Suíça 2008/09

FC Zurique
FC Zurique

Balanço

F

utebol de ataque, muitos golos – média de 3 por jogo – e emoções fortes na luta pelo título caracterizaram a Liga suíça em 2008/09, tornando evidente o impacto positivo propiciado pela organização da mais recente edição do Europeu. O Basileia, campeão em título, assumia-se como grande favorito, até pelo incremento financeiro facultado pela chegada à fase de grupos da Liga dos Campeões, depois de uma polémica eliminatória de acesso diante do Vitória de Guimarães, fortemente penalizado pela arbitragem do holandês Pieter Vink na partida da 2ª mão. O primeiro quarto da temporada confirmaria tal estatuto, mas o desgaste da desastrosa participação europeia – 1 empate e 5 derrotas num grupo onde constavam Barcelona, Sporting e Shakhtar – e a irregularidade de algumas unidades nucleares acabariam por abrir as portas do título ao FC Zurique. Bicampeões em 2006 e 2007, os «Leões Azuis» souberam reformular o plantel praticamente sem custos depois de um decepcionante 3º lugar em 2007/08, mantendo a confiança em Bernard Challandes, antigo responsável técnico da Selecção sub-21 suíça. A grande consistência defensiva, graças a um quarteto compacto e um duo de médios defensivos de grande rigor táctico e capacidade de recuperação, foi a chave do êxito, como comprovam os 36 golos sofridos – menos 10 que o Young Boys e menos 8 que o Basileia -, o que não retirou cadência ofensiva ao conjunto, com 49 dos 80 golos – 2º melhor ataque logo a seguir ao Young Boys – a serem apontados pelo «tridente» formado pelo criativo Almen Abdi, grande figura da temporada, e pelos franceses Eric Hassli e Alexandre Alphonse. Ainda assim, a luta pelo título manteve-se em aberto até à penúltima jornada, quando uma vitória na deslocação ao terreno do Bellinzona garantiu uma conquista que teve tanto de sofrido como de justa. O Basileia, que impôs três derrotas em quatro jogos ao novo campeão, sairia como grande derrotado, não só por ter falhado o assalto final ao bicampeonato, como também por se deixar ultrapassar sobre a linha de chegada pelo Young Boys, vice-campeão pelo segundo ano consecutivo.

 

Classificação:


 1.FC Zurique           36 24  7  5  80-36  79  Campeão; Liga Campeões (3ª pré)
 2.BSC Young Boys       36 22  7  7  85-46  73  Liga Europa (3ª pré)
 3.FC Basileia          36 22  6  8  72-44  72  Liga Europa (2ª pré)
 4.Grasshopper          36 12 14 10  57-48  50
 5.FC Aarau             36 11 11 14  35-51  44
 6.AC Bellinzona        36 11 10 15  44-51  43
 7.Neuchâtel Xamax      36 10 10 16  50-57  40
 8.FC Sion              36  9 10 17  44-60  37  Liga Europa (eliminatória de acesso)
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
 9.FC Lucerna           36  9  8 19  45-62  35  Playoff
-----------------------------------------------
10.FC Vaduz             36  5  7 24  28-85  22  Despromovido

 

Playoff

[entre o FC Lucerna, 9º classificado da 1ªDivisão, e o AC Lugano, 2º classificado da 2ªDivisão]

AC Lugano – FC Lucerna, 1-0
FC Lucerna – AC Lugano, 5-0

– O FC Lucerna garantiu a manutenção na 1ªDivisão.

 

Quem Subiu:

FC St. Gallen.

 

Melhores Marcadores

Seydou DOUMBIA (BSC Young Boys), 20
Almen ABDI (FC Zurique), 19
Eric HASSLI (FC Zurique), 17
Alexandre ALPHONSE (FC Zurique), 13
Asamoa-FRIMPONG Kwabena (FC Lucerna), 13
Scott CHIPPERFIELD (FC Basileia), 12
Mauro LUSTRINELLI (AC Bellinzona), 12
JOÃO PAIVA (FC Lucerna), 11
Olivier MONTERRUBIO (FC Sion), 11
Mario RAIMONDI (BSC Young Boys), 10
Benjamin HUGGEL (FC Basileia), 10
IDEYE AIDE BROWN (Neuchâtel Xamax), 10
Marco SCHNEUWLY (BSC Young Boys), 9
Eren DERDIYOK (FC Basileia), 9
Dusan DJURIC (FC Zurique), 9
Patrick BENGONDO (FC Aarau), 8
Thomas HÄBERLI (BSC Young Boys), 8
GÜRKAN SERMETER (AC Bellinzona), 8
Raul BOBADILLA (Grasshoppers), 8
Marko PEROVIC (FC Basileia), 8
Gonzalo ZÁRATE (Grasshoppers), 8

 

Dados Relevantes

O Campeão

12º título suíço do FC Zurique, que recuperou o título perdido para o FC Basileia na temporada anterior, depois dos triunfos em 2005/06 e 2006/07.

Clubes com mais títulos

Grasshopper (26), Servette FC (17), FC Basileia e FC Zurique (12), BSC Young Boys (11), Lausanne-Sports (7), FC Aarau, FC La Chaux-de-Fonds, FC Lugano e FC Winterthur (3).

Mais vitórias

FC Zurique (24).

Menos derrotas

FC Zurique (5).

Melhor ataque

BSC Young Boys (85).

Melhor defesa

FC Zurique (36).

Menos empates

FC Basileia (6).

Mais empates

Grasshopper (14).

Menos vitórias

FC Vaduz (5).

Mais derrotas

FC Vaduz (24).

Pior ataque

FC Vaduz (28).

Pior defesa

FC Vaduz (85).

Melhor equipa nos jogos em casa

FC Zurique (42). 13 vitórias, 3 empates e 2 derrotas.

Melhor equipa nos jogos fora de casa

FC Zurique (37). 11 vitórias, 4 empates e 3 derrotas.

Melhor série de vitórias consecutivas

BSC Young Boys (7).

Melhor série de jogos consecutivos sem perder

BSC Young Boys (15).

Pior série de derrotas consecutivas

FC Vaduz (10).

Pior série de jogos consecutivos sem vencer

FC Vaduz e FC Lucerna (12).

Média de golos

3,0 golos por jogo. Representou um acréscimo de 0,1 em relação à temporada anterior (média de 2,9 golos por jogo).

Jogos com mais golos

FC Vaduz – FC Zurique (3-5), AC Bellinzona – Grasshopper (6-2), FC Vaduz – FC Zurique (1-7).

Maiores goleadas

FC Vaduz – FC Zurique (1-7), BSC Young Boys – FC Vaduz (6-0).

Resultados mais comuns

1-0 (27), 2-1 (24), 3-1 e 1-1 (18), 3-0 (16).

Percentagem de jogadores suíços utilizados na Liga

45,6%. Representou um decréscimo de 1,1% em relação à época anterior (46,7%).

Equipa mais nacional

BSC Young Boys – 60,6% de utilização de jogadores suíços.

Equipa menos nacional

FC Sion – 20,7% de utilização de jogadores suíços.
Cinco das dez equipas participantes na Liga ficaram abaixo dos 50% de utilização de jogadores suíços.

Países mais representados (utilização em jogos da Liga)

Suíça (45,6%), França (5,2%), Argentina (4,7%), Brasil (4,3%), Itália (4,1%), Nigéria (3,1%) e Sérvia (2,7%).

Portugueses

Chegado à Suíça já com a época em andamento, João Paiva, produto das escolas do Sporting, onde demonstrou dotes de goleador que justificaram chamadas às Selecções inferiores portuguesas, iniciou no Lucerna uma nova experiência fora de portas, depois de três épocas no Chipre, onde representou Apollon e AEK. Se o Lucerna, face ao elevado investimento realizado em aquisições, partia para a nova época com objectivos muito ambiciosos, rapidamente se apercebeu de que se estaria perante a grande decepção da temporada. Os golos do avançado português – 11 na Liga, a que juntou mais 2 no jogo decisivo do «Playoff» – foram decisivos para uma manutenção no escalão superior arrancada a ferros e em que também participou o médio ala Nelson Ferreira – 3 golos e 3 assistências em 33 jogos -, já com larga experiência no escalão maior do futebol suíço. Por fim, nota para a época inconstante de Carlitos, extremo do Basileia, que não repetiu o registo fulgurante do exercício anterior, com uma lesão a afastá-lo da fase decisiva da Liga, e para o regresso do madeirense Zé Vítor ao convívio dos «grandes», depois de ter ajudado o St. Gallen a sagrar-se campeão da 2ªDivisão.

Os números dos 3 jogadores portugueses na Liga suíça 2008/09: Carlitos (FC Basileia, 22 jogos/3 golos); Nelson Ferreira (FC Lucerna, 33 jogos/3 golos); João Paiva (FC Lucerna, 23 jogos/11 golos).

Jogadores mais utilizados

– Ivan Benito, FC Aarau, 36 jogos, 3240 minutos de utilização (totalista)
– Paulo Menezes, FC Aarau, 36 jogos, 3240 minutos de utilização (totalista)
– Sergio Bastida, FC Aarau, 35 jogos, 3150 minutos de utilização
– Guillermo Vallori, Grasshopper, 35 jogos, 3150 minutos de utilização
– Marco Wölfli, BSC Young Boys, 35 jogos, 3150 minutos de utilização
– David Zibung, FC Lucerna, 35 jogos, 3150 minutos de utilização.

Jogadores com melhor média pontual

(entre os jogadores que completaram mais de metade da época: 19 jogos)

– David Degen, BSC Young Boys, 2,368 (19 jogos)
– François Affolter, BSC Young Boys, 2,364 (22 jogos)
– Hannu Tihinen, FC Zurique, 2,276 (29 jogos)
– François Marque, FC Basileia, 2,273 (22 jogos)
– Alexandre Alphonse, FC Zurique, 2,267 (30 jogos)
– Miguel Alfredo Portillo, BSC Young Boys, 2,241 (29 jogos).

O melhor marcador

Seydou Doumbia (BSC Young Boys)
20 golos em 32 jogos
14 golos apontados em casa e 6 em jogos extramuros
0 golos obtidos na primeira parte e 20 na segunda parte
14 dos seus 20 golos foram apontados como suplente utilizado
Marcou golos em 16 partidas: catorze golos foram «solitários», aos quais juntou ainda quatro «duplas», todas obtidas em jogos disputados em casa.

Jogador com a melhor série de jogos consecutivos a marcar golos

Eric Hassli (FC Zurique), 6.

Jogador mais eficaz

(entre os jogadores que completaram mais de metade da época: 19 jogos)

Seydou Doumbia (BSC Young Boys), 1 golo a cada 70 minutos de utilização.

Melhor «joker» – jogador com mais golos como suplente utilizado

Seydou Doumbia (BSC Young Boys), 14 golos em 24 partidas como suplente utilizado.

Guarda-redes menos batido

(entre os jogadores que completaram mais de metade da época: 19 jogos)

Johnny Leoni (FC Zurique), 0,85 golos sofridos por jogo.

Guarda-redes com mais «balizas-virgens»

Johnny Leoni (FC Zurique), 16 em 34 jogos.

Guarda-redes com melhor percentagem de «balizas-virgens»

(entre os jogadores que completaram mais de metade da época: 19 jogos)

Johnny Leoni (FC Zurique), 48,5% (16 em 34 jogos).

Guarda-redes que mais minutos esteve sem sofrer golos

Johnny Leoni (FC Zurique), 397 minutos, numa série iniciada na 28ª jornada e que se prolongou até à 32ª jornada.

 

Taça

20-5-2009
BSC Young Boys, 2 (Gilles Yapi Yapo, 22., de grande penalidade, Jamal Alioui, 36., na própria baliza)
FC Sion, 3 (Goran Obradovic, 41., Stéphane Sarni, 53., Guilherme Afonso, 88.)

 

FC ZURIQUE: O CAMPEÃO

 
Estatísticas

Nac. Pos. Nome J G A V Min.
SUI M Almen ABDI 32 19 8 0 2.842
SUI M Silvan AEGERTER 34 5 9 0 3.022
FRA AM Alexandre ALPHONSE 30 13 4 0 2.347
SUI D Heinz BARMETTLER 27 0 4 0 2.074
LIE M Martin BÜCHEL 13 0 0 0 409
SUI D Mehdi CHALLANDES 1 0 0 0 1
TUN MA Yassine CHIKHAOUI 6 1 2 0 112
SWE M Dusan DJURIC 35 9 2 1 2.618
ITA G Andrea GUATELLI 3 0 0 0 232
FRA A Eric HASSLI 27 17 8 0 2.089
SUI D Philippe KOCH 11 0 0 0 906
SUI M Oumar KONDÉ 1 0 0 0 11
SUI M Luca LADNER 5 0 0 0 37
FIN D Veli LAMPI 28 0 1 0 2.117
SUI G Johnny LEONI 34 0 0 1 3.005
SUI M Xavier MARGAIRAZ 13 2 2 1 803
SUI A Admir MEHMEDI 11 2 1 0 110
SUI M Adrian NIKCI 34 4 1 1 1.373
SUI D Alain ROCHAT 29 4 6 0 2.224
SUI M Marco SCHÖNBÄCHLER 13 0 2 0 532
BRA A SÍLVIO CARLOS de Oliveira 1 0 0 0 26
SUI D Florian STAHEL 27 1 3 1 2.341
SUI D Daniel STUCKI 13 0 3 0 686
SWE A Emra TAHIROVIC 2 0 0 0 43
SUI M Tito TARCHINI 2 0 0 0 26
NGA M Onyekachi «TICO» OKONKWO 35 1 7 0 2.928
FIN D Hannu TIHINEN 29 2 6 1 2.582

 
A Táctica

FC Zurique: táctica

 

Treinador Campeão

Bernard Challandes
foto © REUTERS

BERNARD CHALLANDES

Contratado pelo FC Zurique, no Verão de 2007, para assumir a sucessão de Lucien Favre e conduzir o clube ao segundo tricampeonato do seu historial, falharia o objectivo, mas a Direcção manteve a confiança no seu trabalho. Ex-seleccionador suíço de sub-21, onde se manteve em funções durante seis anos, conhecido pelo seu enorme rigor do ponto de vista táctico e pela aposta destemida em jovens jogadores, cujas qualidades consegue maximizar em favor do colectivo, mas também pela aversão a telemóveis e à internet, que substitui pelos discos de Georges Brassens e Edith Piaf, Challandes, de 57 anos, conduziu os «Leões Azuis» ao título em 2008/09, apostando no 4x2x3x1 muito compacto como modelo táctico preferencial, tendo no 4x4x2 a sua principal alternativa.

 

Equipas-Tipo

[accordion title=”BSC YOUNG BOYS“]

BSC Young Boys[/accordion]

[accordion title=”FC BASILEIA“]

FC Basileia[/accordion]

[accordion title=”GRASSHOPPERS“]

Grasshopper[/accordion]

[accordion title=”FC AARAU“]

FC Aarau[/accordion]

[accordion title=”AC BELLINZONA“]

AC Bellinzona[/accordion]

[accordion title=”NEUCHÂTEL XAMAX“]

Neuchâtel Xamax[/accordion]

[accordion title=”FC SION“]

FC Sion[/accordion]

[accordion title=”FC LUCERNA“]

FC Lucerna[/accordion]

[accordion title=”FC VADUZ“]

FC Vaduz[/accordion]

 

O «ONZE» DO ANO

Suíça 2008/09: onze do ano

 

Figuras da Época

Marco Wölfli
foto © tagblatt.ch

Marco Wölfli (BSC Young Boys)

Christian Schwegler
foto © bscyb.ch

Christian Schwegler (BSC Young Boys)

Saïf Ghezal
foto © uefa.com

Saïf Ghezal (BSC Young Boys)

Hannu Tihinen
foto © uefa.com

Hannu Tihinen (FC Zurique)

Behrang Safari
foto © fcb.ch

Behrang Safari (FC Basileia)

Benjamin Huggel
foto © fcb.ch

Benjamin Huggel (FC Basileia)

Gilles Yapi Yapo
foto © newsnetz-blog.ch

Gilles Yapi Yapo (BSC Young Boys)

Seydou Doumbia
foto © uefa.com

Seydou Doumbia (BSC Young Boys)

Almen Abdi
foto © Presse-Sports

Almen Abdi (FC Zurique)

Dusan Djuric
foto © google.ch

Dusan Djuric (FC Zurique)

Eric Hassli
foto © Reuters

Eric Hassli (FC Zurique)

 
foto de abertura © podlech.ch


Rui Malheiro

 
analista de futebol, scout e autor. freelancer. escreveu Anuário do Futebol 2008/09 e Anuário do Futebol 2009/10.