves), 13
MICHEL Souza Silva (Penafiel), 13
LUÍS LEAL Anjos (Atlético), 12
Sérgio da Silva «PEDRAS» (Vianense), 12
LUÍS MIGUEL Santos (Pampilhosa), 12
AILTON Pedro Pereira (Real Massamá), 12
RUI Manuel SOUSA (Aljustrelense), 12
ANTÓNIO Manuel ALVES (Carregado), 11
HÉLDON RAMOS «NHUCK» (Desp. Fátima), 11
MÁRIO RONDON Fernández (Pontassolense), 11
DIEGO MOURÃO Oliveira (Pontassolense), 11
GLEIBSON Batista SANTANA (Pontassolense), 11
JAMERSON Clécio Anjos Silva (Monsanto), 10
TIAGO Manuel CINTRA (Amarante), 10
VÍTOR HUGO COSTA (Tirsense), 10
FÁBIO Fonseca «ESPINHO» (Sp. Espinho), 10
PEDRO BONIFÁCIO (Mafra), 10
JÚLIO Manuel REBELO (Infesta), 10
FILIPE PEREIRA (Maria da Fonte), 10
OSEIAS Luiz Ferreira (Lousada), 9
BACARI DJALÓ (Ribeirão), 9
DAVID NUÑEZ Keto (Oriental/Santana), 9
Leonardo «LÉO» GAMALHO SOUZA (Atlético Valdevez), 9
BRUNO MATIAS (Desp. Fátima), 9
PEDRO Jorge FAZENDA (Monsanto), 9
PEDRO Miguel RIBEIRO (Tourizense), 9
DIEGO ZAPORO (Pinhalnovense/Olivais Moscavide), 9
José Cleudeon Santos «BOBÔ» (Moreirense/Sanjoanense), 9
JOÃO MARTINS (Atlético), 9
NUNO José SANTIAGO (Oriental), 9
Flávio Vitorino «PITUCA» (Olivais Moscavide/Lagoa), 9
PAULO ROLA Martins (Ribeirão), 9

 

Dados Relevantes

Dados Gerais

Mais Vitórias: Desp. Fátima, 22
Mais Empates: Pontassolense, 14
Mais Derrotas: Infesta, Torreense e Sanjoanense, 17
Menos Vitórias: Nelas, 1
Menos Empates: Arouca e Oriental, 3
Menos Derrotas: Desp. Fátima, 2
Mais Golos Marcados: Desp. Fátima, 66
Mais Golos Sofridos: Amarante, 59
Menos Golos Marcados: Nelas, 16
Menos Golos Sofridos: Penafiel, 18

Jogos em Casa

Mais Vitórias: Desp. Chaves, 15
Mais Empates: Pontassolense, 9
Mais Derrotas: Sanjoanense, 8
Menos Vitórias: Nelas e Sanjoanense, 1
Menos Empates: Desp. Chaves, Oriental e Arouca, 1
Menos Derrotas: Penafiel e Tirsense, 0
Mais Golos Marcados: União Madeira, 36
Mais Golos Sofridos: Amarante, 25
Menos Golos Marcados: Nelas, 8
Menos Golos Sofridos: Penafiel, 5

Jogos Fora

Mais Vitórias: Desp. Fátima, 11
Mais Empates: Desp. Chaves e Ribeira Brava, 8
Mais Derrotas: Caniçal, 11
Menos Vitórias: Penalva do Castelo e Nelas, 0
Menos Empates: Moreirense e Atlético, 1
Menos Derrotas: Desp. Fátima, 0
Mais Golos Marcados: Desp. Fátima, 38
Mais Golos Sofridos: Amarante, 34
Menos Golos Marcados: Penalva do Castelo, 6
Menos Golos Sofridos: Penafiel, 13

 

JOGADORES

Mais Utilizados

1. Tiago Rente (Carregado), 34 jogos, 3020 minutos
2. Danilo (Desp. Chaves), 34 jogos, 3007 minutos
3. Diogo Martins (Carregado), 33 jogos, 2916 minutos
4. Paulo Moisão (Carregado), 34 jogos, 2912 minutos.

Totalistas

– Bruno Cordeiro (Lagoa), 32 jogos, 2880 minutos
– Bruno Morais (Infesta), 32 jogos, 2880 minutos
– Cristiano (Lousada), 32 jogos, 2880 minutos
– Divaldo (Pinhalnovense), 32 jogos, 2880 minutos
– Eduardo Simões (Mafra), 32 jogos, 2880 minutos
– Hélvio Malho (Ribeira Brava), 32 jogos, 2880 minutos
– Paulo Rola (Ribeirão), 32 jogos, 2880 minutos
– Paulo Sampaio (Tirsense), 32 jogos, 2880 minutos
– Barroca (Tourizense), 30 jogos, 2700 minutos
– Luís Soares (Operário), 30 jogos, 2700 minutos.

Melhor média de pontos por jogo

(apenas jogadores com mais de metade dos jogos realizados – 16 jogos ou mais)

1. Serginho Botelho (Desp. Fátima), 2,500 (18 jogos)
2. Jorge Neves (Desp. Fátima), 2,474 (19 jogos)
3. Duarte Machado (Desp. Fátima), 2,357 (28 jogos)
4. Rafa (Penafiel), 2,350 (20 jogos)
5. João Fonseca (Desp. Fátima), 2,323 (31 jogos)
6. Miguel Neves (Desp. Fátima), 2,304 (23 jogos)
7. Adul Baldé (Oriental), 2,294 (17 jogos)
8. César Índio (Desp. Fátima), 2,290 (31 jogos)
Vasco Varão (Desp. Fátima), 2,290 (31 jogos)
Veríssimo (Desp. Fátima), 2,290 (31 jogos)
11. Samuel (Desp. Fátima), 2,280 (25 jogos)
12. Tiago André Martins (Moreirense), 2,278 (18 jogos)
13. Bruno Matias (Desp. Fátima), 2,250 (32 jogos)
14. Miguel Xavier (Desp. Fátima), 2,250 (16 jogos)
15. Nené (Desp. Fátima), 2,226 (31 jogos)
16. Ferreira (Penafiel), 2,214 (28 jogos)
17. Ney Santos (União Madeira), 2,207 (29 jogos)
18. Héldon Ramos «Nhuck» (Desp. Fátima), 2,200 (30 jogos)
19. Tiago Costa (União Madeira), 2,182 (22 jogos)
20. Emerson (União Madeira), 2,174 (23 jogos)

Mais vitórias

1. César Índio, João Fonseca, Vasco Varão e Veríssimo (todos do Desp. Fátima), 21 (31 jogos)
5. Bruno Matias (Desp. Fátima), 21 (32 jogos)
6. Duarte Machado (Desp. Fátima), 20 (28 jogos)
7. Nené (Desp. Fátima), 20 (31 jogos)
8. Zé Nando (Penafiel), 20 (33 jogos)
9. Danilo (Desp. Chaves), 20 (34 jogos)
10. Ney Santos (União Madeira), 19 (29 jogos)
11. Ginho (Penafiel) e Héldon Ramos «Nhuck», 19 (30 jogos)
13. Rúben Andrade (União Madeira), 19 (31 jogos)
14. Bruno Madeira, José Eduardo, Michel e Quim (Penafiel), Bruno Magalhães, Ricardo Rocha e Rui Rêgo (Desp. Chaves) e Tony (União Madeira), 19 (32 jogos)
22. Clemente e Siaka Bamba (Desp. Chaves), 19 (33 jogos)

Mais empates

1. Adriano (Pontassolense), 14 (27 jogos)
2. Fábio Mariano e Marquinhos (ambos do Pontassolense), 14 (31 jogos)
4. Diego Mourão e Gleibson Santana (ambos Pontassolense), 14 (32 jogos)
6. Filipe Carvalho (Monsanto) e Juni (Mirandela), 13 (27 jogos)
8. Filipe (Aliados Lordelo), 13 (28 jogos)
9. Diogo Leite e Zito (ambos do Maria da Fonte) e João Branco (Vianense), 13 (29 jogos)
12. André Correia (Pontassolense), Fredy (Maria da Fonte) e Hernâni (Aliados Lordelo), 13 (30 jogos)
15. Adriano e Luís Rocha (Mirandela), Bruno Abreu e Valter Branco (Pontassolense), Ferdinando (Santana) e Pedras (Vianense), 13 (31 jogos)
21. Filipe Pereira (Maria da Fonte), Pedrinho (Aliados Lordelo) e Thierry (Santana), 13 (32 jogos)

Mais derrotas

1. Bruno Morais, Júlio Rebelo e Vitinha (todos do Infesta) e Toninho (Sanjoanense), 17 (32 jogos)
5. Edgar Rosa (Torreense/Beira-Mar Monte Gordo) e Pedro Nuno (Infesta), 16 (26 jogos)
7. Anísio, Bruno Brito e Ricardo Queirós (todos do Praiense), 16 (28 jogos)
10. Paulinho e Rui Manuel (ambos do Caniçal) e Paulinho (Infesta), 16 (30 jogos)
13. Coça (Torreense), Jacinto Botequilha e Tiago Martins (ambos do Beira-Mar Monte Gordo) e Tiago Moreira (Infesta), 16 (31 jogos)
17. Edu (Caniçal), 16 (32 jogos)
18. Hernâni Pereira (Nelas), 15 (26 jogos)
19. Edemilson (Praiense) e Roland Osabutey (Mafra/Mirandela), 15 (27 jogos)
21. Flávio Calvinho (Beira-Mar Monte Gordo), Marlon Silva (Torreense) e Rodrigo Dutra (Arouca), 15 (28 jogos)

Menos vitórias

(apenas jogadores com mais de metade dos jogos realizados – 16 jogos ou mais)

1. Luís Vouzela (Nelas), 0 (19 jogos)
2. Alan Tonini (Nelas), 1 (27 jogos)
3. Hernâni Pereira (Nelas), 1 (26 jogos)
4. Everton Lima e Nuno Ricardo (ambos do Nelas), 1 (24 jogos)
6. João Paulo Mendes (Nelas), 1 (23 jogos)
7. Hugo Seco (Nelas), 1 (19 jogos)
8. Cherguerov e Vitó (ambos do Mirandela), 2 (22 jogos)
10. Moisés (Sanjoanense), 2 (21 jogos)
11. Ricardo Teixeira (Amarante), 2 (20 jogos)
12. Élio Nascimento (Penalva do Castelo), 2 (17 jogos)
13. Magno Almeida (Infesta), Pedro Nobre (Monsanto) e Vítor Nuno (Atlético Valdevez), 2 (16 jogos)
16. Nary (Sanjoanense), 3 (26 jogos)
17. Fernando Jorge (Mirandela), 3 (25 jogos)
18. Nélson Ramos (Mirandela) e Rui Miguel Silva (Sanjoanense), 3 (24 jogos)
20. Pedro Tiba (Atlético Valdevez), 3 (23 jogos)

Menos derrotas

(apenas jogadores com mais de metade dos jogos realizados – 16 jogos ou mais)

1. Jorge Neves (Desp. Fátima), 0 (19 jogos)
2. João Fonseca (Desp. Fátima), 1 (31 jogos)
3. Luís Dias (Penafiel), 1 (25 jogos)
4. Pedro Barroso (Tirsense), 1 (21 jogos)
5. Rafa (Penafiel), 1 (20 jogos)
6. Serginho Botelho (Desp. Fátima), 1 (18 jogos)
7. Bruno Matias (Desp. Fátima), José Eduardo e Michel (ambos do Penafiel), 2 (32 jogos)
10. César Índio, Nené, Vasco Varão e Veríssimo (todos do Desp. Fátima), 2 (31 jogos)
14. Alexandre Aquino (Penafiel) e Héldon Ramos «Nhuck» (Desp. Fátima), 2 (30 jogos)
16. Luís Filipe Pinto (União Madeira), 2 (29 jogos)
17. Duarte Machado (Desp. Fátima) e Ferreira (Penafiel), 2 (28 jogos)
19. Edgar Costa e Steve (ambos do União Madeira), 2 (26 jogos)
21. Samuel (Desp. Fátima), 2 (25 jogos)

 

GOLOS

Golos apontados em 2008/09

1755.

Média de Golos em 2008/09

2,4 por jogo. A mesma média do exercício anterior (2,4 golos por jogo).

Mais eficazes

(apenas jogadores com mais de metade dos jogos realizados – 16 jogos ou mais)

1. Anderson Costa (Santana) – 16 golos em 25 jogos – 1 golo a cada 110 minutos
2. Tómané (Tourizense) – 13 golos em 22 jogos – 1 golo a cada 123 minutos
3. Jorginho (Aljustrelense) – 3 golos em 19 jogos – 1 golo a cada 125 minutos
4. Bruno Biscoito (Aliados Lordelo) – 7 golos em 25 jogos – 1 golo a cada 131 minutos
5. Glauco (Sp. Espinho) – 16 golos em 27 jogos – 1 golo a cada 133 minutos
6. Oseias (Lousada) – 9 golos em 16 jogos – 1 golo a cada 138 minutos
7. Rodrigo Dutra (Arouca) – 15 golos em 28 jogos – 1 golo a cada 145 minutos
8. Mohamed Camará (Esmoriz) – 3 golos em 19 jogos – 1 golo a cada 154 minutos
9. Jamerson (Monsanto) – 10 golos em 24 jogos – 1 golo a cada 155 minutos
10. António Alves (Carregado) – 11 golos em 22 jogos – 1 golo a cada 159 minutos.

«Jokers»

1. Luís Leal (Atlético) – 7 golos em 9 jogos como suplente utilizado
2. Bruno Biscoito (Aliados Lordelo) – 5 golos em 18 jogos como suplente utilizado
3. António Alves (Carregado) – 4 golos em 2 jogos como suplente utilizado
4. Anderson Costa (Santana) e Ismael Gaúcho (Desp. Fátima) – 4 golos em 6 jogos como suplente utilizado
6. Júlio Rebelo (Infesta) – 3 golos em 2 jogos como suplente utilizado.

Grandes Penalidades

1. Gabriel (Praiense/Eléctrico), 9 golos
2. Pedro Fazenda (Monsanto) e David Nuñez (Oriental/Santana), 7 golos
4. António Alves (Carregado), Bruno Baptista (Lourosa), Paulo Rola (Ribeirão) e Miguel Paixão (Torreense), 6 golos
8. João Martins (Atlético), 5 golos.

«Bis»

1. Tómané (Tourizense), 5
2. Glauco (Sp. Espinho), 4
3. Anderson Costa (Santana), Rodrigo Dutra (Arouca), Héldon Ramos «Nhuck» (Desp. Fátima), Luís Miguel (Pampilhosa), Michel (Penafiel), Mário Rondon (Pontassolense), Ailton (Real Massamá) e Diego Zaporo (Pinhalnovense/Olivais Moscavide), 3.

«Triplas»

1. Nuno Santiago (Oriental), Pedro Andrade (Oriental), Anderson Costa (Santana), Wanderson (Caniçal), Luís Leal (Atlético), Éder Machado (União Madeira), Wegno (Moreirense), Rui Sousa (Aljustrelense), António Alves (Carregado), Ivan Dju (Atlético), Catarino (Torreense), Jamerson (Monsanto), Bezú (Aliados Lordelo), Fábio Espinho (Sp. Espinho) e Baba Diawara (Marítimo B), 1.

«Quádruplas»

1. Ismael Gaúcho (Desp. Fátima) e Vítor Hugo Costa (Tirsense), 1.

Séries goleadoras

1. Anderson Costa (Santana), 11 golos em 7 jornadas consecutivas.
2. Rodrigo Dutra (Arouca), 8 golos em 7 jornadas consecutivas.
3. Miguel Paixão (Torreense), 5 golos em 5 jornadas consecutivas.

Goleadores em Jogos em Casa

1. Éder Machado (União Madeira), 13 golos
2. Clemente (Desp. Chaves), 11 golos
3. Anderson Costa (Santana) e Tómané (Tourizense), 10 golos
5. Mário Rondon (Pontassolense), Rui Sousa (Aljustrelense) e Gabriel (Praiense/Eléctrico), 9 golos
8. Fábio Espinho (Sp. Espinho), Diego Mourão (Pontassolense) e Rodrigo Dutra (Arouca), 8 golos
11. Glauco (Sp. Espinho), Mustafá Silla (Odivelas), Gleibson Santana (Pontassolense), Fabrício (Operário), David Nuñez (Oriental/Santana), Nuno Santiago (Oriental) e Ailton (Real Massamá), 7 golos.

Goleadores em Jogos Fora

1. Vítor Hugo Costa (Tirsense), Glauco (Sp. Espinho) e Pedras (Vianense), 9 golos
4. Michel (Penafiel) e Rodrigo Dutra (Arouca), 7 golos
6. Tiago Cintra (Amarante), Bruno Brito (Praiense), Pituca (Olivais Moscavide/Lagoa), Catarino (Torreense), Bruno Matias e Ismael Gaúcho (Desp. Fátima), Luís Leal (Atlético), Anderson Costa (Santana), Diego Zaporo (Pinhalnovense/Olivais Moscavide), Luís Morgado (UD Serra), Luís Miguel (Pampilhosa) e Pedro Bonifácio (Mafra), 6 golos.

Auto-golos

1. Paulo Jorge (Sanjoanense), 2.

35 jogadores realizaram um auto-golo durante a temporada 2008/09.

Guarda-redes menos batido

(apenas jogadores com mais de metade dos jogos realizados – 16 jogos ou mais)

1. José Eduardo (Penafiel), 0,47 golos sofridos por jogo – 15 golos sofridos em 32 jogos.
2. Hugo Félix (Carregado), 0,56 golos sofridos por jogo – 14 golos sofridos em 25 jogos.
3. Ney Santos (União Madeira), 0,62 golos sofridos por jogo – 18 golos sofridos em 29 jogos.
4. Rui Rêgo (Desp. Chaves), 0,66 golos sofridos por jogo – 21 golos sofridos em 32 jogos.
5. Hugo Ferreira (Atlético Valdevez), 0,69 golos sofridos por jogo – 11 golos sofridos em 16 jogos.
6. Jaime Santos (Arouca), 0,83 golos sofridos por jogo – 15 golos sofridos em 18 jogos.
7. Ivo Gonçalves (Lagoa), 0,85 golos sofridos por jogo – 22 golos sofridos em 26 jogos.
8. Pedro Duarte (UD Serra), 0,89 golos sofridos por jogo – 16 golos sofridos em 18 jogos.
9. Nené (Desp. Fátima), 0,90 golos sofridos por jogo – 28 golos sofridos em 31 jogos.
10. Adriano (Aliados Lordelo), 0,92 golos sofridos por jogo – 22 golos sofridos em 24 jogos.

Guarda-redes com mais «balizas-virgens»

1. Hugo Félix (Carregado), 17 «balizas-virgens» em 25 jogos.
2. José Eduardo (Penafiel), 17 «balizas-virgens» em 32 jogos.
3. Rui Rêgo (Desp. Chaves), 16 «balizas-virgens» em 32 jogos.
4. Ney Santos (União Madeira), 14 «balizas-virgens» em 29 jogos.
5. Márcio Santos (Mafra), 11 «balizas-virgens» em 25 jogos.
6. Barroca (Tourizense) e Eduardo (Pampilhosa), 11 «balizas-virgens» em 30 jogos.
8. Nené (Desp. Fátima), 11 «balizas-virgens» em 31 jogos.
9. Ivo Gonçalves (Lagoa) e Marco Botelho (Pinhalnovense), 10 «balizas-virgens» em 26 jogos.

Guarda-redes com melhor percentagem de «balizas-virgens»

(apenas jogadores com mais de metade dos jogos realizados – 16 jogos ou mais)

1. Hugo Félix (Carregado), 68,0% – 17 «balizas-virgens» em 25 jogos.
2. José Eduardo (Penafiel), 54,8% – 17 «balizas-virgens» em 32 jogos.
3. Ney Santos (União Madeira), 51,9% – 14 «balizas-virgens» em 29 jogos.
4. Rui Rêgo (Desp. Chaves), 50,0% – 16 «balizas-virgens» em 32 jogos.
5. Pedro Duarte (UD Serra), 46,7% – 7 «balizas-virgens» em 18 jogos.
6. Márcio Santos (Mafra), 45,8% – 11 «balizas-virgens» em 25 jogos.
7. Jaime Santos (Arouca), 44,4% – 8 «balizas-virgens» em 18 jogos.
8. Hugo Ferreira (Atlético Valdevez), 40,0% – 6 «balizas-virgens» em 16 jogos.
Marco Botelho (Pinhalnovense), 40,0% – 10 «balizas-virgens» em 26 jogos.
10. Carin Gonçalves (Pontassolense), 39,1% – 9 «balizas-virgens» em 23 jogos.

Guarda-redes (minutos consecutivos sem sofrer golos)

1. Rui Rêgo (Desp. Chaves) – 674 minutos sem sofrer golos
2. Hugo Félix (Carregado) – 664 minutos sem sofrer golos
3. Barroca (Tourizense) – 573 minutos sem sofrer golos
4. Ney Santos (União Madeira) – 505 minutos sem sofrer golos
5. Hugo Félix (Carregado) – 477 minutos sem sofrer golos
6. José Eduardo (Penafiel) – 446 minutos sem sofrer golos
7. Marco Sousa (Vianense) – 427 minutos sem sofrer golos
8. Eduardo (Pampilhosa) – 417 minutos sem sofrer golos
9. Nené (Desp. Fátima) – 414 minutos sem sofrer golos
10. Jaime Santos (Arouca) – 401 minutos sem sofrer golos.

 

TREINADORES

Melhor média de pontos por jogo

(apenas treinadores com mais de um terço dos jogos realizados – 10 jogos ou mais)

1. Rui Vitória (Desp. Fátima), 2,273 (33 jogos)
2. Edson Porto (União Madeira), 2,094 (32 jogos)
3. Rui Quinta (Penafiel), 2,088 (34 jogos)
4. Leonardo Jardim (Desp. Chaves), 1,971 (35 jogos)
5. Carlos Manuel (Oriental/Atlético), 1,870 (23 jogos)
6. Nicolau Vaqueiro (Moreirense), 1,813 (32 jogos)
7. Elói Zeferino (Carregado), 1,735 (34 jogos)
8. Luís Coelho (Lagoa), 1,719 (32 jogos)
9. Flávio das Neves (Ribeirão), 1,700 (10 jogos)
Rui Gregório (Mafra), 1,700 (10 jogos)
11. Quim Machado (Tirsense), 1,688 (32 jogos)
12. Ricardo Moura (UD Serra), 1,667 (30 jogos)
Zé Nando (Tourizense), 1,667 (30 jogos)
14. António Pereira (Atlético), 1,640 (25 jogos)
15. Pedro Barny (Sp. Espinho), 1,625 (32 jogos)
16. Vítor Miguel (Pontassolense), 1,565 (23 jogos)
17. Amorim Nunes (Oliveira do Bairro), 1,556 (18 jogos)
18. Amândio Barreiras (Santana), 1,526 (19 jogos)
19. Fernando Niza (Pampilhosa), 1,500 (22 jogos)
Micael Sequeira (Atlético Valdevez), 1,500 (22 jogos)
João Sousa (Pinhalnovense), 1,500 (12 jogos)

Pior média de pontos por jogo

(apenas treinadores com mais de um terço dos jogos realizados – 10 jogos ou mais)

1. Jorge Baptista (Mirandela), 0,438 (16 jogos)
2. Carlos Cunha (Atlético Valdevez), 0,500 (10 jogos)
3. António Caetano (Sanjoanense/Esmoriz), 0,600 (15 jogos)
4. António Borges (Nelas), 0,652 (23 jogos)
5. Carlos Miragaia (Sanjoanense), 0,778 (18 jogos)

 

RESULTADOS

Séries

Vitórias Consecutivas: Tourizense e Pontassolense, 6 vitórias consecutivas
Jogos sem perder: Penafiel, 17 jogos sem perder
Jogos sem sofrer golos: Carregado, Desp. Chaves, Tourizense e União Madeira, 5 jogos sem sofrer golos
Derrotas Consecutivas: Infesta, 8 derrotas consecutivas
Jogos sem vencer: Nelas, 19 jogos sem vencer
Jogos sem marcar golos: Mafra, 7 jogos sem marcar golos.

Séries em Casa

Vitórias Consecutivas: Penafiel, 9 vitórias consecutivas
Jogos sem perder: Tirsense, 16 jogos sem perder
Jogos sem sofrer golos: Desp. Chaves, 8 jogos sem sofrer golos
Derrotas Consecutivas: Mafra e Sanjoanense, 4 derrotas consecutivas
Jogos sem vencer: Sanjoanense, 11 jogos sem vencer
Jogos sem marcar golos: Nelas, 7 jogos sem marcar golos.

Séries Fora de Casa

Vitórias Consecutivas: Moreirense, Desp. Fátima e Atlético Valdevez, 4 vitórias consecutivas
Jogos sem perder: Desp. Fátima, 10 jogos sem perder
Jogos sem sofrer golos: Carregado, 6 jogos sem sofrer golos
Derrotas Consecutivas: Infesta, 9 derrotas consecutivas
Jogos sem vencer: Infesta e Maria da Fonte, 11 jogos sem vencer
Jogos sem marcar golos: Beira-Mar Monte Gordo (em duas ocasiões), Nelas, Mafra, Olivais Moscavide, Desp. Chaves e Vianense, 4 jogos sem marcar golos.

Mais Comuns

1-0: 177 vezes
2-1: 108 vezes
1-1: 104 vezes
2-0: 75 vezes
0-0: 66 vezes

Número de Golos por jogo

2 golos: 179 jogos
1 golo: 177 jogos
3 golos: 145 jogos
4 golos: 111 jogos
0 golos: 66 jogos
5 golos: 48 jogos
6 golos: 7 jogos
7 golos: 5 jogos
8 golos: 3 jogos

Maiores Goleadas

UD Serra – Desp. Fátima, 0-5; Lourosa – Arouca, 0-5; Penalva do Castelo – Eléctrico, 5-0.

Jogos com mais golos

Aljustrelense – Oriental, 3-5; Praiense – Desp. Fátima, 3-5; Desp. Fátima – Praiense, 5-3.

Golo mais rápido

Foram apontados 10 golos no 1º minuto de jogo.

 

IDADE

Equipa mais velha

UD Serra – 30,8 (diante do Desp. Fátima, fora de casa, na 5ª jornada da 2ª fase da Série C – Subida)

– UD Serra com 8 equipas no «top 10» e 16 no «top 20» foi, claramente, a equipa com média de idade mais elevada na 2ªDivisão.

Equipa mais nova

Tourizense – 20,5 (diante do Desp. Fátima, em casa, na 1ª jornada da 1ª fase da Série C)

– Tourizense, com 5 equipas no «top 10» e 14 no «top 20», e Marítimo B, com 5 equipas no «top 10» e 6 no «top 20», foram as equipas com médias de idade mais baixas na 2ªDivisão.

Jogadores mais idosos

1. Mário Júlio (Oliveira do Bairro) – 40 anos, 1 mês e 168 dias – diante do Eléctrico (10ª jornada da 2ª fase).
2. Orlando (Lousada) – 39 anos, 9 meses e 5 dias – diante do Infesta (6ª jornada da 2ª fase)
3. José Marcos (Odivelas) – 38 anos, 10 meses e 17 dias – diante do Oriental (16ª jornada da 1ª fase).

Jogadores mais jovens

1. Chiquinho (Aliados Lordelo) – 16 anos, 2 meses e 25 dias – diante do Sp. Espinho (10ª jornada da 2ª fase).
2. Tota (Nelas) – 17 anos, 1 mês e 7 dias – diante do Monsanto (15ª jornada da 1ª fase).
3. Tiago Honorato (Oriental) – 17 anos, 6 meses e 22 dias – diante do Mafra (6ª jornada da 1ª fase).

Golo «mais velho»

Rogério (Penalva do Castelo) – 37 anos e 10 meses – diante do Operário (14ª jornada da 1ªfase).

Golo «mais jovem»

Cláudio Sousa (Eléctrico) – 18 anos, 3 meses e 14 dias – diante do Penalva do Castelo (16ª jornada da 1ªfase).

 

NACIONALIDADES

Percentagem de utilização de jogadores portugueses

80,4%. Representou um decréscimo de 0,6% em relação ao exercício anterior (81%).

Percentagem de golos de jogadores portugueses

68,3%. Representou um decréscimo de 5,7% em relação ao exercício anterior (74%).

Maior percentagem de utilização de jogadores portugueses

Tirsense e Oliveira do Bairro – 100%

Menor percentagem de utilização de jogadores portugueses

União Madeira – 50%

Maior percentagem de goleadores portugueses

Aliados Lordelo, Infesta, Tirsense, Lourosa e Oliveira do Bairro – 100%

Menor percentagem de goleadores portugueses

Pontassolense – 22,2%

80,4% dos jogadores utilizados são portugueses; seguem-se brasileiros (10,0%), guineenses (3,0%), cabo-verdianos (1,7%), angolanos (1,4%), senegaleses (1,1%), venezuelanos e costa-marfinenses (0,3%).

68,3% dos golos são apontados por jogadores portugueses; seguem-se brasileiros (18,5%), guineenses (3,7%), cabo-verdianos (2,3%), senegaleses (1,7%), angolanos (1,1%), venezuelanos (0,9%), são-tomense (0,8%), costa-marfinenses (0,5%) e ganeses (0,4%).

 

(IN)DISCIPLINA

Equipa mais disciplinada

Olivais Moscavide, 64 amarelos – 5 vermelhos.

Equipa mais indisciplinada

Lourosa, 92 amarelos – 15 vermelhos.

Jogador mais indisciplinado

Pedrinho (Lourosa) – 9 amarelos, 2 vermelhos por acumulação e 1 vermelho directo (25 jogos); José Luís Araque (Aljustrelense) – 15 amarelos e 1 vermelho directo (30 jogos); Vitó (Mirandela) – 12 amarelos, 1 vermelho por acumulação e 1 vermelho directo (22 jogos); Cláudio Jesus (Ribeira Brava) – 7 amarelos, 1 vermelho por acumulação e 2 vermelhos directos (26 jogos).

Jogador com mais cartões amarelos

Marco Ribeiro (Lousada) – 17 amarelos.

Jogador com mais cartões vermelhos

Bruno Baptista (Lourosa), Fernando (Arouca), Corina (Infesta), Racine Diouf (Lagoa), Vítor Santos (Beira-Mar Monte Gordo), Douglas Codó (Lagoa), Cláudio Jesus (Ribeira Brava), Glauco (Sp. Espinho), Pedrinho (Lourosa), Toni Oliveira (Oriental) e Wilson (Nelas) – 3 expulsões.

 

OS ÁRBITROS DA 2ªDIVISÃO

Nome Associação J A AV V
Albano Correia Braga 17 95 9 2
André Narciso Setúbal 16 80 8 3
Ângelo Correia Castelo Branco 18 104 2 1
António Baptista Portalegre 16 76 3 8
António Resende Aveiro 16 92 5 4
António Taia Setúbal 15 75 5 2
Arnaldo Araújo Vila Real 16 97 5 2
Carlos Duarte Porto 16 92 6 4
Carlos Espadinha Portalegre 17 82 4 0
Carlos Oliveira Aveiro 16 82 8 2
Diogo Pereira Santos Aveiro 17 84 3 1
Fábio Veríssimo Leiria 17 91 4 2
Flávio Sousa Braga 17 115 4 1
Hélder Malheiro Lisboa 14 87 3 8
Hugo Lamas Porto 10 61 6 5
Hugo Pacheco Porto 16 106 1 1
Humberto Teixeira Porto 15 77 4 1
Ivan Vigário Porto 10 56 2 6
Ivo Santos Algarve 14 79 3 3
João Henriques Coimbra 19 99 7 1
João Lamares Santos Porto 17 89 5 3
João Roque Portalegre 18 76 6 5
Jorge Maia Santarém 15 55 3 0
Jorge Tavares Aveiro 18 103 7 1
José Godinho Évora 15 63 2 6
José Manuel Gomes Lisboa 14 56 5 8
José Mateus Rodrigues Porto 15 92 2 3
José Quitério Almeida Lisboa 14 80 7 2
Luís Catita Silva Évora 16 83 4 3
Luís Estrela Maria Lisboa 15 69 7 5
Manuel Mota Silva Braga 16 78 1 4
Marco Gomes Leiria 16 89 5 3
Marco Trombinhas Beja 14 58 1 3
Nuno Almeida Algarve 13 75 1 0
Nuno Borba Setúbal 15 79 7 4
Nuno Campos Setúbal 16 97 3 4
Nuno Miguel Afonso Lisboa 14 84 7 4
Nuno Silva Lisboa 7 38 2 1
Paulo Alexandre Rodrigues Braga 16 97 2 1
Paulo Jorge Rodrigues Setúbal 15 110 4 7
Pedro Estela Porto 16 71 7 3
Pedro Maia Porto 16 82 4 4
Pedro Ribeiro Lisboa 15 88 7 2
Raúl Valega Porto 17 78 3 3
Renato Gonçalves Guarda 18 72 4 4
Ricardo Lourenço Portalegre 16 83 6 2
Rogério Ribeiro Santarém 16 89 5 8
Tiago Canário Beja 16 97 2 4

 

2ªDIVISÃO – TODOS OS CAMPEÕES

1934-35  Carcavelinhos
1935-36  Olhanense
1936-37  Boavista
1937-38  Leixões
1938-39  Carcavelinhos
1939-40  Sp. Farense
1940-41  Olhanense
1941-42  Estoril-Praia
1942-43  Barreirense
1943-44  Estoril-Praia
1944-45  Atlético
1945-46  Estoril-Praia
1946-47  Sp. Braga
1947-48  Sp. Covilhã
1948-49  Académica
1949-50  Boavista
1950-51  Barreirense
1951-52  Lusitano Évora
1952-53  Oriental
1953-54  CUF
1954-55  Torreense
1955-56  Oriental
1956-57  Salgueiros
1957-58  Sp. Covilhã
1958-59  Atlético
1959-60  Barreirense
1960-61  Beira-Mar
1961-62  Barreirense
1962-63  Varzim
1963-64  Sp. Braga
1964-65  Beira-Mar
1965-66  Sanjoanense
1966-67  Barreirense
1967-68  Atlético
1968-69  Barreirense
1969-70  Tirsense
1970-71  Beira-Mar
1971-72  União Coimbra
1972-73  Académica
1973-74  União Tomar
1974-75  Estoril-Praia
1975-76  Varzim
1976-77  Marítimo
1977-78  Famalicão
1978-79  Portimonense
1979-80  Amora
1980-81  União Leiria
1981-82  Marítimo
1982-83  Sp. Farense
1983-84  Belenenses
1984-85  Desp. Aves
1985-86  Rio Ave
1986-87  Sp. Covilhã
1987-88  Famalicão
1988-89  União Madeira
1989-90  Salgueiros
1990-91  Ovarense
1991-92  Campomaiorense
1992-93  Leça
1993-94  Amora
1994-95  Moreirense
1995-96  Varzim
1996-97  Maia
1997-98  Santa Clara
1998-99  Freamunde, Sp. Covilhã, Imortal
1999-00  Marco, Ovarense, Nacional
2000-01  Moreirense, Oliveirense, Portimonense
2001-02  Marco, Sp. Covilhã, União Madeira
2002-03  Leixões, Feirense, Estoril-Praia
2003-04  Gondomar, Sp. Espinho, Olhanense
2004-05  Vizela, Sp. Covilhã, Barreirense
2005-06  Olivais Moscavide
2006-07  Freamunde
2007-08  Oliveirense
2008-09  Desp. Fátima

 

2ªDIVISÃO – TÍTULOS POR CLUBE

7	Barreirense
6	Sp. Covilhã
5	Estoril-Praia
3	Atlético, Beira-Mar, Varzim, Olhanense
2	Académica, Amora, Boavista, Carcavelinhos, Famalicão, Freamunde, Leixões, Marco, Marítimo, Moreirense, Oliveirense, Oriental, Ovarense, Portimonense, Salgueiros, Sp. Braga, Sp. Farense, União Madeira
1	Belenenses, Campomaiorense, CUF, Desp. Aves, Desp. Fátima, Feirense, Gondomar, Imortal, Leça, Lusitano Évora, 
Maia, Nacional, Olivais Moscavide, Rio Ave, Sanjoanense, Santa Clara, Sp. Espinho, Tirsense, Torreense, Vizela, União Coimbra, União Leiria, União Tomar

 
foto de abertura © Paulo Henriques


Rui Malheiro

 
analista de futebol, scout e autor. freelancer. escreveu Anuário do Futebol 2008/09 e Anuário do Futebol 2009/10.