Posted 21/02/2013 by Joachim Rodrigues in Colunas
 
 

Scouting: Talento Satélite. Nos arredores do planeta principal.

Scouting: Talento Satélite. Nos arredores do planeta principal.
Scouting: Talento Satélite. Nos arredores do planeta principal.

N

uma altura em que gerir talentos requer tanta responsabilidade como ter arte e engenho para os saber aproveitar, o Futebol Mundial ligou o radar e fez uma breve passagem pelas principais divisões secundárias europeias em busca de quinze craques de primeira a actuarem em equipas de segunda. Uns em forma de talentos-satélite, outros à espera do devido reconhecimento por parte do mercado primário.

Esta lista foi elaborada tendo em conta os seguintes requisitos: (1) jogadores com idade igual ou inferior a 22 anos; (2) qualidade dos jogadores e a sua margem de progressão; (3) relevância suficiente para actuarem em primeiras divisões europeias a curto-médio prazo.

 

Valère Germain (AS Monaco)

 
22 anos | 1.80 | Avançado

2.500.000 € (avaliação transfermarkt) | Agente: –

Valère Germain

Valère Germain

Pertencente aos quadros de formação do AS Monaco desde tenra idade e actual internacional Sub-21 francês, Valère Germain assume-se, nas duas últimas temporadas, como uma das caras do renascimento monegasco para a Europa do futebol. Filho do ex-internacional francês Bruno Germain, que teve passagens pelo Marselha e pelo Paris Saint-Germain, destaca-se a desempenhar as funções de segundo avançado, apresentando bons argumentos a nível da velocidade e astúcia na desmarcação, assim como competência e subtileza na forma como alcança zonas de finalização e linhas de remate. Fisicamente equilibrado – 1.80/72 –, apresenta razoável eficácia a actuar no jogo de costas para a baliza, procurando, já dentro do último terço, disputar lances aéreos com os defesas contrários ou temporizar posses de forma a permitir aproximações/desmarcações dos seus companheiros. Eficiente na condução em progressão, utiliza os seus predicados a nível da antecipação para criar desequilíbrios e levar a melhor sobre os seus oponentes em lances ofensivos de um para um. Fornecendo largura ao ataque sem perder demasiada verticalidade, Germain manifesta ainda bons índices de eficácia e visão no passe curto e médio, providenciando assistências e garantindo dinâmica ofensiva ao jogo da sua equipa. Destro, capaz de utilizar o pé esquerdo em recurso, constitui-se também como possível alternativa na execução de bolas paradas: livres a jeito do seu pé direito ou grandes penalidades. Faltando saber até que ponto conseguirá materializar de forma consistente o seu potencial em enquadramentos competitivos superiores, Valère promete dar continuidade à dinastia Germain no mundo do futebol durante os próximos anos.

Jordan Veretout (FC Nantes)

 
19 anos | 1.77 | Médio Defensivo / Médio Centro / Médio Interior Direito

2.500.000 € (avaliação transfermarkt) | Agente: SVF FOOT CONSULTING

Jordan Veretout

Jordan Veretout

Descoberto, em 2002, pelo FC Nantes, Jordan Veretout é, actualmente, internacional Sub-19 francês e considerado uma das maiores promessas saídas dos quadros de formação dos «canários» nos últimos anos. Com versatilidade para ocupar a posição «6» desdobrando em «8» ou para actuar como médio interior direito, Veretout destaca-se pela sua capacidade e visão a nível do passe curto, médio ou longo, assim como pela qualidade da sua condução em progressão e astúcia das suas movimentações sem bola, fornecendo linhas de passe aos seus companheiros e fazendo aproximações eficazes à área contrária. Dentro de um estilo de jogo de recuperação-construtiva, utiliza os seus argumentos a nível da antecipação para em «tackle» simples ou através de intercepções orientadas destruir jogo adversário, sem deixar que a sua equipa perca demasiada velocidade, agilidade e critério na colocação de transições logo após o momento de recuperação. Não sendo um portento físico – 1.77/67 -, Jordan Veretout procura manter os seus índices de determinação equilibrados por forma a garantir combatividade ao seu jogo. Destro, capaz de recorrer ao pé esquerdo, apresenta também argumentos na execução de lances de bolas paradas – cantos e livres laterais -, fazendo uso da sua facilidade na colocação de cruzamentos para a área. Em zonas centrais, procura utilizar o seu bom remate de média-distância. Aos 19 anos e com uma longa margem de progressão pela frente, Jordan Veretout ambiciona atingir no futuro a dimensão internacional de jogadores como Marcel Desailly, Didier Deschamps ou Christian Karembeu, também eles revelados a partir das escolas de formação do FC Nantes.

Benjamin Mendy (AC Le Havre)

 
18 anos | 1.85 | Lateral Esquerdo / Médio Interior Esquerdo

1.500.000 € (avaliação transfermarkt) | Agente: Carrierefoot

Benjamin Mendy

Benjamin Mendy

Internacional Sub-19 francês, Benjamin Mendy é visto como mais uma das boas promessas saídas da prestigiada escola de formação do AC Le Havre. Extremamente potente e disponível do ponto de vista físico – 1.85/75 –, destaca-se pela sua velocidade de ponta, capacidade de reacção e dinâmica de flanco, garantindo suficiente solidez defensiva sem esquecer o momento de apoio ofensivo quando se trata de sair para o ataque. Utilizando o pé esquerdo nas suas execuções, Mendy alterna passes curtos com médios e evidencia argumentos na forma como proporciona profundidade ao flanco esquerdo através dos seus movimentos sem bola/desmarcações para ir à linha de fundo tirar o cruzamento: pode melhorar a sua consistência neste capítulo, assim como a nível da eficácia de remate, tirando melhor partido das suas aproximações ao último terço. Dotado de boa presença e bons índices de eficácia em disputa aérea, Mendy manifesta ainda boa força de braços, útil para uma possível estratégia de colocação de bolas longas para a área adversária a partir de lançamentos de linha lateral. Podendo e devendo trabalhar o equilíbrio dos seus níveis de concentração ao longo dos 90 minutos, de forma a evitar perdas de bola desnecessárias, agressividade desmedida na abordagem a lances de um para um defensivos ou tomadas de decisão demasiado arriscadas nas suas saídas para o ataque, Benjamin Mendy é, aos 18 anos, um projecto gaulês de relevo que merece ser acompanhado e devidamente potencializado.

Thomas Ince (Blackpool FC)

 
21 anos | 1.78 | Extremo Esquerdo / Extremo Direito / Médio Ofensivo

2.500.000 € (avaliação transfermarkt) | Agente: –

Thomas Ince

Thomas Ince

Um dos grandes destaques do Championship 12/13, Thomas Ince é um dos nomes mais falados por terras de Sua Majestade. Filho do ex-internacional inglês e seu actual treinador Paul Ince, «Tom» encontrou, nas duas últimas temporadas, ao serviço do Blackpool, as oportunidades que o Liverpool, o seu clube de formação, não conseguiu proporcionar. Com passagens por diferentes escalões de base da selecção inglesa e actual internacional Sub-21, destaca-se pela sua capacidade de aceleração, mobilidade e versatilidade ofensiva, conferindo dinamismo ao último terço da sua equipa. Canhoto, capaz de utilizar o pé direito em recurso, aparece preferencialmente descaído sobre o lado esquerdo do ataque, alternando movimentações em diagonal, em que procura zonas de finalização e linhas de remate, com movimentações em profundidade, procurando a linha de fundo para cruzar ou fazer a assistência. Tecnicamente capaz, escapa às marcações adversárias fazendo jogo de passe curto com os seus companheiros ou arriscando o drible em situações ofensivas de um para um: por vezes, ainda se excede nas suas iniciativas individuais e o seu jogo perde alguma objectividade. Fisicamente pouco robusto, procura, em antecipação, evitar confrontos directos com oponentes mais resistentes ao contacto. Constituindo-se ainda como especialista na execução de bolas paradas, Thomas Ince soma, esta temporada, ao serviço do Blackpool, 30 jogos disputados, 17 golos marcados e 10 assistências efectuadas. Números que, ainda assim, devem ser levados em conta sem grandes extrapolações e tendo em consideração o enquadramento competitivo em que o jovem internacional inglês está a evoluir.

Richmond Boakye (US Sassuolo)

 
20 anos | 1.85 | Avançado

6.000.000 € (avaliação transfermarkt) | Emprestado pela Juventus | Agente: EUROPE SPORTS GROUP

Richmond Boakye

Richmond Boakye

Iniciado para o futebol ao serviço do extinto Bechem United do Gana e descoberto, em 2008, pelo Génova, quando actuava pelo DC United do mesmo país, Richmond Boakye é um dos maiores prodígios africanos em ascensão, contando, aos 20 anos, com 5 internacionalizações pela Selecção principal ganesa. Adquirido, em regime de co-propriedade, pela Juventus no mercado de Verão passado, Boakye tem evoluído, por empréstimo, nas duas últimas temporadas, ao serviço do US Sassuolo na Serie B italiana. Aliando potência física com velocidade, capacidade de remate e mobilidade, é um avançado versátil capaz de aparecer descaído sobre uma das faixas ou em zonas mais centrais, sem dar grandes referências, atingindo com relativa facilidade linhas de remate ou zonas de finalização. Evidenciando qualidade, coordenação e discernimento satisfatórios na hora da execução – utiliza o pé direito preferencialmente, mas consegue recorrer ao esquerdo –, Boakye aposta em situações de um para um ou passes curtos e médios para fazer jogo e aproveitar as desmarcações dos seus companheiros. Com presença aérea – ainda que nem sempre coloque agressividade suficiente nos duelos -, o internacional ganês constitui-se ainda como alternativa na execução de lances de bola parada: preferencialmente livres em zonas centrais ou ligeiramente descaídos a jeito do seu pé direito. Com uma longa margem de progressão, Richmond Boakye é, aos 20 anos, uma estrela que deve ser gerida com responsabilidade de forma a evitar que se torne em mais um dos infindáveis casos de cometas africanos que o mundo do futebol já conheceu.

Elvis Manu (Excelsior Roterdão)

 
19 anos | 1.73 | Extremo Esquerdo / Extremo Direito / Avançado

250.000 € (avaliação transfermarkt) | Emprestado pelo Feyenoord | Agente: –

Elvis Manu

Elvis Manu

A evoluir no Excelsior de Roterdão por empréstimo do Feyenoord, com o objectivo de adquirir a rodagem competitiva ideal que permita a consolidação efectiva do seu potencial, Elvis Manu é visto como uma das boas promessas saídas dos quadros de formação dos vermelhos e brancos. Destacando-se pela sua capacidade técnica, mobilidade, poder de aceleração e virtuosismo em lances ofensivos de um para um, o internacional Sub-19 holandês vem demonstrando paulatinamente ao serviço do Excelsior as razões pelas quais os responsáveis do Feyenoord depositam grandes esperanças no seu talento. Aparecendo predominantemente descaído sobre a esquerda do ataque, embora com versatilidade para ocupar as zonas de segundo avançado ou ainda surgir a partir da faixa direita, Manu alterna movimentações em diagonal de fora para dentro, em que procura zonas de finalização ou linhas de remate para aplicar a sua média distância, com movimentações em profundidade, buscando a linha de fundo para assistir os seus companheiros através de cruzamento ou passe curto. Ao conseguir executar com os dois pés, torna-se imprevisível nas suas acções e proporciona dinamismo ao sector atacante da sua equipa. Ainda que utilize a antecipação como arma principal para fugir às marcações mais cerradas, o jovem jogador holandês apresenta robustez física suficiente para colocar agressividade e levar a melhor em disputas corpo a corpo. Com vícios no seu jogo em que evidencia demasiados tiques de vedetismo e pouca consciência colectiva, Elvis Manu é, aos 19 anos, um jogador de potencial para gerir dentro e fora de campo por forma a não se perder nos sempre tortuosos caminhos de transição para o futebol profissional.

Iliass Bel Hassani (Sparta Roterdão)

 
20 anos | 1.73 | Médio Ofensivo Centro / Médio Ala Direito / Médio Ala Esquerdo

200.000 € (avaliação transfermarkt) | Agente: elH&B Sportsmanagement

Iliass Bel Hassani

Iliass Bel Hassani

Vencedor do «Golden Bull» 2011/2012, prémio que consagra as melhores individualidades da época na segunda divisão holandesa, Iliass Bel Hassani assume-se definitivamente esta temporada como mais um dos casos de sucesso na parceria marroquino-holandesa verificada no futebol dos Países Baixos. Pertencente aos quadros do Sparta Roterdão e internacional jovem por Marrocos, Bel Hassani destaca-se pela sua capacidade técnica, mobilidade, poder de aceleração e virtuosismo em lances ofensivos de um para um. Actuando preferencialmente sobre a direita do ataque ou nas zonas de número «10», o criativo dos «Senhores do Castelo» confere dinamismo e versatilidade ofensiva ao futebol da sua equipa. Utilizando preferencialmente o pé esquerdo, mas capaz de fazer uso igualmente do direito, revela astúcia nas suas desmarcações, procurando a criação de desequilíbrios através das suas movimentações e iniciativas individuais ou executando passes curtos e médios com visão para servir os seus companheiros. Fisicamente frágil, tenta em antecipação evitar o confronto directo com adversários fisicamente mais robustos. Limitado pelas suas características físicas no jogo aéreo, assume-se como especialista na execução de lances de bola parada laterais e centrais, empregando os seus predicados a nível do cruzamento e do remate de média-distância para tentar fazer a diferença. Devendo evitar excessos nos seus adornos, de forma a não perder demasiada objectividade em algumas das suas acções, Iliass Bel Hassani é um talento holandês com cumplicidade marroquina para acompanhar de perto durante os próximos tempos.

Domenico Berardi (US Sassuolo)

 
18 anos | 1.78 | Extremo Esquerdo / Extremo Direito / Avançado

3.500.000 € (avaliação transfermarkt) | Agente: –

Domenico Berardi

Domenico Berardi

Depois de ter dado nas vistas, a temporada passada, no Campeonato Primavera ao serviço do US Sassuolo, Domenico Berardi assume-se, esta época, no plano profissional, como uma das grandes revelações da Serie B italiana. Destacando-se por conseguir aliar disponibilidade física, potência de remate e capacidade técnica suficiente para criar desequilíbrios em lances de um para um, o jovem internacional Sub-19 transalpino apresenta argumentos de relevo que têm feito eco junto dos departamentos de prospecção de alguns dos maiores clubes europeus. Aparecendo maioritariamente descaído sobre a esquerda do ataque, embora com versatilidade para surgir também sobre a faixa direita ou ocupar as zonas de segundo avançado, Berardi proporciona dinamismo e mobilidade ao sector ofensivo da sua equipa sem afectar demasiado a verticalidade do seu futebol. Com preferência pelo pé esquerdo, mas sabendo utilizar igualmente o direito, o jovem italiano demonstra inteligência e astúcia nas suas movimentações, procurando linhas de remate para aplicar a sua boa média distância ou as zonas de finalização, onde patenteia qualidade de execução. Podendo melhorar a nível da consistência e eficácia dos seus cruzamentos, Berardi declara-se também como um especialista na execução de lances de bola parada laterais ou centrais. Com apenas 18 anos e uma longa margem de progressão pela frente, Domenico Berardi deve gerir adequadamente todo o «hype» gerado, nos últimos tempos, em torno do seu talento por forma a que, num futuro próximo e incluído num contexto competitivo superior, consiga materializar todas as potencialidades do seu futebol.

Jairo (Racing Santander)

 
19 anos | 1.70 | Extremo Direito / Extremo Esquerdo / Avançado

1.200.000 € (avaliação transfermarkt) | Agente: –

Jairo Samperio

Jairo Samperio

Numa altura em que o Racing Santander se encontra mergulhado numa crise profunda, Jairo é um dos poucos motivos de orgulho para os adeptos «verdiblancos». Descoberto pela equipa de Santander, ainda menino, quando actuava pela Sociedad Deportiva Textil Escudo, destaca-se pelo seu poder de aceleração, capacidade técnica e mobilidade. Aparecendo maioritariamente descaído sobre o flanco direito do ataque, embora com versatilidade para ocupar quer o lado esquerdo, quer as zonas de 2º avançado, Jairo procura constantemente a criação de desequilíbrios nas defensivas contrárias através de rápidas desmarcações/movimentações ou apostando em lances ofensivos de um para um por forma a aplicar o seu drible curto: por vezes, ainda se excede neste capítulo, perdendo, em certos momentos, alguma objectividade no seu jogo. Dinâmico, alterna entre movimentações diagonais, em que visa as zonas de finalização, com movimentações em profundidade, em que procura atingir a linha de fundo para assistir os seus companheiros através de passe curto ou cruzamento. Destro, ainda que capaz de utilizar o pé esquerdo em recurso, a jovem promessa «racinguista» constitui-se ainda como executante de bolas paradas: preferencialmente, cantos ou livres laterais. Podendo e devendo trabalhar a sua consistência a nível do cruzamento e do remate, Jairo demonstra-se solidário nos momentos em que a sua equipa não está em posse, ainda que do ponto de vista físico seja um jogador frágil – 1.70/65. Com apenas 19 anos e uma longa margem de progressão pela frente a ser explorada, Jairo deve procurar, nos próximos tempos, um clube que lhe garanta outro tipo de estabilidade ao desenvolvimento e consequente materialização de todas suas potencialidades.

Matej Vydra (Watford)

 
20 anos | 1.80 | Avançado / Extremo Direito

900.000 € (avaliação transfermarkt) | Emprestado pela Udinese | Agente: CHOVANECSPORT

Matej Vydra

Matej Vydra

Com um início de carreira pouco constante e já contando com uma lesão grave no seu historial, Matej Vydra tem demonstrado, no Championship 12/13, ao serviço do Watford, onde se encontra emprestado pela Udinese, as razões pelas quais os italianos avançaram para a sua contratação, em 2010, junto do Banik Ostrava. Presença constante nas selecções de base e já internacional AA pela República Checa, é um segundo avançado que se destaca pela sua determinação, velocidade, astúcia das suas desmarcações/movimentações sem bola e capacidade finalizadora. Contando, até ao momento, com 19 golos marcados e 8 assistências em 28 jogos efectuados ao serviço dos «Hornets», Vydra tem procurado nesta sua aventura por Inglaterra reconquistar confiança e ambição no seu futebol. Destro, capaz de utilizar o pé esquerdo em recurso, o jovem internacional checo tem-se demonstrado como uma das peças de maior importância na boa campanha que o Watford está a efectuar em 2012/13. Podendo aparecer descaído sobre uma das faixas – preferencialmente a direita – para depois alcançar linhas de baliza e zonas de finalização, Vydra é um segundo avançado que joga e faz jogar. Dinâmico, aposta, essencialmente, num futebol curto a 1-2 toques ou arrisca lances de um para um em que procura tirar partido do seu drible curto e velocidade de condução em progressão para criar desequilíbrios. Dotado de bom remate e razoável capacidade de cruzamento, Matej Vydra é ainda executante de bolas paradas: cantos, livres laterais, livres frontais e grandes penalidades. Aos 20 anos e a ultrapassar uma fase decisiva de afirmação no plano profissional, Matej Vydra é um projecto checo de valor que deve estabilizar a sua carreira e demonstrar de forma consistente e regular as boas sensações que tem deixado no segundo escalão do futebol inglês.

Josh McEachran (Middlesbrough)

 
19 anos | 1.79 | Médio Centro / Médio Interior Esquerdo/ Médio Ofensivo

4.500.000 € (avaliação transfermarkt) | Emprestado pelo Chelsea | Agente: Key Sports Managment Ltd.

Josh McEachran

Josh McEachran

Sem espaço para fazer evoluir o seu futebol na equipa principal do Chelsea, «Josh» McEachran encontra-se, esta temporada, no Middlesbrough, em regime de empréstimo, com o objectivo de garantir tempo de jogo e rodagem competitiva superior àquela que o campeonato inglês de reservas permite. Com um percurso de relevo pelas Selecções de base inglesas – Campeão Europeu Sub-17 em 2010 -, Josh é unidade indiscutível nos Sub-21 e um dos jogadores de quem mais se espera para o futuro do futebol dos «três leões». Destacando-se, sobretudo, pela sua visão de jogo panorâmica, McEachran é um médio centro versátil, podendo pisar também sobre a esquerda do meio campo como interior, como médio ofensivo nas imediações da zona «10» ou ainda no meio campo defensivo como «6» com capacidade para desdobrar em «8», posição na qual foi utilizado por Carlo Ancelotti, em 2010, nas suas primeiras aparições pela equipa principal do Chelsea. Utilizando predominantemente o pé esquerdo nas suas execuções, deixando o direito para situações de recurso, o jovem internacional inglês apresenta uma notável qualidade no passe curto, médio e longo, assim como a nível da sua condução em progressão, garantindo agilidade, rapidez e harmonia nos processos de transição defesa-ataque-defesa. Embora resistente, Josh não é um jogador forte do ponto de vista físico, utilizando, preferencialmente, os seus predicados na antecipação para evitar situações de confronto directo com adversários fisicamente mais robustos. Especialista na execução de bolas paradas, essencialmente pontapés de canto ou livres laterais, procura tirar partido da sua capacidade de colocação de cruzamentos para a área. Participativo igualmente nos momentos sem bola da sua equipa, em que evidencia argumentos no plano da intercepção orientada, Joshua McEachran é um talento inglês para o futuro do futebol mundial, assim consiga gerir de forma adequada as diferentes etapas que faltam percorrer até à consolidação e afirmação definitiva do seu valor no plano profissional.

John Jairo Ruiz (Mouscrón-Péruwelz)

 
19 anos | 1.75 | Avançado / Extremo Direito / Extremo Esquerdo

700.000 € (avaliação transfermarkt) | Emprestado pelo OSC Lille | Agente: Juan Ricardo Cabañas

John Jairo Ruiz

John Jairo Ruiz

Depois de ter dado nas vistas, ao serviço da selecção da Costa Rica, no Campeonato do Mundo Sub-20 2011, o Lille, ao investir 1,2 milhões de euros, acabou por levar a melhor na corrida pelo seu concurso junto ao Deportivo Saprissa. Com algumas lesões a atrasarem o seu processo de adaptação ao futebol europeu, o emblema francês optou, no início desta temporada, pelo empréstimo do jogador à sua equipa-satélite, o Mouscrón-Péruwelz, clube que milita no segundo escalão do futebol belga. Destacando-se, sobretudo, pela sua velocidade e aceleração, como também pela capacidade técnica, mobilidade e virtuosismo em lances de um para um, John Jairo Ruiz possui os predicados de um verdadeiro desequilibrador. Actua, predominantemente, sobre a direita do ataque, ainda que possua versatilidade para ocupar a faixa esquerda ou as zonas de segundo avançado, alternando movimentações em diagonal de fora para dentro, em busca de zonas de finalização e linhas de remate, com movimentos em profundidade, em que procura alcançar a linha de fundo para tirar o cruzamento ou executar um passe curto para assistir os seus companheiros. Destro, John Ruiz assume-se ainda como executante de bolas paradas: laterais, fazendo uso da sua razoável capacidade de cruzamento, ou centrais, ao procurar tirar partido dos seus argumentos a nível do remate de média-distância. Evitando, por antecipação, o confronto directo com adversários fisicamente mais robustos, Ruiz pode melhorar os seus índices de concentração ao longo dos 90 minutos, como também deverá evitar adornos desnecessários que acabam por originar uma certa carência de objectividade em algumas das suas acções. Conseguindo concretizar a sua adaptação aos padrões de exigência europeus, John Jairo Ruiz é nome de craque costa-riquenho para acompanhar durante os próximos anos.

Fernando Aristeguieta (FC Nantes)

 
20 anos | 1.88 | Avançado

300.000 € (avaliação transfermarkt) | Emprestado pelo Caracas FC | Agente: EUROPE SPORTS GROUP

Fernando Aristeguieta

Fernando Aristeguieta

Com um percurso de relevo pelos diferentes escalões de formação da selecção venezuelana e uma das referências do Campeonato nacional daquele país ao serviço do Caracas FC, Fernando Aristeguieta aterrou em França na última janela de mercado para representar, em regime de empréstimo até ao final da temporada, o FC Nantes, iniciando a sua primeira aventura no «Velho Continente». Destacando-se sobretudo pela dimensão física que oferece ao ataque, «El Dorado» alia astúcia na sua movimentação, poder de remate e capacidade finalizadora, tornando-se um «número 9» de bons predicados. Competente no jogo de costas para a baliza, em disputa aérea ou temporizando posses para a desmarcação/aproximação dos seus companheiros, o internacional AA pela Venezuela revela ainda interessantes argumentos a nível de coordenação e velocidade de reacção, tendo em conta o seu perfil físico. Dono de um instinto apurado, tem preferência pelo pé direito, mas consegue utilizar igualmente o esquerdo para dar sequência a situações de recurso. Não possuindo uma capacidade técnica notável que lhe permita criar grandes desequilíbrios em lances ofensivos no um para um, Aristeguieta opta, na maioria das vezes, pela utilização de passes curtos e médios para «fazer jogo». Podendo-se constituir ainda como executante de bolas paradas centrais, aplicando o seu forte remate de média-distância, Fernando Aristeguieta, o «Cologol», é um projecto venezuelano com cumplicidade espanhola a acompanhar nos próximos tempos.

Francesco Bardi (Novara)

 
21 anos | 1.87 | Guarda-Redes

4.000.000 € (avaliação transfermarkt) | Emprestado pelo Inter de Milão | Agente: –

Francesco Bardi

Francesco Bardi

Formado nas escolas do Livorno e adquirido, no início de 2011, pelo Inter de Milão em regime de co-propriedade, Francesco Bardi evolui esta temporada por empréstimo no Novara da Serie B italiana. Actual internacional Sub-21 italiano e uma das maiores promessas saídas da prestigiada escola de guardiões transalpinos nos últimos tempos, destaca-se por conseguir aliar presença entre os postes, elasticidade, agilidade e reflexos. Podendo melhorar a definição dos seus tempos de saída para abordar situações aéreas, deverá também encontrar um melhor balanceamento de agressividade que lhe permita dominar de uma forma mais efectiva e consistente as suas zonas de acção fora dos postes. Competente a nível do posicionamento e a dar resposta a situações com grau de exigência médio-alto, como também capaz na colocação de lançamentos manuais médios e longos para os seus companheiros, poderá evoluir no seu jogo com os pés, de forma a apresentar outros argumentos a nível do passe. Animicamente capaz, evidencia personalidade na forma como assume as suas responsabilidades, numa posição em que, muitas vezes, mais do que a vertente técnica é o aspecto psicológico a fazer a diferença.

Will Hughes (Derby County)

 
17 anos | 1.85 | Médio Centro / Médio Interior Direito / Médio Interior Esquerdo

– (avaliação transfermarkt) | Agente: –

Will Hughes

Will Hughes

Grande revelação, ao serviço do Derby County, do Championship 2012/2013, Will Hughes tornou-se, em Novembro de 2012, no segundo jogador mais jovem de sempre a representar a selecção Sub-21 inglesa, registo apenas batido por Theo Walcott. Com uma longa margem de evolução, destaca-se sobretudo pela sua visão de jogo, consciência táctica e disponibilidade física acima da média para jogadores da sua faixa etária, como também pela qualidade da sua condução em progressão e capacidade a nível do passe curto, médio e longo. Evidenciando simplicidade de processos, Will Hughes é um médio centro capaz de ocupar também as posições de médio interior direito ou esquerdo, mantendo níveis de eficácia e relevância exibicional assinaláveis. Inteligente na forma como proporciona linhas de passe aos seus companheiros, o jovem internacional inglês garante dinâmica intermédia, combatividade, velocidade e harmonia nas transições defesa-ataque-defesa. Canhoto por natureza, apesar de conseguir recorrer ao pé direito, patenteia ainda argumentos a nível do remate de média distância e no cruzamento, virtudes que aplica quando faz as suas aproximações ao último terço ou na hora de executar lances de bola parada. Solidário, participa também nos momentos defensivos da sua equipa, denotando poder de antecipação para efectuar o desarme simples ou orientado. Presente no jogo aéreo, Will Hughes é um médio com vários predicados para acompanhar bem de perto durante os próximos anos.

 
foto de abertura © recombu.com

fotografias © le figaro; jauneliere.com; Maley; football365.com; ghanasoccernet.com; Kay In t Veen; PRO SHOTS; Le Novae; as.com; Tom Dulat/Getty Images Europe; Chris Brunskill/Getty Images Europe; Maxppp; Nantes FC; lastampa.it; bbc.co.uk.


Joachim Rodrigues