Posted 18/07/2011 by Rui Malheiro in Playmaker
 
 

Scouting: Os 20 negócios de jogadores que recomendamos em 2011 (América).

h11
h11

Publicado no site Futebol Finance.

 
Com o mercado de transferências de 2011 ainda a decorrer, o Futebol Finance contactou um dos melhores agentes de Scouting mundial, no sentido de apurar quais os melhores negócios de jogadores a realizar no período de transferências de 2011/12.

Para a elaboração desta lista definimos como principais requisitos; (a) serem jogadores com menos de 21 anos, (b) a inequívoca qualidade dos jogadores, (c) o baixo custo estimado para a sua aquisição, (d) e serem jogadores ainda não negociados neste defeso.

Após o relatório fornecido pelo profissional de Scouting, pedimos a colaboração de um agente FIFA, no sentido de estimar os valores necessários para a aquisição dos jogadores. Desta forma, apresentamos os 20 negócios de jogadores que recomendamos para a temporada de 2011/2012, que inequivocamente serão excelentes apostas quer a nível desportivo, quer a nível financeiro.

 

1. Bryan Carrasco (Audax Italiano)

 
20 anos | 1.69 | Chileno (Valor: entre 150 / 300 mil Euros | Agente: Andrés Ibarra)

Lateral ou médio ala direito, «Velocirráptor» Carrasco tornou-se conhecido pela auto-agressão que protagonizou no Sul-Americano Sub-20 2011, onde também se destacou por ser o melhor jogador chileno. Jogador de forte vocação ofensiva, sabe tirar partido da sua disponibilidade física para fazer todo o flanco, conciliando velocidade, poder de aceleração e agilidade a agressividade e uma interessante capacidade de drible. Com bons argumentos nos cruzamentos, mostra-se também perigoso a realizar diagonais e a procurar a baliza adversária: possui um bom remate cruzado de pé direito, mas o esquerdo não é cego.

2. Mário Fernandes (Grêmio Porto Alegre)

 
20 anos | 1.89 | Brasileiro (Valor: entre 1.1 / 2.1 milhões de Euros | Agente: ROGON Sportmanagement)

Defesa versátil, pode actuar a central – a sua posição de eleição e onde se quer fixar – ou a lateral direito. Forte e disponível do ponto de vista físico, como também rápido e agressivo na abordagem dos lances, mostra competência do ponto de vista posicional e eficácia em acções de desarme e de antecipação, tanto pelo chão como pelo ar. Capaz de assumir as saídas para ataque, tornou-se mais acutilante com a sua experiência como lateral, tirando partido da sua velocidade, capacidade de condução e argumentos interessantes no passe para produzir desequilíbrios.

3. Pedro Franco (Millonarios)

 
20 anos | 1.82 | Colombiano (Valor: entre 225 / 375 mil Euros | Agente: Gerhard Einschutz)

Médio centro convertido, com sucesso, em defesa central, trata-se de um jogador destro muito competente nos processos defensivos, ao conciliar um bom sentido posicional a eficácia para se impor em acções de antecipação, para além de revelar bons argumentos no desarme e um bom domínio do futebol aéreo. A sua formação como médio confere-lhe grande qualidade nas saídas para ataque, já que mostra uma leitura inteligente de jogo e bons argumentos no passe, como também capacidade para criar desequilíbrios no um para um.

4. Leonel Galeano (Independiente)

 
19 anos | 1.83 | Argentino (Valor: entre 1.2 / 2.2 milhões de Euros | Agente: SEI (SPORTS ENTERTAINMENT WORLDWIDE))

Defesa central destro, «Rambo» Galeano destaca-se pela força e grande disponibilidade física que emprega às suas acções, sempre num estilo muito agressivo, destemido e pressionante. Dotado de um óptimo sentido posicional e eficaz a impor-se na antecipação, revela-se muito forte nos desarmes em tackle e nas disputas aéreas: não só em momento defensivo, como também a dar sequência a lances de bola parada ofensivos.

5. Diego Reyes (América)

 
18 anos | 1.89 | Mexicano (Valor: entre 0.6 / 1 milhão de Euros | Agente: Prosports Management)

Jogador destro de grande versatilidade, capaz de actuar como médio defensivo, médio centro, defesa central ou lateral, «La Perla» Reyes destaca-se pela grande disponibilidade física e inteligência do ponto de vista táctico. Muito eficaz em acções de recuperação pelo chão ou pelo ar, ao tirar partido da sua capacidade de desarme e poder de antecipação, mostra também competência nas saídas para ataque, ainda que opte, na maior parte das ocasiões, por passes curtos e médios em segurança. O seu bom jogo aéreo não só lhe dá garantias do ponto de vista defensivo, como também lhe garante a presença na área adversária para dar sequência a lances de bola parada.

6. Casemiro (São Paulo)

 
19 anos | 1.84 | Brasileiro (Valor: entre 4.5 / 7.5 milhões de Euros | Agente: FGSN Fair Game Sport Management)

Médio centro destro, apesar de ser utilizado, várias vezes, à frente do sector defensivo, o seu jogo ganha mais dimensão quando usufrui de uma maior liberdade de movimentos. Com uma cultura táctica acima da média e grande disponibilidade física, destaca-se pela competência como recuperador, tanto a partir de acções de antecipação como de desarme, mas também pelos argumentos que patenteia a conduzir e distribuir jogo, tirando partido da sua capacidade técnica e de passe. Jogador rompedor, tem vindo a ganhar maior sagacidade como finalizador.

7. Guido Pizarro (Lanús)

 
21 anos | 1.86 | Argentino (Valor: entre 1.2 / 2.1 milhões de Euros)

Médio centro destro, «El Conde» Pizarro trata-se de um jogador extremamente dinâmico e talhado para assumir acções de organização e condução de jogo, ao tirar partido da sua boa capacidade técnica, da leitura inteligente das movimentações dos seus colegas de equipa e fortes argumentos no capítulo do passe: não só curto, mas também médio e longo. Muito disponível do ponto de vista físico, assume um papel importante nas acções defensivas.

8. Felipe Gutiérrez (Universidad Católica)

 
20 anos | 1.70 | Chileno (Valor: entre 600 / 800 mil Euros | Agente: FGSN Fair Game Sport Management)

Eleito o jogador revelação do Apertura 2011 chileno, «Pipe» ou «Iniestita» Gutiérrez trata-se de um médio versátil, capaz de desempenhar várias funções entre o centro e a esquerda: pode actuar como médio centro, interior, ala ou «10». Talhado para assumir acções de condução de jogo ofensivo, trata-se de um jogador evoluído do ponto de vista técnico, dotado de uma boa visão de jogo e com argumentos no passe e nos cruzamentos, o que lhe permite realizar várias assistências para situações de finalização. Dotado de um forte remate de pé esquerdo, sabe aparecer em posições de finalização e é um bom marcador de lances de bola parada.

9. Matías Mier (Peñarol)

 
20 anos | 1.81 | Uruguaio (Valor: entre 400 / 600 mil Euros | Agente: Jorge Chijane)

Médio ala esquerdo, também capaz de actuar como lateral, «El Mochi» Mier assumiu-se como uma das figuras do Peñarol no trajecto rumo à final da Libertadores 2011. Forte a assumir acções de condução e de desequilíbrio pelo flanco, revela muita competência a nível dos cruzamentos e do passe, o que lhe permite realizar várias assistências para situações de finalização. Possui também um remate muito forte de pé esquerdo: utiliza-o para concluir lances de bola corrida e na execução de lances de bola parada.

10. Marcos Caicedo (Emelec)

 
19 anos | 1.77 | Equatoriano (Valor: entre 100 / 300 mil Euros | Agente: Jorge Guerrero

Médio ala ou extremo esquerdo, também capaz de desempenhar funções idênticas à direita, «El Rebelde» Caicedo destaca-se por ser um jogador explosivo e desequilibrador no um para um, ao combinar velocidade, poder de aceleração e agilidade a potência e um bom poder de drible, ainda que, em algumas ocasiões, tenda a abusar de iniciativas individuais. Muito forte a explorar movimentos em diagonal em direcção à área, patenteia grande facilidade de remate com o pé esquerdo, mas poderá ganhar maior consistência no passe e nos cruzamentos.

11. Michael Hoyos (Estudiantes La Plata)

 
19 anos | 1.85 | Argentino (Valor: entre 400 / 600 mil Euros | Agente: Aytekin Erayabakan)

Médio ofensivo versátil, capaz de actuar aberto sobre o flanco esquerdo ou no espaço central, nas costas do(s) avançado(s), «El Gringo» Hoyos trata-se de um jogador capaz de assumir a condução de jogo ofensivo, já que é tecnicamente muito evoluído e desequilibrador no um para um, ao conseguir aliar o seu poder de drible a potência. Capaz de definir com os dois pés – o direito é o mais forte -, revela muito bons atributos no capítulo do passe e a finalizar acções ofensivas, em lances de bola corrida ou de bola parada.

12. Edwin Cardona (Atlético Nacional)

 
18 anos | 1.82 | Colombiano (Valor: entre 200 / 400 mil Euros | Agente: COMUNIGOAL)

Médio ofensivo talhado para actuar em espaços centrais, «Cardonita» destaca-se por ser um muito forte a assumir acções de condução de jogo ofensivo, ao tirar partido da sua grande capacidade técnica e força física, o que lhe permite criar desequilíbrios no um para um, mesmo não se destacando pela velocidade. Apesar de algo individualista, patenteia bons argumentos na leitura de jogo e no capítulo do passe, como também aparece, com grande facilidade, em posições de finalização dentro ou fora da área, de forma a tirar partido do seu forte e colocado remate com ambos os pés: o direito é o que melhor define. É, igualmente, um especialista na execução de lances de bola parada: directos ou indirectos.

13. Óscar (Internacional Porto Alegre)

 
19 anos | 1.79 | Brasileiro (Valor: 1.7 / 2.3 milhões de Euros | Agente: Giuliano Bertolucci)

Médio ofensivo destro, actua habitualmente numa posição central, mas também pode partir de um dos flancos, ainda que a sua tendência seja a de procurar diagonais para espaços interiores. Extremamente evoluído do ponto de vista técnico, o que lhe permite assinar momentos de grande espectacularidade, trata-se de um desequilibrador no um para um, ao conjugar velocidade, mobilidade e agilidade a poder de drible. Capaz de realizar várias assistências para situações de finalização, ao tirar partido da sua boa visão de jogo, não hesita em procurar a baliza adversária através do seu remate forte com o pé direito.

14. Ulises Dávila (Chivas Guadalajara)

 
20 anos | 1.74 | Mexicano (Valor: entre 200 /400 mil Euros | Agente: Prosports Management)

Unidade móvel entre o meio-campo ofensivo e o ataque, «La Joya» Dávila pode actuar como médio ofensivo, segundo avançado ou a partir das alas. Eficaz a assumir acções de condução e capaz de produzir desequilíbrios no um para um, consegue aliar velocidade e grande agilidade a bons argumentos de ordem técnica e um bom poder de drible. Inteligente a ler o jogo, a sua capacidade de passe permite-lhe proporcionar vários passes de ruptura, mas também se destaca como finalizador: astuto a desmarcar-se e a romper de trás para a frente, possui um remate fácil e colocado com ambos os pés – o esquerdo é o que melhor define.

15. Leandro (Grêmio Porto Alegre)

 
18 anos | 1.77 | Brasileiro (Valor: entre 200 / 400 mil Euros | Agente: Marcelo Serafini)

Grande revelação do Gaúchão 2011, ao apontar 7 golos em 12 jogos, o que lhe valeu a alcunha de «Neymar tricolor», trata-se de um avançado de grande mobilidade e que é utilizado, preferencialmente, a partir dos flancos, de forma a explorar os seus movimentos e desmarcações – com e sem bola – em diagonal em direcção à área. Capaz de conciliar velocidade, poder de aceleração e agilidade a um bom poder de drible, o que lhe permite criar desequilíbrios no um para um, mostra argumentos interessantes no último passe e uma boa capacidade de remate com os pés: o direito é o que melhor define.

16. Joel Campbell (Saprissa)

 
19 anos | 1.78 | Costa-riquenho (Valor: entre 100 / 300 mil Euros | Agente: SEI (SPORTS ENTERTAINMENT WORLDWIDE))

Revelação do ano do futebol costa-riquenho e já comparado ao camaronês Eto’o, «La Pantera» Campbell conseguiu algo de inusual: afirmou-se na Selecção AA – excelentes desempenhos na Gold Cup e na Copa América –, antes de se impor nos clubes. Unidade móvel de ataque, capaz de actuar a partir das alas, de forma a explorar os movimentos em diagonal, ou em espaços mais centrais, consegue conjugar velocidade, agilidade e poder de aceleração a capacidade de drible e agressividade no um para um. Astuto a desmarcar-se, sabe aparecer em posições de finalização, de forma a tirar partido do seu remate com ambos os pés: o esquerdo é o que melhor define. É, igualmente, um especialista na execução de livres directos e grandes penalidades.

17. Cristián Palacios (Peñarol)

 
20 anos | 1.71 | Uruguaio (Valor: entre 100 / 200 mil Euros | Agente: FGSN Fair Game Sport Management)

Grande figura do torneio Clausura 2011 uruguaio, ao apontar 15 golos em 14 jogos pelo Central Español, «Chorri» Palacios garantiu o regresso ao Peñarol, clube onde se formou. Avançado de grande mobilidade e talhado para estratégias que privilegiem contra-ataques, consegue criar desequilíbrios ao explorar a sua velocidade, agilidade e poder de desmarcação. Oportuno e com sentido de baliza, evidencia uma boa capacidade de remate com ambos os pés – o direito é o que melhor define – e, apesar da sua estatura mediana, através do jogo aéreo.

18. Juan Sebastián Agudelo (New York Red Bulls)

 
18 anos | 1.85 | Norte-americano (Valor: entre 200 / 400 mil Euros | Agente: Ron Waxman)

Internacional norte-americano, de origem colombiana, é a grande pérola da Major League Soccer. Capaz de actuar como segundo avançado ou como principal referência ofensiva, destaca-se por conseguir conciliar poder físico e agilidade a velocidade e mobilidade, o que o torna bastante potente nos últimos 30 metros, até porque possui atributos interessantes de ordem técnica. Perspicaz a desmarcar-se e oportuno dentro da área, mostra bons argumentos no remate com o pé direito e em finalizações através do jogo aéreo.

19. Érick Torres (Chivas Guadalajara)

 
18 anos | 1.80 | Mexicano (Valor: entre 1.2 /1.8 milhões de Euros | Agente: COMUNIGOAL)

Revelação do ano do futebol mexicano, graças aos seus 6 golos e 5 assistências durante o Clausura 2011, «El Cubo» Torres rapidamente foi comparado a Chicharito Hernández, também ele revelado pelo Chivas. Avançado de grande mobilidade, gosta de partir de espaços exteriores em direcção à área, explorando o seu bom poder de desmarcação. No entanto, é na área que mais se destaca, pelo seu sentido de oportunidade, capacidade de antecipação e facilidade que evidencia no remate, muitas vezes a 1-2 toques: finaliza com ambos os pés – o direito é o que melhor define -, mas também mostra bons atributos no jogo aéreo, tirando partido do seu poder de impulsão e tempo de salto. Apesar de não se tratar de um jogador para grandes adornos técnicos, consegue realizar bons movimentos curtos e algumas assistências, através de passes curtos, para situações de finalização.

20. Facundo Ferreyra (Banfield)

 
20 anos | 1.86 | Argentino (Valor: entra 50 / 150 mil Euros | Agente: IMG)

Avançado centro destro, «Chucky» Ferreira consegue conciliar força física e capacidade para jogar de costas para a baliza a mobilidade e perspicácia para se desmarcar a partir de movimentos com e sem bola. Com argumentos interessantes a nível técnico e no capítulo do passe, destaca-se por ser muito oportuno e por revelar um óptimo sentido de baliza, em finalizações com os pés – o direito é o que melhor define – e através do jogo aéreo.

 


Rui Malheiro

 
analista de futebol, scout e autor. freelancer. escreveu Anuário do Futebol 2008/09 e Anuário do Futebol 2009/10.