Portugal 2008/09: Benfica

Benfica
Benfica

BENFICA: 3º CLASSIFICADO

À

partida para a nova temporada uma coisa parecia certa: seria praticamente impossível ao Benfica fazer uma época tão fraca como a anterior, não só pelo 4º lugar final e pela ausência de títulos, como também pela pouca qualidade do futebol praticado. O defeso encarnado teve duas caras: se por um lado, as apostas em Rui Costa para assumir o cargo de director desportivo e no espanhol Quique Sánchez Flores, que cedo se distinguiu pela habilidade e sagacidade no discurso, para assumir o comando técnico da equipa geraram entusiasmo entre os adeptos; por outro lado, a indefinição na construção do plantel, quer a nível de reforços, quer a nível de dispensas, causavam apreensão, atenuada com a chegada a conta-gotas das aquisições de peso: Pablo Aimar, José Antonio Reyes e David Suazo, jogadores de qualidade incontestável, que se juntavam a parte da estrutura titular do exercício anterior e a um conjunto de reforços que mesclava portugueses, como Jorge Ribeiro, Rúben Amorim e Carlos Martins, promessas sul-americanas, como o brasileiro Sidnei ou o uruguaio Urretavizcaya, e jogadores estrangeiros com maior experiência, como Yebda, ex-Le Mans, ou Balboa, ex-Real Madrid, uma aposta pessoal do novo técnico e que se revelaria o grande «flop» da temporada. Um início de época de elevado grau de dificuldade, já que o sorteio da Liga colocou, nas primeiras quatro jornadas, FC Porto e Sporting, com as suas estruturas consolidadas, fruto de uma clara aposta na continuidade, no caminho do Benfica, a que se juntava um duplo confronto com o Nápoles, numa complicadíssima eliminatória de acesso à fase de grupos da Taça UEFA, assumia-se como um teste duríssimo ao potencial dos «encarnados». Um empate diante do tricampeão FC Porto (1-1), numa partida em que o Benfica actuou com 10 jogadores durante 32 minutos, uma vitória clara sobre um invicto Sporting (2-0) e a eliminação do Nápoles, na sequência de um triunfo convincente no Estádio da Luz (2-0), geraram uma onda de enorme entusiasmo em redor da equipa, consolidada por um trajecto sem derrotas nas primeiras 12 jornadas, que garantiu a liderança isolada da competição. No entanto, a má prestação na fase de grupos da Taça UEFA, onde apenas somou um ponto num grupo composto por Hertha Berlim, Galatasaray, Olympiakos e Metalist, e a eliminação precoce da Taça de Portugal, ao não conseguir superar o Leixões, lançaram interrogações sobre a real capacidade da equipa, até porque se tornava cada vez mais evidente que, contrariando a lógica de evolução com o avançar da época, o Benfica vinha a perder qualidade de jogo, fruto da previsibilidade e estaticismo do modelo implementado por Quique Sánchez Flores: o 4x4x2 clássico. A surpreendente derrota, à 13ª jornada, na deslocação ao terreno do Trofense (0-2), então último classificado da Liga, ditou a perda da liderança para o FC Porto, que não mais a perdeu. O Benfica ainda se manteria, mais algumas semanas, na corrida pelo título, mas as derrotas na deslocação a Alvalade (2-3) e nas recepções a Vitória de Guimarães (0-1) e Académica (0-1) não só desfizeram o sonho do título, como afastaram o clube do acesso à pré-eliminatória da Liga dos Campeões através do 2º lugar. A vitória na Taça da Liga, na sequência de uma final polémica diante do Sporting, e o 3º lugar final na Liga, posição que chegou a estar ameaçada, mas que ficaria garantida graças a uma vitória em Braga (3-1), numa das melhores exibições da temporada, revelaram-se muito curtos para o investimento realizado no reforço do plantel e para a sua qualidade. Apenas Quique Sánchez Flores, que só se revelou capaz de perceber alguns dos seus equívocos nas jornadas finais da Liga, é que não o compreendeu, ao declarar, na sua despedida, que o Benfica sob o seu comando tinha feito melhor do que no exercício anterior.

 
Estatísticas (Liga + Taça UEFA + Taça de Portugal)

Nac. Nome J G A V Min. J G A V Min. J G A V Min.
G
POR DIOGO FREIRE 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
BRA MARCELO MORETTO 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 1 0 0 0 120
POR José MOREIRA 14 0 2 0 1.260 1 0 0 0 90 2 0 0 0 210
POR PEDRO MIRANDA 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
POR Joaquim Sampaio «QUIM» 16 0 3 0 1.440 5 0 0 0 450 0 0 0 0 0
D
POR ABEL PEREIRA 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
POR ANDRÉ DIAS 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
GEO BAKAR Mirtskhulava 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
BRA DAVID LUIZ Marinho 19 2 4 0 1.547 2 1 1 0 180 2 0 1 0 143
POR IVANIR RODRIGUES 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
POR JOÃO PEREIRA 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
POR JORGE RIBEIRO 15 1 1 0 1.168 4 0 0 0 360 0 0 0 0 0
BRA Leonardo Lourenço Basto «LÉO» 2 0 0 0 158 1 0 0 0 90 2 0 0 0 210
BRA Anderson Luís da Silva «LUISÃO» 21 2 5 0 1.890 4 1 1 0 360 3 1 0 0 330
POR MÁRIO RUI DUARTE «Marinho» 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
URU Maximiliano «MAXI» PEREIRA 28 1 5 0 2.520 6 0 2 0 540 2 1 0 0 210
POR MIGUEL VÍTOR 16 0 5 1 1.404 1 0 0 0 90 1 0 0 0 77
POR PEDRO EUGÉNIO 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
POR RODERICK MIRANDA 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
BRA SIDNEI Rechel 24 3 1 0 1.950 6 0 0 0 540 3 0 2 0 307
CIV Marco ZORO 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
M
BRA ADEMIR Silva SANTOS 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
ARG Pablo AIMAR 22 1 6 0 1.677 1 0 0 0 33 2 0 0 0 159
CMR Gilles BINYA 7 0 3 1 249 4 0 2 0 283 3 0 2 0 330
POR CARLOS MARTINS 24 0 2 0 1.346 5 0 1 0 138 1 0 0 0 68
POR DANILO PEREIRA 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
POR DAVID SIMÃO 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
POR DIOGO FIGUEIRAS 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
BRA FAGNER Silva SOARES 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
BRA FELLIPE BASTOS 2 1 1 0 129 1 0 0 0 56 0 0 0 0 0
GRE Konstantinos KATSOURANIS 24 2 10 1 1.816 4 0 0 0 281 2 0 1 0 163
POR LASSANA CAMARÁ «Saná» 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
POR LEANDRO PIMENTA «Léo» 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
BRA RAFAEL Eduardo COSTA 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
POR RÚBEN AMORIM 26 2 5 0 1.896 2 0 0 0 131 2 0 0 0 184
POR RÚBEN PINTO 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
GHA Ishmael YARTEY 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
FRA Hassan YEBDA 25 1 9 1 1.641 5 0 0 0 397 1 1 0 0 90
A
BRA ADRIANO Alves SILVA 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
GNB Domingos Silveiro «ADUL» 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
POR ANDRÉ SOARES 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
EQG Javier BALBOA 10 0 0 0 156 3 0 0 0 109 3 0 0 0 134
CMR Augustin BILLA 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
PAR Óscar René CARDOZO 26 17 1 0 1.889 3 0 0 0 165 2 0 0 0 101
ARG Ángel Fabián DI MARÍA 24 2 2 0 1.267 5 1 2 0 341 1 0 1 0 120
POR HÉLIO VAZ 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
POR JOSÉ Alves «COELHO» 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
ANG Pedro Manuel Torres «MANTORRAS» 5 2 0 0 68 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
POR Ariza MAKUKULA 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 1 0 0 0 120
POR NÉLSON OLIVEIRA 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
POR NUNO Ribeiro «GOMES» 24 7 2 1 1.192 6 1 0 0 394 1 0 1 0 51
ESP José Antonio REYES 24 4 6 1 1.703 5 1 1 0 399 2 0 1 0 184
HON David SUAZO 12 4 2 0 921 4 1 1 0 315 3 0 1 0 231
URU Jonathan URRETAVIZCAYA 10 1 2 0 370 5 0 1 0 198 2 0 0 0 88
CHN YU DABAO 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

Estatísticas (Taça da Liga + Liga Intercalar)

Nac. Nome J G A V Min. J G A V Min.
G
POR DIOGO FREIRE 0 0 0 0 0 7 0 0 0 630
BRA MARCELO MORETTO 3 0 0 0 270 2 0 0 0 180
POR José MOREIRA 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
POR PEDRO MIRANDA 0 0 0 0 0 1 0 0 0 90
POR Joaquim Sampaio «QUIM» 2 0 0 0 180 0 0 0 0 0
D
POR ABEL PEREIRA 0 0 0 0 0 6 0 0 0 496
POR ANDRÉ DIAS 0 0 0 0 0 2 0 0 0 71
GEO BAKAR Mirtskhulava 0 0 0 0 0 3 0 0 0 236
BRA DAVID LUIZ Marinho 4 0 0 0 360 1 0 0 0 31
POR IVANIR RODRIGUES 0 0 0 0 0 7 0 2 0 405
POR JOÃO PEREIRA 0 0 0 0 0 0 0 1 0 0
POR JORGE RIBEIRO 2 1 1 0 113 6 0 0 0 466
BRA Leonardo Lourenço Basto «LÉO» 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
BRA Anderson Luís da Silva «LUISÃO» 5 0 0 0 450 0 0 0 0 0
POR MÁRIO RUI DUARTE «Marinho» 0 0 0 0 0 2 0 0 0 119
URU Maximiliano «MAXI» PEREIRA 5 0 0 0 331 0 0 0 0 0
POR MIGUEL VÍTOR 5 0 3 0 450 1 0 0 0 63
POR PEDRO EUGÉNIO 0 0 0 0 0 7 0 0 0 466
POR RODERICK MIRANDA 0 0 0 0 0 8 0 1 0 658
BRA SIDNEI Rechel 2 1 0 0 135 0 0 0 0 0
CIV Marco ZORO 0 0 0 0 0 2 0 1 0 180
M
BRA ADEMIR Silva SANTOS 0 0 0 0 0 1 0 0 0 25
ARG Pablo AIMAR 4 1 0 0 347 0 0 0 0 0
CMR Gilles BINYA 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
POR CARLOS MARTINS 5 1 1 0 201 0 0 0 0 0
POR DANILO PEREIRA 0 0 0 0 0 7 0 0 0 422
POR DAVID SIMÃO 0 0 0 0 0 9 3 0 0 553
POR DIOGO FIGUEIRAS 0 0 0 0 0 9 0 0 0 627
BRA FAGNER Silva SOARES 0 0 0 0 0 1 0 0 0 45
BRA FELLIPE BASTOS 1 0 0 0 64 2 0 0 0 90
GRE Konstantinos KATSOURANIS 5 2 0 0 450 0 0 0 0 0
POR LASSANA CAMARÁ «Saná» 0 0 0 0 0 8 0 0 0 453
POR LEANDRO PIMENTA «Léo» 0 0 0 0 0 6 0 0 0 389
BRA RAFAEL Eduardo COSTA 0 0 0 0 0 3 0 0 0 115
POR RÚBEN AMORIM 5 0 0 0 337 0 0 0 0 0
POR RÚBEN PINTO 0 0 0 0 0 2 0 0 0 90
GHA Ishmael YARTEY 0 0 0 0 0 6 1 0 0 384
FRA Hassan YEBDA 3 0 1 0 168 0 0 0 0 0
A
BRA ADRIANO Alves SILVA 0 0 0 0 0 3 0 0 0 204
GNB Domingos Silveiro «ADUL» 0 0 0 0 0 5 0 0 0 190
POR ANDRÉ SOARES 0 0 0 0 0 9 0 1 0 442
EQG Javier BALBOA 1 0 0 0 37 1 0 0 0 45
CMR Augustin BILLA 0 0 0 0 0 7 1 0 0 319
PAR Óscar René CARDOZO 4 0 0 0 225 0 0 0 0 0
ARG Ángel Fabián DI MARÍA 5 1 1 0 212 0 0 0 0 0
POR HÉLIO VAZ 0 0 0 0 0 3 0 0 0 85
POR JOSÉ Alves «COELHO» 0 0 0 0 0 10 3 0 0 711
ANG Pedro Manuel Torres «MANTORRAS» 0 0 0 0 0 2 1 0 0 180
POR Ariza MAKUKULA 0 0 0 0 0 2 1 0 0 135
POR NÉLSON OLIVEIRA 0 0 0 0 0 6 0 0 0 289
POR NUNO Ribeiro «GOMES» 2 1 0 0 154 0 0 0 0 0
ESP José Antonio REYES 4 1 1 0 261 0 0 0 0 0
HON David SUAZO 3 0 0 0 205 0 0 0 0 0
URU Jonathan URRETAVIZCAYA 0 0 0 0 0 1 0 0 0 63
CHN YU DABAO 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

 
Treinador

Treinador Sistema Táctico Outras Opções Período
Quique Sánchez Flores 4x4x2 4x1x2x1x2, 4x2x3x1 toda a época.

Nota: João Alves, treinador dos juniores, e Diamantino Miranda, técnico-adjunto da equipa principal, orientaram a equipa na Liga Intercalar.

 
Treinador (Liga + Taça UEFA + Taça de Portugal + Taça da Liga)

Treinador J V E D Med. J V E D Med. J V E D Med. J V E D Med.
Quique Sánchez Flores 30 17 8 5 1.967 6 1 1 4 0.667 3 1 2 0 1.667 5 4 1 0 2.600

Treinadores (Liga Intercalar)

Treinador J V E D Med.
João Alves 8 2 0 6 0.750
Diamantino Miranda 2 2 0 0 3.000

 
Equipa Tipo

Benfica: táctica

 
As Figuras

Óscar Cardozo
foto © AP

Óscar Cardozo

Maxi Pereira
foto © Getty Images

Maxi Pereira

José Antonio Reyes
foto © EFE

José Antonio Reyes

Luisão
foto © Reuters

Luisão

 
foto de abertura © Reuters


Rui Malheiro

 
analista de futebol, scout e autor. freelancer. escreveu Anuário do Futebol 2008/09 e Anuário do Futebol 2009/10.