Posted 01/09/2009 by Rui Malheiro in Observatório
 
 

Rodrigo Tello

Rodrigo Tello
Rodrigo Tello

Rodrigo Tello (Beşiktaş JK)

 

Perfil

2008/09

Produto das escolas da Universidad de Chile, os seus bons desempenhos durante o trajecto na formação valeram-lhe chamadas regulares às Selecções inferiores chilenas, onde atingiu plano de destaque, o que o colocou entre as grandes promessas do futebol sul-americano no final da década de 90. Promovido, com 19 anos, à primeira equipa da U, Rodrigo Tello assumiu um papel nuclear na conquista do título chileno em 1999, ano em que foi considerado o melhor médio da Liga. Depois de ter participado nos Jogos Olímpicos de 2000, ajudando a sua Selecção a alcançar a medalha de bronze, o seu nome passou a constar na lista de reforços de vários clubes europeus, com o Sporting, no final de Dezembro de 2000, a assegurar a sua aquisição por 7,5 milhões de euros, o maior investimento de sempre do clube de Alvalade numa contratação. O seu rendimento no futebol português acabaria por se revelar extremamente irregular, acusando em demasia o facto de não ser o jogador desequilibrador que os números envolvidos na compra do seu passe indiciariam. No Verão de 2007, numa altura em que vivia o seu melhor período no Sporting a actuar como lateral esquerdo, acabaria por aproveitar o facto de estar em fim de contrato para aceitar uma proposta do Besiktas, onde tem vivido o seu melhor período no futebol europeu: depois de uma primeira época de muito bom nível, com 5 golos e 10 assistências, assumiu grande protagonismo no exercício glorioso das «Águias Negras» em 2008/09, ao juntar 6 golos a 14 assistências. Jogador versátil, capaz de desempenhar qualquer posto sobre a esquerda, foi mais utilizado como médio ala ao longo da última época, mas pode também desempenhar funções de médio interior ou ala. Capaz de assumir com qualidade acções de condução e organização de jogo, Rodrigo Tello destaca-se, sobretudo, pelo elevado potencial que apresenta a nível dos cruzamentos, tanto em bola corrida como em bola parada, como também pela sua boa capacidade de passe, o que lhe permite proporcionar várias assistências para situações de finalização, até porque é perspicaz a ler as movimentações e desmarcações dos seus colegas de equipa. Móvel e inteligente a desmarcar-se, apesar de não se tratar de um jogador com grande capacidade de drible ou talhado para promover grandes acelerações no seu jogo, consegue criar alguns desequilíbrios no um para um, mostrando também uma boa capacidade de remate com pé esquerdo, tanto em lances de bola corrida, como em bola parada, já que se trata de um bom executante de livres directos. A sua experiência como lateral esquerdo conferiu-lhe um crescimento do ponto de vista defensivo, dando-lhe uma maior consciência colectiva. Muito disponível do ponto de vista físico, Tello revela uma interessante percepção do jogo do ponto de vista táctico e posicional, para além de conseguir efectuar algumas recuperações, fruto da forma pressionante e lutadora com que aborda os lances.

 

Rodrigo Álvaro Tello Valenzuela

Data de Nascimento: 14 – 10 – 1979
Nacionalidade: Chile
Altura: 1.70
Peso: 71
Posição: Médio Interior Esquerdo; Médio Ala Esquerdo; Lateral Esquerdo
Internacional AA pelo Chile

ÉPOCA CLUBE JOGOS GOLOS
1999 Universidad de Chile 33 4
2000 Universidad de Chile 20 3
2000/01 Sporting 4 (4) 0
2001/02 Sporting 4 (11) 0
2002/03 Sporting 15 (0) 1
2003/04 Sporting 8 (13) 1
2004/05 Sporting 4 (5) 1
2005/06 Sporting 17 (2) 1
2006/07 Sporting 22 (2) 2
2007/08 Besiktas 29 (0) 5
2008/09 Besiktas 29 (3) 6
2009/10 Besiktas 23 (3) 4
2010/11 Eskisehirspor 9 (7) 0
2011/12 Eskisehirspor

 

Multimédia

 

 

foto © Reuters


Rui Malheiro

 
analista de futebol, scout e autor. freelancer. escreveu Anuário do Futebol 2008/09 e Anuário do Futebol 2009/10.