República Checa 2008/09

SK Slavia Praga
SK Slavia Praga

Balanço

Q

uebrada a longa travessia de 12 anos sem títulos, o Slavia arrancou para o novo exercício com a ambição de conquistar o seu primeiro bicampeonato desde a longínqua década de 40. O objectivo foi alcançado com autoridade, já que os «Costureiros» não mais largaram a liderança desde que a assumiram à 8ª jornada, com Karel Jarolím, o técnico responsável pelo regresso do clube aos êxitos internos, a saber gerir a perda de unidades nucleares durante a pausa de Inverno. Foi o caso do jovem goleador Tomas Necid, mas também os do lateral Matej Krajcík e do médio defensivo cabo-verdiano Mickaël Tavares, duas unidades absolutamente essenciais, o que conduziu a uma quebra de produção da equipa – 36 pontos e 37 golos marcados na primeira metade da época contra apenas 26 pontos e 20 golos marcados na segunda metade -, mas que nunca colocou em causa a superioridade relativamente à restante concorrência, liderada pelo arqui-rival Sparta, que, mesmo com os veteraníssimos Repka e Berger em plano de destaque, terminou a temporada a 6 pontos do bicampeão. Conhecida, cada vez mais, como uma Liga que cativa a presença de prospectores dos principais campeonatos europeus, seduzidos pela trajectória recente de êxitos das Selecções jovens checas, as atenções começaram por centrar-se no jovem bombardeiro Tomas Necid, prontamente contratado pelo CSKA Moscovo, que se antecipou a mais de uma dezena de clubes que mostravam interesse na aquisição da maior promessa do futebol checo. Contudo, outros jovens preencheram os blocos de notas dos prospectores: é o caso de Václav Kadlec, avançado de 17 anos do Sparta, que já despertou a cobiça do Liverpool, mas também o do versátil Suchý (Slavia), do médio tunisino Belaïd (Slavia), dos criativos Strestík (Brno), Janda e Svento (ambos do Slavia) e dos avançados Keric (Slovan Liberec), melhor marcador da Liga, e Papadopulos (Mladá Boleslav), jogadores que não deverão demorar a dar o «salto» para campeonatos mais competitivos.

 

Classificação:

 1.SK Slavia Praga              30 18  8  4  57-25  62  Campeão; L. Campeões (3ªpré)
 2.AC Sparta Praga              30 16  8  6  48-25  56  Liga Campeões (3ª pré)
 3.FC Slovan Liberec            30 14 10  6  41-28  52  Liga Europa (3ª pré)
 4.SK Sigma Olomouc             30 13  9  8  39-36  48  Liga Europa (2ª pré)
 5.FK Jablonec nad Nisou 97     30 14  4 12  43-37  46
 6.FK Mladá Boleslav            30 12 10  8  39-38  46
 7.FK Teplice                   30 12  7 11  33-25  43  Liga Europa – elim. acesso   
 8.FC Viktoria Plzeň            30 11 10  9  45-38  43
 9.FC Baník Ostrava             30 11  6 13  38-36  39
10.Dynamo České Budějovice      30  7 15  8  30-37  36
11.FC Brno                      30  9  8 13  32-36  35
12.FK Marila Příbram            30  9  7 14  30-40  34
13.FC Bohemians Praga           30 10  4 16  33-46  34  
14.SK Kladno                    30  8  7 15  21-41  31
------------------------------------------------------
15.FC Tescoma Zlín              30  7  8 15  26-49  29  Despromovido
16.FK Viktoria Žižkov           30  5  7 18  27-45  22  Despromovido

 

Quem Subiu:

FC Bohemians 1905 Praga, FC Zenit Čáslav [*].

Notas:
– O FC Zenit Čáslav, clube que garantira a subida ao escalão maior ao ser o 2º classificado da 2ªDivisão em 2008/09, decidiu não participar na Liga principal em 2009/10 e vendeu o seu lugar ao 1. FC Slovácko, 10º classificado da 2ªDivisão e finalista vencido da Taça em 2008/09, situação que está prevista nos regulamentos da competição.

 

Melhores Marcadores

Andrej KERIC (FC Slovan Liberec), 15
Daniel HUNA (FK Marila Příbram), 11
Tomás NECID (SK Slavia Praga), 11
David LAFATA (FK Jablonec nad Nisou 97), 10
Riste NAUMOV (FK Viktoria Žižkov), 10
Michal PAPADOPULOS (FK Mladá Boleslav), 10
Tomás SEDLÁCEK (Dynamo České Budějovice), 9
Michal ORDOS (SK Sigma Olomouc), 9
Tijani BELAÏD (SK Slavia Praga), 9
Marek KINCL (FC Bohemians Praga), 8
Roman DOBES (FC Bohemians Praga), 8
Pavel HORVÁTH (FC Viktoria Plzeň), 8
Václav SVERKOS (FC Baník Ostrava), 7
Tomás DOSEK (FC Brno), 7
Petr BENÁT (Dynamo České Budějovice), 7
Patrik BERGER (AC Sparta Praga), 6
Jan BLAZEK (FC Slovan Liberec), 6
Karel KROUPA (FC Tescoma Zlín), 6

 

Dados Relevantes

O Campeão

7º título checo do Slavia Praga, o segundo consecutivo, feito que apenas alcançara na década de 40. A estes títulos, o Slavia Praga junta ainda 9 triunfos no Campeonato da Checoslováquia.

Clubes com mais títulos

AC Sparta Praga (12), SK Slavia Praga (7), FC Slovan Liberec (2), FC Baník Ostrava (1).

Mais vitórias

SK Slavia Praga (18).

Menos derrotas

SK Slavia Praga (4).

Melhor ataque

SK Slavia Praga (57).

Melhor defesa

SK Slavia Praga, AC Sparta Praga e FK Teplice (25).

Menos empates

FC Bohemians Praga e FK Jablonec nad Nisou 97 (4).

Mais empates

Dynamo České Budějovice (15).

Menos vitórias

FK Viktoria Žižkov (5).

Mais derrotas

FK Viktoria Žižkov (18).

Pior ataque

SK Kladno (21).

Pior defesa

FC Tescoma Zlín (49).

Melhor equipa nos jogos em casa

SK Slavia Praga (39). 12 vitórias, 3 empates e 0 derrotas.

Melhor equipa nos jogos fora de casa

FK Mladá Boleslav (24). 6 vitórias, 6 empates e 3 derrotas.

Melhor série de vitórias consecutivas

SK Slavia Praga (7).

Melhor série de jogos consecutivos sem perder

SK Slavia Praga (20).

Pior série de derrotas consecutivas

FC Baník Ostrava (5).

Pior série de jogos consecutivos sem vencer

FC Tescoma Zlín (14).

Média de golos

2,4 golos por jogo. Representou um acréscimo de 0,1 em relação à temporada anterior (média de 2,3 golos por jogo).

Jogo com mais golos

FC Baník Ostrava – FC Bohemians Praga (5-4).

Maior goleada

FK Jablonec nad Nisou 97 – FC Tescoma Zlín (6-1), FC Viktoria Plzeň – FC Tescoma Zlín (5-0), AC Sparta Praga – SK Kladno (5-0), SK Slavia Praga – SK Kladno (5-0), SK Slavia Praga – FC Bohemians Praga (5-0).

Resultados mais comuns

1-0 (44), 2-0 (39), 2-1 (36), 1-1 (31), 0-0 (24).

Percentagem de jogadores checos utilizados na Liga

85,0%. Representou um decréscimo de 0,4% em relação à época anterior (85,4%).

Equipa mais nacional

SK Kladno – 98,1% de utilização de jogadores checos.

Equipa menos nacional

SK Slavia Praga – 71,1% de utilização de jogadores checos.

Países mais representados (utilização em jogos da Liga)

República Checa (85,0%), Eslováquia (6,2%), Brasil (1,8%), Bósnia (1,0%), Croácia e França (0,9%) e Macedónia (0,6%).

Jogadores mais utilizados

– Pavel Kucera, Dynamo České Budějovice, 30 jogos, 2700 minutos de utilização (totalista)
– Petr Benát, Dynamo České Budějovice, 30 jogos, 2663 minutos de utilização
– Josef Hamouz, FK Jablonec nad Nisou 97, 30 jogos, 2648 minutos de utilização
– Erich Brabec, SK Slavia Praga, 29 jogos, 2610 minutos de utilização
– Zdenek Kroca, FC Tescoma Zlín, 29 jogos, 2610 minutos de utilização
– Martin Vaniak, SK Slavia Praga, 29 jogos, 2610 minutos de utilização
– Tomás Sedlácek, Dynamo České Budějovice, 29 jogos, 2600 minutos de utilização
– Tomás Marek, FC Baník Ostrava, 29 jogos, 2593 minutos de utilização.

Jogadores com melhor média pontual

(entre os jogadores que completaram mais de metade da época: 16 jogos)

– Tomás Necid, SK Slavia Praga, 2,313 (16 jogos)
– Petr Janda, SK Slavia Praga, 2,250 (20 jogos)
– Milan Ivana, SK Slavia Praga, 2,235 (17 jogos)
– Jaroslav Cerný, SK Slavia Praga, 2,125 (24 jogos)
– Tomás Repka, AC Sparta Praga, 2,091 (22 jogos)
– Marek Jarolím, SK Slavia Praga, 2,067 (30 jogos).

O melhor marcador

Andrej Keric (FC Slovan Liberec)
15 golos em 27 jogos
8 golos apontados em casa e 7 em jogos extramuros
8 golos obtidos na primeira parte e 7 na segunda parte
Marcou golos em 10 partidas: seis golos foram «solitários», aos quais juntou ainda três «duplas» e uma «tripla», obtida, à 20ª jornada, na deslocação ao terreno do FC Tescoma Zlín (3-3).

Jogador com a melhor série de jogos consecutivos a marcar golos

Não se verificou nenhuma série digna de registo.

Jogador mais eficaz

(entre os jogadores que completaram mais de metade da época: 16 jogos)

Tomás Necid (SK Slavia Praga), 1 golo a cada 120 minutos de utilização.

Melhor «joker» – jogador com mais golos como suplente utilizado

Jan Blazek (FC Slovan Liberec), 5 golos em 12 partidas como suplente utilizado.

Guarda-redes menos batido

(entre os jogadores que completaram mais de metade da época: 16 jogos)

Jaromír Blazek (AC Sparta Praga), 0,76 golos sofridos por jogo.

Guarda-redes com mais «balizas-virgens»

Martin Vaniak (SK Slavia Praga), 12 em 29 jogos.

Guarda-redes com melhor percentagem de «balizas-virgens»

(entre os jogadores que completaram mais de metade da época: 16 jogos)

Jaromír Blazek (AC Sparta Praga), 52,4% (11 em 21 jogos).

Guarda-redes que mais minutos esteve sem sofrer golos

Jaroslav Belan (FC Bohemians Praga), 458 minutos, numa série iniciada na 17ª jornada e que se prolongou até à 23ª jornada.

 

Taça

27-5-2009
FK Teplice, 1 (Aidin Mahmutovic, 49.)
FC Slovácko, 0

 

SK SLAVIA PRAGA: O CAMPEÃO

 
Estatísticas

Nac. Pos. Nome J G A V Min.
TUN M Tijani BELAÏD 24 9 3 0 1.605
CZE A Ales BESTA 8 0 2 0 490
CZE D Erich BRABEC 29 0 7 0 2.610
CZE M Jaroslav CERNÝ 22 2 0 0 1.786
CZE MA Milan CERNÝ 6 1 1 0 480
GUI M Amadou CISSÉ 2 0 0 0 102
CZE D Frantisek DRÍZDAL 4 0 0 0 315
CZE A Pavel FORT 14 5 2 0 1.058
CZE MD Theo GEBRE SELASSIE 2 0 0 0 91
SVK DM Peter GRAJCIAR 9 1 3 0 509
CZE D Jan HOSEK 6 0 1 0 495
CZE D David HUBÁCEK 24 0 3 0 2.100
SVK A Milan IVANA 17 4 0 0 542
CZE D Tomas JABLONSKÝ 3 0 0 0 169
CZE M Petr JANDA 20 2 1 0 1.069
CZE M Marek JAROLÍM 30 5 1 0 1.899
CZE M Jan KOVARIK 1 0 0 0 13
SVK DM Matej KRAJCÍK 15 0 3 0 1.277
CZE DM Martin LATKA 8 0 1 0 492
ITA A Gianluca LITTERI 2 1 0 0 93
CZE A Tomás NECID 16 11 3 0 1.317
CZE A Tomás PEKHART 13 2 0 0 404
LVA G Deniss ROMANOVS 1 0 0 0 90
CZE A Zdenek SENKERÍK 9 2 0 0 344
CRO D Ronald SIKLIC 5 0 2 0 280
CZE AM Vladimir SMICER 8 3 0 0 398
CZE DM Marek SUCHÝ 27 0 4 0 2.396
SVK MDA Dusan SVENTO 24 0 1 0 1.953
SEN M Mickaël TAVARES 14 1 2 0 1.206
MKD A Goce TOLESKI 8 3 1 0 396
CZE M Petr TRAPP 6 0 2 0 488
CZE G Martin VANIAK 29 0 0 0 2.610
CZE M Ladislav VOLESÁK 12 1 2 0 623

 
A Táctica

SK Slavia Praga: táctica

 

Treinador Campeão

Karel Jarolím
foto © tyden.cz

KAREL JAROLÍM

Antigo internacional checoslovaco, protagonista de um largo trajecto como jogador, assumiu, em Abril de 2005, o comando técnico do Slavia Praga, com o objectivo de colocar um ponto final na longa travessia de insucessos do clube, contrariando o domínio do arqui-rival Sparta. Adepto do 4x4x2 clássico, com variações episódicas para o 4x5x1, utilizado sobretudo nos jogos de maior grau de dificuldade, Karel Jarolím promoveu uma verdadeira revolução, suportada pela aposta em vários jogadores oriundos da formação, que conduziu os «Costureiros» ao bicampeonato em 2008/09. A perda de unidades de grande influência, como Krajcík, Tavares ou o goleador Necíd, durante a paragem de Inverno, obrigou-o a improvisar e a recorrer a algumas segundas (e terceiras) opções, mas a notória quebra de produção e de qualidade de jogo da equipa não constituiu óbice para a materialização do ambicionado título.

 

Equipas-Tipo

[accordion title=”AC SPARTA PRAGA“]

AC Sparta Praga[/accordion]

[accordion title=”FC SLOVAN LIBEREC“]

FC Slovan Liberec[/accordion]

[accordion title=”SK SIGMA OLOMOUC“]

SK Sigma Olomouc[/accordion]

[accordion title=”FK JABLONEC NAD NISOU 97“]

FK Jablonec nad Nisou 97[/accordion]

[accordion title=”FK MLADÁ BOLESLAV“]

FK Mladá Boleslav[/accordion]

[accordion title=”FK TEPLICE“]

FK Teplice[/accordion]

[accordion title=”FC VIKTORIA PLZEŇ“]

FC Viktoria Plzeň[/accordion]

[accordion title=”FC BANÍK OSTRAVA“]

FC Baník Ostrava[/accordion]

[accordion title=”DYNAMO ČESKÉ BUDĚJOVICE“]

Dynamo České Budějovice[/accordion]

[accordion title=”FC BRNO“]

FC Brno[/accordion]

[accordion title=”FK MARILA PŘÍBRAM“]

FK Marila Příbram[/accordion]

[accordion title=”FC BOHEMIANS PRAGA“]

FC Bohemians Praga[/accordion]

[accordion title=”SK KLADNO“]

SK Kladno[/accordion]

[accordion title=”FC TESCOMA ZLÍN“]

FC Tescoma Zlín[/accordion]

[accordion title=”FK VIKTORIA ŽIŽKOV“]

FK Viktoria Žižkov[/accordion]

 

O «ONZE» DO ANO

República Checa 2008/09: onze do ano

 

Figuras da Época

Jaromír Blazek
foto © Barbora Reichová

Jaromír Blazek (Sparta Praga)

Tomás Repka
foto © Michal Beránek

Tomás Repka (Sparta Praga)

Marek Suchý
foto © Getty Images

Marek Suchý (Slavia Praga)

Martin Klein
foto © FK Teplice

Martin Klein (FK Teplice)

Mickaël Tavares
foto © ČTK

Mickaël Tavares (Slavia Praga)

Matej Krajcík
foto © ČTK

Matej Krajcík (Slavia Praga)

Tijani Belaïd
foto © slavia.cz

Tijani Belaïd (Slavia Praga)

Pavel Horváth
foto © Barbora Reichová

Pavel Horváth (Viktoria Plzeň)

Dusan Svento
foto © slavia.cz

Dusan Svento (Slavia Praga)

Andrej Keric
foto © google.cz

Andrej Keric (Slovan Liberec)

Tomás Necid
foto © deniksport.cz

Tomás Necid (Slavia Praga)

 
foto de abertura © slavia.cz


Rui Malheiro

 
analista de futebol, scout e autor. freelancer. escreveu Anuário do Futebol 2008/09 e Anuário do Futebol 2009/10.