São Marino 2008/09

Tre Fiori
Tre Fiori

Balanço

C

atorze anos depois, o Tre Fiori, clube da cidade de Fiorentino, voltou a sagrar-se campeão, conquistando o 5º título nacional do seu palmarés, o que o converte no emblema são-marinense mais titulado, estatuto que partilhava com o Domagnano, a atravessar uma fase crítica, depois de se ter imposto como grande dominador da primeira metade desta década. O trajecto do novo campeão no decurso da temporada conferiu justiça ao desfecho, já que os «gialloblu» foram a equipa mais forte na fase regular da prova, somando o maior número de vitórias e de golos marcados, como também o menor número de derrotas, e não condescenderam na fase final, onde se impuseram ao Juvenes/Dogana, vencedor da Taça e pelo segundo ano consecutivo vice-campeão, derrotando-o no jogo de acesso à final e, posteriormente, na partida decisiva da competição, decidida por pontapés de marca de grande penalidade, depois de um nulo após o prolongamento. Indissociável deste triunfo foi o trabalho levado a cabo pelo jovem técnico Floriano Sperindio, contratado no início da época ao rival FC Fiorentino, onde fizera a sua estreia com um decepcionante último lugar. Clube fundado em 2000, em resultado da fusão do SS Juvenes e do GS Dogana, o Juvenes/Dogana, ao vencer a Taça de São Marino em 2008/09, conquistou o seu primeiro troféu sob essa designação. Um triunfo legítimo da equipa com melhor rendimento ao longo da competição, a mais antiga do futebol são-marinense, já que depois de ter dominado a primeira fase da prova, disputada por grupos, foi imparável na fase final, ao deixar La Fiorita e Cosmos pelo caminho, antes de derrotar o Domagnano na final, com o golo decisivo, que valeu o segundo apuramento consecutivo para as competições europeias, a ser apontado pelo avançado Giacome Gamberini.

 

Classificação:

 
Fase Inicial

 
Grupo A

 1.Virtus                        20 10  5  5  34-22  35  Fase Final
 2.SP Tre Penne                  20  9  8  3  35-24  35  Fase Final
 3.Juvenes/Dogana                20  9  7  4  25-13  34  Fase Final
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
 4.Pennarossa                    20 10  4  6  35-24  34  
 5.SP La Fiorita                 20  9  4  7  35-28  31
 6.SP Libertas                   20  8  4  8  30-31  28
 7.SP Domagnano                  20  5  2 13  23-38  17

 
Grupo B

 1.Tre Fiori                     21 14  5  2  53-20  47  Fase Final
 2.SS Murata                     21 11  5  5  38-20  38  Fase Final
 3.SC Faetano                    21  9  7  5  39-34  34  Fase Final
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
 4.Cosmos                        21 11  1  9  44-37  34  
 5.SS Folgore/Falciano           21  6  6  9  28-30  24
 6.SP Cailungo                   21  6  5 10  23-30  23
 7.Fiorentino                    21  3  2 16  21-61  11
 8.SS San Giovanni               21  0  3 18  19-70   3

 
Fase Final

1ª Jornada
Tre Penne – Faetano, 1-0
Murata – Juvenes/Dogana, 0-1

2ª Jornada
Murata – Faetano, 5-4
Juvenes/Dogana – Tre Penne, 2-0

– Com este resultado, o Faetano foi eliminado da competição.

3ª Jornada
Murata – Tre Penne, 4-0
Virtus – Tre Fiori, 0-2

– Com este resultado, o Tre Penne foi eliminado da competição.

4ª Jornada
Murata – Virtus, 3-2 [após prolongamento]
Juvenes/Dogana – Tre Fiori, 1-1 [após prolongamento] [4-5 no desempate por pontapés da marca de grande penalidade]

– Com este resultado, o Virtus foi eliminado da competição.

Meia Final
Murata – Juvenes/Dogana, 1-3 [após prolongamento]

– Com este resultado, o Murata foi eliminado da competição.

 
Final:

Tre Fiori – Juvenes/Dogana, 0-0

[após prolongamento]

O Tre Fiori sagrou-se campeão após vencer a Juvenes/Dogana por 3-1 no desempate por pontapés da marca de grande penalidade.

Com esse triunfo o Tre Fiori garantiu o apuramento para a Liga dos Campeões – 1ª pré eliminatória.

 

Quem Subiu:

Não se verificam promoções e despromoções na Liga de São Marino.

 

Melhores Marcadores

Marco CASADEI (Murata), 22
Calogero MAGGIORE (Cosmos), 19
Alessandro GIUNTA (Tre Fiori), 16
Mohamed ZABOUL (Faetano), 16
Marco FANTINI (Juvenes/Dogana), 13
Nicola CIACCI (Pennarossa), 12

 

Treinador Campeão

Floriano Sperindio
foto © FSGC

FLORIANO SPERINDIO (TRE FIORI)

Jovem técnico, de 35 anos, foi o grande responsável pelo fim do jejum de 14 anos de títulos nacionais do Tre Fiori, clube que já representara como jogador. A dar os primeiros passos no seu percurso como treinador, onde constam passagens pelo rival Fiorentino – pelo qual fora último classificado em 2007/08 – e pela Selecção Sub-19 de São Marino, apresenta uma ideia de jogo ofensiva, suportada por um 4x4x2 clássico, mas também aposta num discurso ambicioso e num forte trabalho psicológico com os jogadores.

 

Estrela da Época

Marco Fantini
foto © forzadogana.blogspot.com

MARCO FANTINI (JUVENES/DOGANA)

 

Dados Relevantes

O Campeão

5º título da história do Tre Fiori, que já não vencia a competição desde 1994/95, exercício em que alcançou o primeiro tricampeonato da história do futebol de São Marino. Este triunfo valeu também o fim de um ciclo de três vitórias consecutivas do Murata, que foi eliminado na meia-final da Liga, e permitiu ao Tre Fiori tornar-se, de forma isolada, no emblema são-marinense mais titulado.

Clubes com mais títulos

SP Tre Fiori (5), SP Domagnano (4), SS Folgore Falciano, S. Calcio Faetano e SS Murata (3), SP La Fiorita (2).

Média de golos

3,1 golos por jogo.

Jogo com mais golos

San Giovanni – Cosmos (4-8).

Maior goleada

Tre Fiori – San Giovanni (7-0).

 

Taça

4-5-2009
Juvenes/Dogana, 2 (Alberto Colombini, 33., Giacomo Gamberini, 77.)
Domagnano, 1 (Fabio Berardi, 55.)

Com este triunfo o Juvenes/Dogana garantiu a qualificação para a Liga Europa (2ª pré-eliminatória).

 

Supertaça (Troféu Federal)

[Participam os finalistas do Campeonato e da Taça em 2007/08. Como o Murata e o Juvenes/Dogana foram finalistas em ambas as competições, o Faetano e o Tre Fiori foram repescados para participar na prova].

Meias-Finais

Murata – Tre Fiori, 1-0
Juvenes/Dogana – Faetano, 0-1

 
Final

16-9-2008
Murata, 4 (Pasquale D’Orsi, 6., Marco Casadei, 31., Nicola Albani, 96., Fábio Vannoni, 107., de grande penalidade)
Faetano, 2 (Mohamed Zaboul, 47., Andrea Moroni, 59.)

[após prolongamento]


Rui Malheiro

 
analista de futebol, scout e autor. freelancer. escreveu Anuário do Futebol 2008/09 e Anuário do Futebol 2009/10.